O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


terça-feira, maio 31, 2005

Governo confirma análise de notebook popular




Fonte:



O Fundador do Media Lab do Massachusetts Institute of Tecnology (MIT), Nicholas Negroponte, apresentará a proposta do notebook de cem dólares ao ministro da Educação, Tarso Genro, no próximo dia 28 de junho.


Antecipada pelo IDG Now!, a informação foi confirmada na segunda-feira (30/05) pelo diretor do Media Lab Walter Bender, durante palestra no Ministério das Comunicações.


O programa, desenvolvido no MIT, instituto criador do movimento do software livre, também utilizará a plataforma aberta. De acordo com Bender, a primeira geração desses laptops deverá estar acessível até o ano que vem. Para ele, "o laptop dever ser visto não apenas como tecnologia,mas como uma forma de expressão de idéias, como uma extensão da mente e principalmente como uma ferramenta para o aprendizado".


Bender e David Cavallo, outro participante do projeto, vieram ao Brasil a convite do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para participar do Fórum Internacional de Software Livre, que acontecerá em Porto Alegre no dias entre os dias 1 e 5 de junho.


Segundo o governo federal, no Brasil 79% da população nunca usaram computador; 89% nunca acessaram a Internet e apenas 14,4% têm acesso regular a computador. Entre os programas do governo voltado para a inclusão digital estão o PC Conectado, que possibilita a concessão de crédito e isenção fiscal para a compra de computadores.
Agência Brasil e redação


Links:
         http://idgnow.uol.com.br/[...]=2000014






Dez anos da Web: os principais números




Fonte:



A internet é superlativa em números, afinal tudo poder medido. Veja as principais estatísticas.


Internautas: 11,4 milhões de pessoas acessaram a web de casa, segundo o Ibope//Netratings em abril.


Tempo de navegação: 15 horas e 14 minutos, segundo o Ibope//Netratings em abril, o que colocou Brasil na liderança do ranking mundial.


Comércio eletrônico: faturamento de 1,75 bilhão de reais em 2004, de acordo com o e-bit, 45% a mais que o ano anterior. Em 2005, a previsão é chegar a 2,3 bilhões.


Domínios registrados: 786 mil, de acordo com o Registro.br

Links:
         http://idgnow.uol.com.br/[...]annelID=2000012






FBI trabalha em novo projeto de TI




Fonte:



O FBI (Federal Bureau of Investigation) deve iniciar até 2006 o desenvolvimento de seu novo sistema de informática, em substituição ao projeto que teve seu fim decretado em março após consumir 170 milhões de dólares.


Segundo Robert Mueller, diretor do FBI, o novo sistema levará o nome de "Sentinel" e deve ser desenvolvido em quatro etapas, começando no ano que vem. A agência espera que o sistema esteja pronto até 2009.


O Sentinel vai incorporar funções de gerenciamento de casos, as mesmas que deveriam fazer parte do Virtual Case File - que levou quatro anos para ser criado e não foi finalizado.


Além disso, o sistema substituirá aplicações que o FBI utiliza para gerenciar informantes sobre crimes e rastrear estatísticas sobre roubo a bancos. O Sentinel vai suportar tecnologia XML para compartilhamento de informações.


O FBI não tem ainda um custo estimado para o projeto, segundo uma oficial do órgão que pediu para não ser identificada. Ela disse que o sistema deverá ser baseado em software comercial e a agência planeja emitir um formulário para a concorrência de empresas de TI até a metade do ano.


Em um comunicado ao subcomitê do Senado, Mueller informou que o FBI estará apto a adicionar gradualmente as capacidades de TI com o Sentinel. "Vamos desenvolver serviços técnicos importantes em fases, como as gravações e as capacidades para gerenciamento de casos, a fim de atingir uma transição suave para o novo sistema enquanto aposentamos as aplicações obsoletas".

Grant Gross - IDG News Service, EUA


Links:
         http://idgnow.uo[...]&ChannelID=2000006






Serra critica sistema da Microsoft na Prefeitura




Fonte:



O prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), criticou na segunda-feira (30/05) a atuação da Microsoft no sistema GPS responsável pelo monitoramento em tempo real dos ônibus da capital paulista.


Durante uma visita à Escola Municipal de Iniciação Artística, na Zona Sul da cidade, Serra declarou aos jornalistas que a gigante de software está falhando na montagem do sistema.


"O GPS, sistema de monitoramento de ônibus, não funciona. Foram gastos milhões de reais e ele não funciona. A Microsoft, que é uma empresa de responsabilidade, está falhando na montagem desse sistema aqui em São Paulo", declarou.


De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal dos Transportes (SMT), o sistema, que foi criado para viabilizar as informações do Centro de Controle Integrado da São Paulo Transportes (SPTrans), custou 14 milhões de reais e já foi 90% pago.


A intenção é converter cada um dos 15 mil ônibus em circulação na capital em um emissor de informações em tempo real, segundo a SMT. Dessa forma, por meio do sistema de georeferenciamento, seria possível monitorar o tempo de chegada, partida e trajeto dos coletivos.


Ainda de acordo com a secretaria, a Microsoft foi contratada em setembro de 2003 - ainda na gestão Marta Suplicy (PT) - para desenvolver o software capaz de realizar esse tipo de monitoramento. No entanto, dos cinco módulos do software, quatro não são confiáveis e apresentam problemas de transmissão e informações fora de precisão. Os resultados não foram aceitos pela SPTrans.


O contrato inicialmente duraria até setembro do ano passado, mas em virtude das falhas e do não cumprimento dos reparos houve suspensão até fevereiro de 2005. O prazo foi, então, prorrogado para o dia 31 de março e, novamente não foi cumprido pela empresa. Dessa forma, a prefeitura optou por suspender o sistema temporariamente.


Segundo a SMT, está fora de cogitação a troca de fornecedores de infra-estrutura, e o sistema deve ser retomado assim que a Microsoft oferecer uma solução satisfatória.


Procurada pela reportagem, a Microsoft ainda não se manifestou.

Links:
         http://idgnow.uol.com.br/AdPortalv5[...]2000002






Lançada uma nova versão do Livecd FeniX.




Fonte : noticiaslinux.com.br



Esta versão foi feita usando como base a versão 10.2[Full] do Sistema FeniX e traz kernel 2.4.30, diversos novos drivers para impressoras, detecção automática de dispositivos USB abrindo um programa gráfico quando o usuário insere um dispositivo, instaladores melhorados, diminuição de algumas pastas para melhorar a performance, e um tanto mais.
A Prolinus, desenvolvedora do Sistema FeniX, estará desenvolvendo em breve uma versão com kernel 2.6 e ainda uma versão GPL do livecd.
Download: ftp://ftp.las.ic.unicamp.br/pub/fenix/fenix-1.1.iso


Links:
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1117505445.html





segunda-feira, maio 30, 2005

O Firefox é mais seguro que o Internet Explorer?



Fonte:


Interessante artigo compara, em linhas gerais, os aspectos relativos a segurança do navegador open source Firefox em comparação ao Internet Explorer.

Introdução:

O Internet Explorer é um nagevador de internet gráfico feito pela Microsoft e vem integrado com o Windows. Mesmo sendo, de longe, o browser mais usado, desde 2004 ele vem perdendo, aos poucos, popularidade para outros como o Mozilla Firefox, seu rival open source desenvolvido pela Mozilla Foundation.


Arquitetura interna de segurança do IE e do Firefox

O Microsoft Microsoft Internet Security Framework traz uma grande variedade de atributos de segurança ao IE, como SSL, PCT (ambos protocolos de segurança baseados em chaves públicas e implementados no Firefox), autenticação usando chaves públicas da Certificate Autorithies (Digital IDs da Verisign), CryptoAPI (usado para incorporar criptografia dentro de aplicações) e, no futuro, ele vai incorporar o Microsoft Wallet dentro do Internet Explorer.

O IE6SP1 vem com bloqueio de pop-ups, um atributo esperado o qual o Firefox já possui há muito tempo, mesmo antes de seu nome (anteriormente, ele era conhecido como Phoenix e depois Firebird). Ambos são capazes de bloquear seletivamente pop-ups ou vê-los (pop-ups) depois. O IE6 também fornece níveis diferentes de zonas de segurança, dividindo a internet em quatro categorias: Internet, Intranet local, Sites Confiáveis e Sites restritos.

Outros atributos são coleção de falhas (mais um atributo do Windows, permitindo que usuários postem informações de problemas para análise da Microsoft), IFrames de restrição de conteúdo (aumenta a segurança dos iFrames por desativar script de seu conteúdo) e Content Advisor (filtragem de conteúdo). Ele também usa scripts do ActiveX, uma tecnologia que permite que webdesigners adicionem música e animação às suas páginas.

Por conta do alto número de sites maliciosos que, automaticamente, despejam pequenos scripts nos computadores dos usuários, a Microsoft adicionou um prompt de alerta ao IE para que o usuário escolha bloquear o ActiveX em uma página.

O Firefox não usa a tecnologia ActiveX e mesmo que isso pareça que restringe os features de web, o uso do ActiveX para importantes tarefas não é muito grande.

Além dos features já mencionados (bloqueio de pop-ups, SSL e autenticação PCT), o Firefox contra ataca com outras belas adições como a troca de agentes de usuário (para fingir que você é Googleboot ou IE2SP8). desativação de referência durante a navegação, visão de headers http quando se clica nos links, desativação de cookies, java e imagens em dois cliques e muito mais.

Na verdade, a preservação da segurança durante a navegação é um ato de equilíbrio, pois quanto mais aberto a downloads você estiver, mais exposto você vai estar.


Falhas grandes e tempo no qual os reparos são disponibilizados

Vale anotar que as informações do artigo datam de quando ele foi escrito (17 de março). Algumas informaçõesa podem estar incorretas.

De acordo com a secunia.com, o IE tem 20 de um total de 79 vulnerabilidades de segurança que ainda não foram corrigidas na última versão (com todas correções adicionadas), enquanto que o Firefox tem 4 de 12 vulnerabilidades não corrigidas.

Baseados em informações da secunia.com, podemos perceber o benefício de um navegador open source em um escudo de segurança: enquanto que o IE apenas corrigiu com um patch 52% dos bugs encontrados e aplicou correções parciais em 14%, o Firefox não apenar fez patch para 69% de suas falhas e nunca usou correções parciais. Citando Marc Erickson: "A natureza do open source significa que qualquer um pode olhar o código e encontrar ou mesmo corrigir problemas - e o desenvolvimento pode continuar 24 horas por dia, visto que programadores em diferentes fusos horário ao redor do mundo acordam e começam seus dias.

24 horas de desenvolvimento é algo extremamente difícil para a maioria das companhias de software proprietários. Elas precisam ser muito grandes- como a Microsfot- e há as grandes dificuldades de administração das grandes corporações - políticas, disputas, quem ganha o crédito por tal feito, coordenação de projeto, como um chefe pode supervisionar pessoas em diferentes partes do mundo, etc.

Se olharmos para os gráficos da Secunia, podemos ver que o Firefox tem 0% de extremamente críticos e 8% de altamente críticos bugs, enquanto que o IE tem 14% de extremamente críticos e 27% de altamente críticos.


Comparação entre os dois navegadores

O maior desafio do Firefox é que, mesmo que ele ofereça navegação tabbed, bookmarks, zoom em textos, bloqueio de pop-up e interface de usuário superior, o IE ainda é o mais disseminado navegador. Afinal, cada cópia do Windows vendida inclui uma versão do Internet Explorer e cada web site é otimizado pelo IE.

Uma Google fight nos revela: Internet Explorer, 36 milhões de resultados versus Firefox, com surpreendentes 31 milhões. Ainda, o Firefox tem suas falhas enquanto tenta visualizar arquivos PDF e quando demora muito tempo para carregar. Se a nova versão do IE suportasse tabbing e fosse 50% mais segura, a Microsoft manteria, com certeza, a dominação neste setor. De acordo com a W3Schools, o Firefox diminui seu crescimento dos últimos meses e agora tem 21% de market share, comparado aos 64% do IE6.


Expectativas para o futuro

No momento, o Firefox aparece como mais seguro que o Internet Explorer, mais o que trará o futuro?

Uma alternativa interessante é o SecureIE, que custa U$ 30 e parece ser superior que o Firefox e o IE no terreno da segurança.

A Microsoft tornou a prevença a spyware uma de suas missões mais prioritárias, então seu navegador deve melhorar neste aspecto também. No entanto, por agora, o melhor a fazer é mudar de browser.

Visto que mais e mais usuários estão largando o IE por conta de sua falta de features e migrando para a alternativa mais rápida e eficiente, o Firefox, programadores de vírus e de spyware vão começar a usar seu mais novo terreno de alimentação.

Para ler o artigo em sua íntegra, visite Does Firefox Really Provide More Security Than Internet Explorer?, de Vaida Bogdan

Este artigo foi originalmente publicado no número 1 da revista (IN)SECURE Magazine.







domingo, maio 29, 2005

Cerveja open-source




Fonte : noticiaslinux.com.br



Um grupo de estudantes universitários dinamarqueses criou a primeira cerveja open-source, chamada "Vores Øl" (que significa "Nossa cerveja" em dinamarquês).

É basicamente uma cerveja tradicional com um toque de guaraná (pelo ganho energético).

A licença da receita está sob Creative Commons ;)

Confira a receita: http://voresoel.dk/main.php?id=71
Informações: http://voresoel.dk/main.php?id=70
Licença: http://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/








A Microsoft quer colocar um fim no Mono?




Fonte : noticiaslinux.com.br



"A Microsoft está se preparando pra "licenciar" ou então "calar" o projeto Mono. A empresa parece estar montando um esquema para processar ou forçar o projeto a licenciar a sua implementação do
framework de web services Indigo, que deve vir embarcado na nova versão do .Net e no Windows Longhorn.

O movimento é estranho, já que o projeto Mono está implementando outra biblioteca que não faz parte do padrão EMCA/ISO da linguagem C#, o pacote Windows.Forms e a Microsoft, até agora, não havia dito nada."

Notícia na integra:
http://www.theregister.co.uk/2005/05/26/ndigo_mono_no_no/

Fonte: http://listas.softwarelivre.or[...]3534.html


Links:
         http://www.noticiaslinux.[...]03.html





sábado, maio 28, 2005

10 tecnologias que mudam um negócio!




Fonte:



Especialistas indicam quais as inovações tecnológicas e equipamentos que não podem faltar para a empresa que plane ja melhorar seus custos e rentabilidade


Por MARIANA DITOLVO


Qual a melhor tecnologia capaz de aumentar a rentabilidade de um negócio? Essa é uma pergunta com muitas respostas. A cada dia surgem no mercado novidades em equipamentos e softwares para atender aquilo que as empresas do setor classificam como demanda dos clientes. Algumas são realmente necessárias e fundamentais, mas há outras que são avançadas hoje e ultrapassadas amanhã. "Nesse mundo existe a perfumaria e aquilo que vale realmente a pena investir", diz o empresário e investidor Sergio Cavalcanti. Em áreas chaves de qualquer empresa é possível identificar o que deve ser usado e aquilo que está servindo apenas para aumentar custos e reduzir rentabilidade. DINHEIRO conversou com especialistas, empresários e consultores para trazer, em seguida, dez tecnologias que devem estar na linha de frente de qualquer empreendimento, desde os que estão nascendo até os que precisam ser reinventados.

1. Webservice
Do ponto de vista prático, a expressão em inglês significa colocar na internet, em tempo real, uma série de serviços como a consulta de cheques. Foi o que fez a Checkexpress. A empresa permite aos seus clientes acessar a base de dados em webservice e cobra um pequeno valor pelo serviço.

2. Linux
Os softwares livres, como o Linux, são utéis para quem não quer investir em programas pagos. Agora, é preciso saber que livre não significa gratuito. Ao decidir por esse caminho, a empresa evitará custos com licenças, mas pagará por serviços de consultorias especializadas nesses programas.

3. Técnicas de venda
Os cinco sentidos ainda são uma barreira das vendas pela internet. Empresas como a Philips tentam transpor esse obstáculo trazendo inovações na apresentação dos produtos. A companhia holandesa foi buscar ajuda na tecnologia 3D para apresentar seus itens aos consumidores.

4. Links patrocinados
O Google, criou uma nova oportunidade de marketing: links patrocinados. Empresas contratam marcas como a Overture, que espalha os links em vários buscadores. Enquanto navega, o internauta pode ir parar na página do anunciante. O valor mínimo é de R$ 90 mensais.

5. Telefonia pela internet
A febre do momento na rede. Reduz os custos de telefonia, incluindo a assinatura mensal, e pode ser muito útil para quem costuma fazer ligações interurbanas e internacionais. Vários programas possuem esse recurso e o mais famoso - e gratuito - é o Skype (www.skype.com.br).

6.Blogs
Os diários pessoais são a última moda. Grandes marcas estimulam que os seus executivos escrevam de maneira coloquial suas impressões para toda a rede.

7. Certificação digital
A confiabilidade de transações virtuais só existe com certificação digital. É isso que diz se a empresa que faz um negócio é a mesma responsável pela autorização. Certificados digitais podem ser obtidos em companhias como a Verisign

8.Thin clients
Computadores são caros e logo ficam ultrapassados. Uma das soluções é o uso de thin clients, máquinas que não tem disco rígido nem programas embutidos. Funcionam conectados à rede das empresas.

9. Impressão
Comprar impressoras já não é um bom negócio. A moda é terceirizar o serviço e pagar até R$ 0,15 por página impressa.

10. Laptops
A Intel que baratear no Brasil os custos dessas máquinas em relação aos computadores tradicionais. Hoje essa diferença é de 50%. A meta é chegar em 30% em dois anos.








sexta-feira, maio 27, 2005

Nokia lança tablet com Linux



Fonte:


O Nokia 770 Internet Tablet foi feito para, entre outras coisas, receber e enviar e-mails, trocar dados via redes WiFi ou Bluetooth e até ler notícias em RSS. A principal novidade é que o 770 usa uma distro Linux como sistema operacional.

O aparelho tem tela sensível ao toque e será lançado ainda neste ano. A Nokia disse que ele chegará primeiro aos EUA e a Europa. O preço inicial deve ser de 350 euros.






Visual Studio .NET IDE for Linux!

No Site da Grasshopper Developer Zone foi colocado um artigo sobre um IDE .NET poderoso para Linux, eu ainda não baixei, mas essa é uma ótima novidade para os desenvolvedores .NET que querem trabalhar no Linux.

Esta IDE é direcionada para J2EE mas através de um plug-in pode ser desenvolvidas aplicações MS .NET.

A Grande sacada é que ele transforma o Microsoft Intermediate Language (MSIL) em Java Bytecode e você tem um código que roda em qualquer plataforma.

Abraços

Raphael


Links:







Orange: Primeiro filme "open source"




Fonte : noticiaslinux.com.br



O criador do Blender, o holandês Ton Roosendaal, anunciou a criação de um projeto para fazer o primeiro filme (curta-metragem) completamente "open source", no qual não só as ferramentas utilizadas serão livres e o modelo de desenvolvimento aberto, mas também o resultado final será publicado com uma licença de conteúdo livre.

Mais detalhes em: http://orange.blender.org/cms/Home.553.0.html

Fonte: http://slashdot.org/article.pl[...]/0027211&tid=186&tid=1







Microsoft "copiando" BlueJ ?




Fonte : noticiaslinux.com.br



Michael Kölling, um dos desenvolvedores do BlueJ, um ambiente Java integrado especificamente desenvolvido para ensino introdutório de orientação a objetos em Java, está destacando na página a seguir um fato no mínimo interessante sobre o Microsoft Visual Studio 2005. Kölling conta que encontrou o blog de Dan Fernandez (Visual C# Product Manager), onde ele introduz uma "nova feature (característica) do Visual Studio 2005": o "Object Bench". O fato é que esta característica já existe no BlueJ há tempos e pelos screenshots (BlueJ <-> Visual Studio) apresentados por Kölling na página, parece mesmo cópia.
"Confira você mesmo e tire suas conclusões", diz ele: http://www.bluej.org/vs/vs-bj.html

Sobre o BlueJ: http://www.bluej.org/about/what.html







Falhas ao conectar à rede MSN




Fonte : noticiaslinux.com.br



Devido à uma mudança no processo de autenticação dos usuários, alguns usuários que acessam a rede MSN através de outros programas que não o oficial da Microsoft podem estar tendo problemas para conectar.
Para solucioná-lo, basta atualizar seus programas, pois a maioria das novas versões já traz os novos métodos de autenticação.

Usuários do Kopete devem atualizar para a versão unstable , pois a stable ainda não traz a correção.

Postada por: Alex Santos







Lançada versão 1.2.0 do Subversion




Fonte : noticiaslinux.com.br



Acaba de ser lançada a versão 1.2.0 do Subversion, uma ferramenta open source para controle de versão que foi projetada para substituir o CVS e vem ganhando cada vez mais popularidade. Recentemente, diversos projetos migraram seus repositórios para o Subversion tais como o Apache, KDE, Debian e Zope. No Brasil, a Conectiva (atual Mandriva) usa o Subversion há bastante tempo, contando com repositórios da ordem de 20GB.

A versão nova versão 1.2.0 Subversion apresenta as seguintes melhorias:

* Travamento opcional ("reserved checkouts")
* Compatibilidade total com WebDAV
* Formato FSFS do repositório agora é o default
* Acesso mais rápido a revisões antigas
* APIs melhoradas
* Várias correções

Mais informações:
http://subversion.tigris.org/svn_1.2_releasenotes.html
http://subversion.tigris.org/project_packages.html
http://www.pronus.eng.br/treinamento/cursos/svn_mod_1.php

Postada por: André Felipe Dias







quarta-feira, maio 25, 2005

I.E contra a rapa! Firefox vence



Fonte:


CNET faz comparativo isento e profissional que mostra tudo que a de bom e de ruim nos principais navegadores da atualidade

Além do Micro$oft Internet Explorer, foram avaliados o Firefox, Opera, Safari, Deepnet Explorer e o Netscape. O browser de código livre levou a melhor nota: 8.0


Leia a avaliação aqui







União Européia dá uma semana para Microsoft cumprir exigências




Fonte : noticiaslinux.com.br



A União Européia (UE) decidiu aumentar a pressão contra a Microsoft, ao advertí-la de que dispõe de somente mais uma semana para cumprir com as medidas corretivas aplicadas por Bruxelas há pouco mais de um ano por abuso de posição dominante, antes de ser penalizada com novas multas, informou a Reuters.

Confira na fonte (em espanhol): http://iblnews.com/noticias/05/128615.html








Paraná economiza R$ 15 milhões com software livre




Fonte : noticiaslinux.com.br



A implementação de software livre na administração estadual trouxe uma economia de aproximadamente R$ 15 milhões em licenças, desde que o governo, no fim de 2003, decidiu dar preferência a esse tipo de programa. O dado é de Vitório Furusho, coordenador de educação em software livre da Companhia Paranaense de Informática (Celepar) e um dos integrantes entusiastas do Movimento Software Livre Paraná."

Leia mais na fonte:
http://celepar7cta.pr.gov.br/C[...]Cel.nsf/Principal?OpenFrameSet







terça-feira, maio 24, 2005

Indianos quebram Windows Genuine Advantage



Fonte:


Pesquisadores da terra de Dalsin descobriram uma falha de programação no sistema do Windows Genuine Advantage, que supostamente não permitiria a atualização de cópias ilegais do Windows XP.

Conheça outros detalhes da proeza.






Cuidado com os 'Registration Attacks



Fonte:


De acordo com a empresa de segurança Novo tipo de trambique mistura técnicas do phishing e vacilos dos usuários com cookies para roubar informações sensíveis.

Veja outros detalhes aqui.







Microsoft lançará concorrente para o Google Maps




Fonte:



SÃO PAULO - A Microsoft deve colocar no ar em julho um novo serviço chamado MSN Virtual Earth, que irá combinar buscas locais com mapas e imagens de satélites. O anúncio foi feito ontem por Bill Gates durante a conferência D: All Digital Things, promovida pelo Wall Street Journal.


Ao que tudo indica, o funcionamento será muito similar ao Google Maps, que desde o início de abril conta com imagens de satélites. Segundo Gates, as imagens aéreas do MSN deverão ser em um ângulo de 45 graus, em vez de diretamente de cima. Mas essas fotos serão adicionadas ao longo do segundo semestre. Em julho, só a busca local e os mapas convencionais deverão estar disponíveis.


Inicialmente, o serviço será oferecido apenas nos Estados Unidos. Nada foi falado sobre a possível disponibilidade futura em outras regiões.



Carlos Chernij, do Plantão INFO






Dell investe quase US$ 100 milhões na Red Hat




Fonte:



SÃO PAULO - O presidente da Dell, Michael Dell, investiu 99,5 milhões de dólares na Red Hat, uma das maiores empresas de Linux do mundo. O dinheiro foi transferido pela MSD Capital, que administra a fortuna pessoal do executivo.


O investimento foi feito no final de abril, mas foi divulgado apenas apenas na metade de maio. No dia seguinte à divulgação, as ações da Red Hat valorizaram 7%, atingido a marca de 12 dólares cada.


Desde 1999 a Dell oferece uma linha de servidores, a PowerEdge, com o sistema operacional Linux pré-instalado.


Carlos Chernij, do Plantão INFO






Órgãos públicos do Paraná adotam software livre




Fonte:


O governo do Paraná vai oferecer para todas as administrações públicas do Estado os seus sistemas de informática desenvolvidos em software livre.


O anúncio foi feito pelo secretário de Assuntos Estratégicos, Nizan Pereira, que confirmou a presença do governador Roberto Requião no 6° Fórum Internacional de Software Livre (FISL 6.0) a ser realizado de 1° a 4 de junho em Porto Alegre (RS).


Na ocasião, o governador assinará a licença que garante, também, o desenvolvimento e modificação dos programas, conforme prevê o modelo de código aberto.


Segundo Nizan Pereira, essa licença tem por objetivo colocar à disposição da sociedade todo o conhecimento envolvido na produção dos sistemas governamentais desenvolvidos no Estado pela Companhia de Informática do Paraná (Celepar).


Além da assinatura da licença, o governador Roberto Requião participará da solenidade de abertura do FISL 6.0, onde fará uma palestra sobre o uso do software livre no Governo do Paraná.







IBM lança software de privacidade




Fonte:


A IBM anunciou nesta terça-feira (24/05) um software que permite a usuários corporativos compartilhar informações entre si e com agências governamentais sem precisar revelar detalhes pessoais.


A tecnologia, chamada DB2 Anonymous Resolution, pode servir para combater vários problemas de segurança envolvidos no manuseio ou no processamento de informações pessoais. O serviço é destinado, por exemplo, a serviços de saúde, serviços financeiros ou mesmo números de seguro social.


O sistema é uma ampliação do software analítico que torna irreversível a utilização de assinaturas digitais e outras técnicas para dados correlatos que permanecem em um formulário "anônimo".


Os resultados consistem em melhorar a privacidade, além de evitar que os dados sejam observados em suas formas originais. "Todo mundo quer e precisa compartilhar dados. Entretanto, quanto mais eles são compartilhados, maiores as chances de você perder o controle sobre eles. Existem muitas pessoas que gostariam de saber se possuem dois ou mais registros em comum, por exemplo, mas eles não querem compartilhar informações simplesmente para descobrir isso", declarou Jeff Jonas, cientista da Entity Analytics e da Distiguished IBM Engineer, que inventou a tecnologia.


Jonas informou que os bancos que necessitam fazer comunicados para seus próprios correntistas geralmente recorrem a fornecedores de grandes bases de dados, como a Nexus-Lexis, para obter informações mais específicas sobre esses clientes. No entanto, as instituições relutam a revelar os nomes dos clientes.


"Com essas técnicas, um banco não precisa revelar quem são seus consumidores. O banco pode enviar informações anônimas e, se houver uma relação com a outra base, alguém da outra empresa como a Nexus-Lexis poderá enviar os dados demográficos. No entanto, não há um relacionamento na base que permita à empresa de marketing descobrir quem são esses correntistas", declarou.


O profissional comentou ainda que a diferença nessa técnica está exatamente em garantir anonimato aos dados, antes de correlacioná-los.


A DB2 Anonymous Resolution também suporta um grande número de iniciativas estratégicas e reguladoras, incluindo compromisso com privacidade, compartilhamento de informações, entre outras funções.


A tecnologia fará parte da divisão Entity Analytics Solutions, da IBM. O sistema já foi implantado por uma companhia nos Estados Unidos, que não teve seu nome revelado.


Outras informações sobre o sistema estão na página da IBM na internet.
Ed Scannell - Inforworld, Canadá


Links:






BitTorrent deve ganhar sistema de busca




Fonte:



SÃO PAULO - O criador do protocolo BitTorrent, Bram Cohen, está quase terminando uma versão de testes de um search engine para torrents, segundo a Wired. O sistema irá catalogar os milhares de arquivos oferecidos através dessa rede de P2P.

O sistema deverá ser gratuito, mas com anúncios. O serviço ficará hospedado no site oficial do BitTorrent, e deverá ser disponibilizado daqui duas semanas.

O sistema irá recolher informações dos torrents para determinar o número de nós fazendo downloads e uploads. Com isso, ele será capaz de classificar os resultados baseado na relevância e na velocidade de cada torrent, com os mais rápidos e com maior oferta aparecendo primeiro.

Segundo um relatório da empresa de monitoramento web CacheLogic feito no ano passado, os torrents já representam 53% de todo o tráfego das redes P2P.


Carlos Chernij, do Plantão INFO






Os grandes de mãos dadas com o PHP




Fonte : noticiaslinux.com.br




PHP está ganhando popularidade entre os grandes, como IBM, Intel, SAP e agora a Oracle.
A Oracle e a Zend Technologies desenvolveram uma engine PHP chamada "Zend Core for Oracle". A ferramenta irá integrar bancos de dados Oracle e o ambiente PHP da Zend.
A estatística de uso é impressionante: 15 milhões de sites web usam PHP.
Confira:
http://www.php.net/usage.php
http://www.securityspace.com/s[...]ata/man.200504/apachemods.html

Fonte: http://www.techworld.com/[...]?NewsID=3684

Links:
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1116901708.html





segunda-feira, maio 23, 2005

Star Wars: a força está nos blogs




Fonte:



A força está nos blogs. Pelo menos é isso que perceberam o portal StarWars.com e o Hyperspace, fã-clube oficial da série, ao criarem uma área inteiramente dedicada a blogueiros interessados em falar sobre os filmes e tudo relacionado ao mundo criado por George Lucas.


Para se ter uma idéia da influência de Star Wars, a empresa de análises BlogPulse afirmou na segunda-feira (16/05 - três dias antes do lançamento mundial do episódio "A Vingança dos Sith" nos cinemas) que a série era assunto em pelo menos 8% dos blogs por todo o planeta. Um fenômeno.


Movimentada, no entanto, está a comunidade do StarWars.com onde é possível encontrar blogs inteiros sobre os personagens, as histórias oficiais, os planetas e os mistérios de Star Wars.


No total, são dez categorias recheadas de conteúdos relacionados, partindo de temas como a Trilogia original (que teve seu início em 1977), a discussões sobre jogos da série e itens colecionáveis. Ainda é possível participar das seções de histórias paralelas ou não-oficiais, encontros de fãs, funcionários e atores da série, grupos de discussão e, claro, dos últimos filmes da saga.


O acesso é totalmente gratuito. Para criar seu próprio blog, no entanto, é necessário ser membro do fã-clube oficial Hyperspace, que cobra uma taxa de 39,95 dólares para filiação. Outro ponto negativo é a necessidade de conhecimentos razoáveis de inglês, já que todo os blogs do portal estão no idioma.


Para ingressar no vasto mundo dos blogs de Star Wars, clique aqui.


Links:
         http://idgnow.uol.com.br/AdPor[...]&ChannelID=2000010
         http://blogs.starwars.com/






Entenda a tecnologia PLC




Fonte:



O termo Power Line Communications (PLC) é utilizado para identificar tecnologias, equipamentos, aplicações e serviços que são transmitidos aos usuários finais por meio das redes elétricas já existentes.

O sistema prevê a utilização da rede elétrica para serviços de telecomunicações e para o fornecimento de acesso à internet em banda larga.

As aplicações de banda estreita incluem controle de equipamentos domésticos, controle de automação, leitura automática de informações - como serviços públicos como gás, luz, água - entre outras.

Já as aplicações de banda larga incluem acesso à internet, telefonia por IP (VoIP) e compartilhamento de recursos de computador, como a formação de redes.

Na prática, a rede elétrica é transformada em um canal de comunicação por meio da sobreposição de sinais informação de baixa intensidade à onda de energia. Para garantir a coexistência e a separação dos dois sistemas, o índice de freqüência utilizado para comunicação é bastante distante daquele utilizado para as ondas elétricas.

Entre as principais vantagens do PLC estão o fato de que não são necessários novos fios para as instalações, ao contrário do que exige o acesso à internet via ADSL.

"Outro grande benefício que é possível levar o acesso à internet aos lugares mais afastados em necessitar de uma conexão telefônica. Pode ser um importante instrumento de inclusão digital", afirma Aderbal Borges, diretor de desenvolvimento de negócios da Fitec Inovações Tecnológicas.

Na opinião de Borges, porém, para o serviço ser viabilizado no Brasil é necessária a criação de um modelo de negócios que estabeleça qual será o papel de cada parte envolvida, como provedores de acesso, concessionárias de energia e as empresas de telecom.

Fonte: Opera


Links:
         http://idgnow.uol.com.br/[...]&ChannelID=2000012






Brasil ajuda pesquisa de web via rede elétrica




Fonte:



O Brasil participará, a partir do mês de junho, da definição do padrão europeu de PLC (Power Line Communications), que prevê a transmissão de dados, imagens e voz em alta velocidade via rede elétrica.


O país foi o único escolhido fora da Europa para contribuir com sugestões para o Opera 2, projeto de pesquisa e desenvolvimento que visa à implantação do sistema PLC com velocidade de transmissão de 200 Megabits (Mbps) em todo aquele continente até o final de 2006.


Os organizadores do projeto europeu estiveram no Brasil no início do ano a convite da Associação de Empresas Proprietárias de Infra-Estrutura e Sistemas Privados de Telecomunicações (Aptel) para conhecer a iniciativa implantada no município de Barreirinhas (MA), que levou acesso à internet via rede elétrica a vários pontos da cidade.


Segundo Paulo Pimentel, presidente do Fórum Aptel Brasil PLC, o grupo também reconheceu o potencial brasileiro de desenvolvimento da tecnologia que utiliza a rede elétrica para a transmissão e autorizou a participação do País.


"Na prática vamos saber tudo o que está sendo desenvolvido por lá [Europa], ao mesmo tempo em que vamos enviar projetos nossos para que eles também possam aproveitar e incluir as idéias que considerarem convenientes. Tudo estará protegido por leis de direitos autorais, mas permitirá o compartilhamento entre as partes", declara Pimentel.


A Aptel reúne empresas dos setores de energia elétrica, petróleo, gás, ferrovias, rodovias, saneamento, entre outros, que possuem, gerenciam ou fornecem sistemas críticos de telecomunicações. Entre elas estão nomes como Companhia Energética de Goiás (Celg), Centrais Elétricas de Minas Gerais (Cemig) e AES Eletropaulo, que já mantém projetos na área de PLC.


Segundo Aderbal Borges, diretor de desenvolvimento de negócios da Fitec Inovações Tecnológicas - fundação de pesquisa e desenvolvimento de soluções de TI e membro da Aptel - a apresentação das propostas para a Europa abre as portas também para os negócios de empresas brasileiras no ramo de PLC.


"Com esse acordo, a tecnologia mais avançada no ramo de PLC será compartilhada pelo Brasil. Ou seja, o País poderá fabricar equipamentos com tecnologia e com padrões mundiais, de forma que as empresas poderão, em curto prazo, exportar produtos do ramo para o mundo todo", diz.


Ainda de acordo com Borges, as primeiras definições dos projetos de PLC que servirão de contribuição para a Europa devem começar a surgir no próximo mês.


"Devemos ter as primeiras definições e especificações no mês que vem. O processo funciona de maneira em que realizamos o projeto, enviamos, recebemos um parecer, fazemos testes até ter os padrões concluídos. A meta do Opera é que todas as casas da Europa tenham uma tomada com velocidade de 200 Mbps até o fim do ano que vem", assinala.


Projeto Opera


O Opera é um projeto de pesquisa e desenvolvimento criado por 38 empresas públicas e privadas, universidades e organizações não-governamentais européias com a intenção de desenvolver o padrão local de transmissão de dados, voz e imagens via rede elétrica.


A primeira fase do projeto, segundo Dymitr Wajsman, diretor de capacitação e desenvolvimento de negócios da Aptel, concentrou-se no desenvolvimento de padrões de circuitos integrados para PLC e teve recursos de 20 milhões de euros para seu desenvolvimento. Cerca de nove milhões de euros foram fornecidos pela Comunidade Européia.


O Opera 2 - com início efetivo previsto para o ano que vem - será focado na implantação e disseminação da tecnologia. No entanto, os projetos e as sugestões das organizações, entre elas as brasileiras, serão enviadas desde agora, a fim de concentrar material para a criação do padrão.


"Propusemos agregar esforços para conseguir difundir esses projetos que englobam inclusão digital e social e disseminar a tecnologia na região", declara.


De acordo com os especialistas, o projeto ganha destaque principalmente pela velocidade de conexão que propõe para o tráfego via rede elétrica. A velocidade de 200 Mbps é cerca de duas vezes e meia superior àquela praticada na maior parte dos projetos de PLC atualmente, de 75 Mbps.


Links:
         http://idgnow.uol.com.br/AdPortalv5[....]&ChannelID=2000012






Grupo de software livre apóia PC Conectado




Fonte:



Representantes do Projeto Software Livre Brasil, que reúne desenvolvedores de programas de código aberto, terão na próxima segunda-feira (23/05) uma audiência com o assessor especial da Presidência da República, Cezar Alvarez, para discutir o apoio ao projeto PC Conectado.


De acordo com Alvarez, a intenção do grupo é discutir as formas de capacitação do usuário para o uso das aplicações de código aberto, que serão padrão no computador de baixo custo incentivado pelo governo.


"O grupo me pediu uma audiência para discutir de que maneira poderá colaborar para educar o usuário. A iniciativa é positiva porque, entre outras coisas, vai contribuir para desmitificar a questão de que software livre é de baixa qualidade. O usuário iniciante não conhece nem um nem outro [software livre ou proprietário] e a capacitação será muito positiva", declara.


Na opinião de João Pereira Júnior, Diretor de Negócios Estratégicos da Insigne Software, o grupo pretende, na verdade, contribuir para quebrar o paradigma de que os programas de código aberto são difíceis de utilizar e não são convenientes para os usuários iniciantes.


"Empresas de software livre vêm tomando iniciativas para educar o usuário e estamos tentando quebrar o paradigma que existe contra o Linux. A proposta do Linux não é ser um Windows de graça. É ser uma alternativa factível, dentro das necessidades do usuário, com funções para navegação à internet, acesso a e-mails, elaboração de planilhas e documentos", afirma.


Em entrevista ao IDG Now!, Cezar Alvarez informou também que a "Medida Provisória do Bem", conforme está sendo classificada a Medida Provisória que oficializa a criação do projeto PC Conectado, deve ser assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva logo após o retorno da viagem ao Japão e Coréia, o que deve acontecer na primeira quinzena de junho.

Links:
         http://idgnow.uol.com.br/AdPortalv5/[...]=2000002






BNDES aprova financiamento especial de software




Fonte:



A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a primeira operação da nova Linha Prosoft Exportação, no âmbito do BNDES-Exim Pré-Embarque, de apoio às vendas externas de softwares e serviços de Tecnologia da Informação.


A Inttegra Investimentos Empresariais Ltda, com sede em Brasília e escritórios no Rio de Janeiro e em São Paulo receberá 1,5 milhão de dólares para desenvolver e vender para os Estados Unidos o software Network Cockpit.


Os recursos do BNDES serão repassados por agentes financeiros. O valor total do contrato fechado com a americana Agilent Technologies, que importará o programa brasileiro, é de 3,846 milhões de dólares.


O Banco já tem financiado operações de exportação de softwares na fase Pós-Embarque. Com a operação da Inttegra, o BNDES inaugura o programa de financiamento ao setor de tecnologia visando apoio às exportações de softwares na fase Pré-Embarque.


A adaptação e o desenvolvimento do software começou em janeiro de 2005 e a estimativa é que seja finalizado até fevereiro de 2006. O desenvolvimento, realizado pela Inttegra, demandará uma equipe de 120 pessoas.


O grupo brasileiro, que iniciou suas atividades em 1997, é composto por seis empresas e já vende o Network Cockpit para o mercado doméstico, tendo como clientes grandes operadoras de telecomunicações.


O Brasil está entre os 10 maiores mercados que desenvolvem softwares no mundo, com vendas superiores a 7 bilhões de dólares.

Links:
         http://idgnow.uol.com.br/Ad[...]&ChannelID=2000002






Revista Veja: "Software Livre quase virou obrigatório"




Fonte : noticiaslinux.com.br




A revista Veja desta semana critica a política a favor do software livre do governo federal:

"Israel especializou-se em programas de segurança, a Escandinávia em celulares e seus aplicativos, a Inglaterra em telefonia via Internet... E o Brasil? Na participação em chats de conversa fiada. E só. A tentativa aloprada de transformar o software livre em obrigatório nas declarações de imposto de renda foi morta a pau pelo Ministério da Fazenda. Essa teria sido uma contribuição original brasileira - não para internet, mas para o ranking das idéias fora do lugar."

No seguinte site é possível ver a página da revista scaneada:

   http://www.cfgigolo.com/archives/2005/05/tentativa_alopr.html








IBM quer premiar desenvolvedores Linux




Fonte : noticiaslinux.com.br



"A Big Blue está promovendo um concurso mundial, o Linux on Power 2005, que vai distribuir US$ 200 mil em prêmios para quem desenvolver as melhores soluções Linux para a plataforma PowerPC."


Links:
         http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI535792-EI4801,00.html





Cuba pretende substituir Windows por Linux




Fonte:



SÃO PAULO - O governo cubano irá gradualmente substituir todos os sistemas operacionais Windows instalados nos computadores dos órgãos estatais pelo Linux, segundo o jornal oficial Juventud Rebelde. O anúncio foi feito pelo diretor da Oficina para la Informatización de la Sociedad, Roberto del Puerto. O objetivo seria "eliminar a presença quase exclusiva do Windows nas máquinas".

Cuba já contaria com 1.500 usuários de Linux e inclusive com um distribuição própria do sistema, apresentada durante o seu III Seminário de Software Livre. Já haveriam também “fortes comunidades” de desenvolvedores estabelecidas em algumas cidades.

O programa de migração dos sistema será dirigido por um grupo composto por vários ministérios cubanos. Participará também a Universidad de las Ciencias Informáticas, que conta com seis mil alunos e uma faculdade específica para o estudo e desenvolvimento de softwares para Linux.


Carlos Chernij, do Plantão INFO






sábado, maio 21, 2005

O que é o FreeBSD?



O que é BSD?

Trata-se sem dúvida de uma das melhores distribuições UNIX já concebidas, uma plataforma estável e em sua maioria gratuita. BSD é um acronismo de "Berkeley Software Distribution" (Distribuição de Software Berkeley), nome atribuído pela Berkeley CSRG (Computer Systems Research Group, ou Grupo de Pesquisa em Sistemas Computacionais), da Universidade da Califórnia, que montou uma distribuição própria do Unix.


O Daemon do BSD

Nosso amiguinho vermelho que aparece em muitas das páginas das famílias BSD é o Daemon. Dentro do contexto de sistemas UNIX, os daemons são processos que rodam por dentro do sistema e executam várias subrotinas sem a intervenção humana. No contexto geral, daemon é a palavra antiga para demônio. No livro "Unix System Administration Handbook", de Evi Nemeth, existem algumas palavras a respeito dos daemons:

"Muitas pessoas relacionam a palavra daemon com a palavra demônio, evocando algum tipo de conexão satânica entre o UNIX e o sobrenatural. Isso não passa de um grande mal entendido. Daemon é na verdade uma definição muito antiga de demônio; daemons não tem um 'lado' particular entre o bondade e a maldade, mas ainda assim ajudam a definir a personalidade ou o caráter do indivíduo. O conceito grego antigo de um daemon pessoal era simliar ao conceito moderno de 'anjo da guarda' - 'eudaemonia' é o estado de ser ajudado e protegido por esse tipo de espírito. Como regra, sistemas UNIX costumam vir infestados de daemons e demônios."
(pág. 403)


O que é o FreeBSD?

FreeBSD é um sistema operacional avançado para arquitetura x86 e compatíveis, sistemas Alpha DEC, IA-64, PC-98 e Ultra Sparc. Ele é derivado do sistema UNIX-BSD, a versão do UNIX desenvolvida pela Universidade da Califórnia, Berkeley. Seu desenvolvimento é mantido por um grande time de desenvolvedores. O suporte para algumas outras plataformas está em desenvolvimento em vários estágios de aperfeiçoamento.


FreeBSD roda milhares de aplicativos

O FreeBSD é baseado no BSD 4.4, uma versão padrão da indústria UNIX, o que torna fácil a compilação e utilização programas de várias distribuições. O FreeBSD também inclui um extensa coleção de pacotes e coleção de aplicativos portados que trazem uma gama de softwares pré-compilados e de fácil instalação para uso no seu desktop ou servidor. Há também uma crescente número de aplicações comerciais desenvolvidas para serem rodadas no FreeBSD.

Aqui estão alguns exemplos de onde o FreeBSD é utilizado:

  • Provedoras de Acesso à Internet. Muitas provedoras de acesso (Internet Service Providers - ISPs) encontram no FreeBSD seu sistema operacional ideal, rodando WWW, Usenet news, FTP, Email, dentre outros serviços. Muitos softwares são pré-configurados e têm sua instalação facilitada como o servidor web Apache ou o servidor de FTP Wu-ftpd. E obviamente, com a arquitetura de rede imbatível do FreeBSD, seus usuários experimentarão um sistema rápido, estável e com vastos recursos.


  • Estações X Window. Seja para usar um simples terminal de acesso à Internet ou criar uma avançada estação gráfica UNIX com sistema X Window, o FreeBSD oferece a mesma funcionalidade e facilidade de configuração, pois possui em seus pacotes o sistema gratuito XFree86 e o o software Xi Graphics, que oferece aceleração do X para placas de vídeo de alta performance (como a Matrox), assim como para os sistemas padrão Motif e bibliotecas OpenGL.


  • Redes. De filtro de pacotes a serviços de roteamento e servidor de domínios, o FreeBSD pode tornar qualquer PC em um firewall de Internet, servidor de email, servidor de impressão, servidor PC/NFS e muito mais.


  • Desenvolvimento de Software. Uma suite completa de desenvolvimento acompanham o FreeBSD, incluindo os compiladores GNU C/C++, linguagem Perl script, desenvolvimento nas plataformas Java e Tcl/Tk e muito mais. Editores populares como XEmacs e outras linguagens de programação consideradas "esotéricas" como Icon também funcionam perfeitamente. As bibliotecas compartilhadas do FreeBSD são fáceis de serem utilizadas e montadas.


  • Net surfing. Uma estação UNIX é um ótimo meio de acesso a Internet, e usando a versão BSD do Netscape Navigator com suporte a Java do FreeBSD fazemos essa tarefa simples e rápida. Surfe na web, publique suas home-pages, leia notícias da Usenet e receba e enviar emails pelo desktop do seu sistema FreeBSD.


  • Pesquisa e Treinamento. O FreeBSD é uma plataforma excelente de pesquisa e desenvolvimento por incluir o código fonte completo de todo o sistema. Estudantes e pesquisadores de sistemas operacionais ou outra ciência da computação podem se beneficiar por ser o FreeBSD uma plataforma aberta e bem documentada.


  • E muito mais. Jogos de ação, banco de dados MIS, visualizações científicas, vídeo conferência, Internet Relay Chat (IRC), automação residencial, jogos multi-usuários, Bulletin Board System, tratamento de imagens e muito mais pode ser usado no FreeBSD. Se você tiver uma aplicação inovadora para FreeBSD, nos envie para que possamos adicioná-la em nossa galeria de softwares.




FreeBSD é um sistema operacional que crescerá conforme suas necessidades

Apesar do FreeBSD ser um software livre, é um sistema com suporte para usuários. Alguma pergunta que você tenha pode ser enviada a centenas de desenvolvedores, autores e usuários pelo e-mail (em inglês) freedsd-questions@FreeBSD.ORG.

O FreeBSD também possui um grupo mundial de programadores que identificam erros, adicionam novas funcionalidades e documentam o sistema. Prestam suportes para novos dispositivos ou funções especiais em quase constante processo de desenvolvimento, e o grupo dispensa uma especial atenção para problemas que afetam a estabilidade do sistema. Usuários de FreeBSD são completamente orgulhosos de não apenas este ser um sistema rápido mas também um sistema em que podem confiar.



OpenBSD: Somente uma falha remota na instalação padrão em 7 anos!


O Projeto OpenBSD produz um sistema operacional LIVRE, multiplataforma do tipo UNIX baseado no 4.4BSD. Nossos esforços enfatizam portabilidade, padronização, correções, segurança pró-ativa e criptografia integrada. O OpenBSD suporta emulação binária da maioria dos programas do SVR4 (Solaris), FreeBSD, Linux, BSD/OS, SunOS e HP-UX.


O OpenBSD está disponível gratuitamente em nossos sites de FTP, e também disponível em um pacote de baixo custo com 3-CDs. A versão atual é OpenBSD 3.2 que começou a ser distribuída em 1 de Novembro de 2002.

Os CDs (e camisetas) podem ser comprados.... O OpenBSD contém OpenSSH, que suporta SSH1 e SSH2, e é desenvolvido por voluntários. Os fundos do projeto são adquiridos na venda dos CDs e Camisetas, e também via doações. Organizações e indivíduos fazem doações que contribuem para que o OpenBSD continue a existir, permanecendo livre para qualquer um usar e reusar como achar conveniente.

Durante os dois últimos anos, varias iniciativas de P&D em segurança do OpenBSD são suportadas pela DARPA e Air Force Research Laboratory, Air Force Material Command, USAF, sob o contrato número F30602-01-2-0537 e também em cooperação com o projeto POSSE da Universidade da Pensilvania.



Links:
FreeBSD: http://www.freebsd.org/applications.html
OpenBSD: http://www.openbsd.org.br





FSF e OpenOffice.org juntam-se para evitar a "armadilha do Java"



Fonte:


O NewsForge publicou um artigo sobre o estabelecimento de uma cooperação entre a Free Software Foundation e a equipe de desenvolvimento do OpenOffice.org no sentido de permitir que o OO.org 2.0 seja compilado sob o GCJ (Gnu Compiler for Java), evitando aquilo que o Richard Stallman chama de Java trap (armadilha do Java)


Se seu programa é Software Livre, ele é, basicamente, ético - mas existe uma armadilha para a qual você deve estar atento. Seu programa, apesar de ser Livre, pode estar restrito por um software proprietário do qual ele depende. Uma vez que este problema é mais vísivel, atualmente, com programas em Java, nós o chamamos de armadilha do Java.

Stallman e grande parte da comunidade de Software Livre estão discutindo a dependência do OpenOffice.org 2.0 em relação ao Java há algum tempo, incluindo aí, o esforço de compilar o OO.org 2.0 com o GCJ.

A situação que se desenha, a partir do exposto no artigo, é a junção de forças dos dois grupos no sentido de que a nova versão do OpenOffice possua builds oficiais sob GCJ, ao invés de surgir um fork do projeto.


Fonte: LinuxDailyLog







Microsoft é processada por tecnologia de dados usada no Excel



Fonte:


Um inventor guatemalteco abriu um processo contra a Microsoft, acusando a empresa de ter incorporado ilegalmente uma tecnologia sua que relaciona dados de planilhas eletrônicas entre programas diferentes.

O inventor Carlos Armando Amado afirma no processo judicial, cujo julgamento começou na terça-feira, que ele encaminhou um pedido de patente em 1990 pelo software que liga o programa de planilhas Excel ao banco de dados Access por meio de uma única planilha. Segundo Amado, dois anos após o pedido ele tentou sem sucesso vender a invenção para a Microsoft.

Amado quer uma indenização por danos que pode ultrapassar os 500 milhões de dólares, em processo que corre em um tribunal da Califórnia.

A Microsoft começou a usar o software de Amado sem permissão em várias versões do Access, como no Access 95, 97, 2000 e 2002, de acordo com Amado, que disse ter criado a tecnologia enquanto era um estudante da graduação da Universidade de Stanford.

A ação judicial não especifica um valor para a indenização, mas os advogados de Amado estimam que seja de cerca de 2 dólares por software vendido, o que seria o equivalente a meio bilhão de dólares.

O advogado da Microsoft, Joel Freed, contesta as acusações de Amado dizendo que a Microsoft começou a trabalhar com tal tecnologia em 1989, três anos antes de Amado se aproximar da gigante de software com sua idéia.

Em pauta está a tecnologia que permite que usuários de computadores transfiram dados do Excel para o Access, e vice-versa, usando uma planilha.

Freed disse que o queixoso recriou a transferência de dados para a sessão no tribunal. "Isso nunca aconteceu com ninguém fora desta sessão", disse ele.

Stacy Drake, porta-voz da Microsoft, disse que a companhia enfrenta atualmente cerca de 35 outros processos que acusam a empresa de violação de patentes.

O julgamento da ação movida por Amado deve durar duas semanas.







Novell libera sua primeira distribuição Linux



Fonte:


A Novell anunciou no Brasil o Novell Linux Desktop 9, a primeira distribuição Linux com sua marca desde que a empresa se fundiu com a SuSE em janeiro do ano passado.

Entre os aplicativos incluídos, estão a ferramenta de groupware Evolution e uma versão customizada do OpenOffice.

A empresa está trabalhando com a Intel para certificar o hardware da fabricante de chips para garantir a compatibilidade com o Novell Linux Desktop. Estão inclusos no projeto a otimização para uso dos processadores Centrino e os novos chips dual-core.








Encriptação WEP comprometida



Fonte:


Durante uma conferencia nos Estados Unidos, três investigadores da FBI demonstraram como são capazes de romper a encriptação WEP com chave de 128-bits de uma rede wireless em apenas 3 minutos.

A proteção para evitar a fuga de informação é o encriptamento do tráfego de uma rede wireless. O mecanismo tradicional é o WEP (Wired Equivalency Privacy), baseado em algoritmos de encriptação RC4 e utiliza chaves de diversos tamanhos (entre 64 e 256 bits).

No entanto é do conhecimento geral que o sistema WEP é um mecanismo inseguro já que se baseia na utilização de uma chave partilhada entre o ponto de acesso e as estações que acedem à rede. WEP não oferece qualquer mecanismo para a negociação das chaves utilizadas para a encriptação do tráfego.

Chegados a este ponto, é evidente que a encriptação WEP pode considerar-se como totalmente insegura visto que a FBI demonstra publicamente como romper a encriptação em 3 minutos.

Por isso, numa rede wireless que circule qualquer informação sensível devem utilizar-se mecanismos mais fortes para a segurança do tráfego. A alternativa natural ao WEP não deve ser nem o WAP nem 802.11i. Qualquer rede wireless que requer encriptação deve utilizar protocolos fortes como, por exemplo, IPSec.


Fonte: http://www.hispasec.com







O SNORT está com um novo site






O Site do SNORT http://www.snort.org, está de cara nova.

A versão mais atual do Snort é v2.3.3 e você pode fazer o download em http://www.snort.org/dl/ e sua documentação encontra-se em http://www.snort.org/docs/.

Snort é uma ferramenta grátis distribuído sob regulamentos do GNU (GPL - General Public License). O Snort é considerado uma ferramenta avançada para IDS (Intrusion Detection System) capaz de fazer análise de trafego em tempo real. Ele também faz análise de protocolos, examina o payload dos pacotes recolhidos da rede, procura por palavras chaves e pode ser usado para detectar uma grande variedade de ataques e problemas de redes tais como: buffer overflow, sthealth port scans, CGI ataques, SMB probes, tentativas de OS fingerprinting e outros.

Hoje o SNORT está disponível tanto para Linux como para Windows (necessitando para isso instalar o WinPcap v3.0), por tanto é uma excelente ferramenta de segurança para se ter no computador.

Para quem não sabe o que é um IDS e como funciona.

Existem diversos tipos de ferramentas IDS para diferentes plataformas, porém as ferramentas IDS trabalham basicamente de modo parecido, ou seja, analisando os pacotes que trafegam na rede e comparando-os com assinaturas já prontas de ataques, identificando-os de forma fácil e precisa qualquer tipo de anomalia ou ataque que possa vir a ocorrer em sua rede/computador.

Uma ferramenta IDS serve basicamente para nos trazer informações sobre nossa rede, informações como:

  • Quantas tentativas de ataques sofremos por dia;

  • Qual tipo de ataque foi usado;

  • Qual a origem dos ataques;


Enfim, a partir dele, você vai tomar conhecimento do que realmente se passa em sua rede e em casos extremos, poderá tomar as medidas cabíveis para tentar solucionar qualquer problema.


As principais funções do Snort são: Pacote Sniffer como TCPdump, logar pacotes e um completo serviço de IDS (Intrusion Detection System).


*Snort usa uma flexível linguagem de regras (o usuário pode criar outras regras/assinaturas para adequar as suas necessidades) para descrever qual tráfego será coletado ou não.

Exemplos:

Texto mostra um típico pacote de telnet - Snort em modo Sniffer
--------------------------------------------------------------------------
20:59:49.153313 0:10:4B:D:A9:66 -> 0:60:97:7:C2:8E type:0x800 len:0x7D
192.168.1.3:23 -> 192.168.1.4:1031 TCP TTL:64 TOS:0x10 DF
***PA* Seq: 0xDF4A6536 Ack: 0xB3A6FD01 Win: 0x446A
FF FA 22 03 03 E2 03 04 82 0F 07 E2 1C 08 82 04 ..".............
09 C2 1A 0A 82 7F 0B 82 15 0F 82 11 10 82 13 FF ................
F0 0D 0A 46 72 65 65 42 53 44 20 28 65 6C 72 69 ...FreeBSD (elri
63 2E 68 6F 6D 65 2E 6E 65 74 29 20 28 74 74 79 c.home.net) (tty
70 30 29 0D 0A 0D 0A p0)....
---------------------------------------------------------------------------


Uma simples regra para registrar o trafego chegando na porta 79 para classe IP 10.1.1.0/24
---------------------------------------------------------------------------
log tcp any any -> 10.1.1.0/24 79
---------------------------------------------------------------------------


Regra para alertar sobre tentativa de Buffer Overflow.
---------------------------------------------------------------------------
alert tcp any any -> 192.168.1.0/24 143 (content:"|E8C0 FFFF FF|/bin/sh"; msg:"New IMAP Buffer Overflow detected!";)
---------------------------------------------------------------------------

Comandos

Sniffer Mode

snort -v
      # mostra somente os cabeçalhos dos pacote TCP/IP na tela.


snort -vd
      # mostra somente os cabeçalhos do IP, TCP, UDP e ICMP.


snort –vde
      # mostra os todos os cabeçalhos e os dados contidos neles também.


Packet Logger Mode

snort -dev -l /dirdolog//log.txt
      # o snort gera um arquivo chamado log.txt de todos os pacotes visto por ele. Considerando que o diretório "dirdolog" já existe, caso contrario deve-se cria-lo.


snort -dev -l ./log -h 192.168.1.0/24
      # faz com que o snort capture cabeçalhos TCP/IP, data link e dados relacionados ao host 192.168.1.0 (Classe C) e armazene o resultado no subdiretório log. OBS. os dados recolhidos serão armazenado em arquivos correspondente/nomeado com cada endereço IP capturado.


snort -l ./log –b
      # snort executado com a opção (-b) faz a captura total dos pacotes ao invés de capturar somente cabeçalhos ou somente dados.


snort -dv -r packet.log
      # uma vez criado o arquivo com a opção (-b), pode-se usar qualquer sniffer que suporta formato binário tcpdump tais como, snort, tcpdump ou Ethereal para manipular os dados recolhidos.


snort -dvr packet.log icmp
      # de posse do arquivo binário gerado pela opção (-b), pode-se então criar novas filtragens do tipo BPF interface. No nosso exemplo estamos fazendo somente a filtragem dos pacotes de ICMP contido no arquivo binário.

Network Intrusion Detection Mode - (NIDS)

snort -b -A fast -c snort.conf

snort -dev -l ./log -h 192.168.1.0/24 -c snort.conf
      # snort.conf é o nome do arquivo de configuração. Este arquivo contem as regras e ações a serem tomadas para cada pacote recolhido e confrontado com ele. O resultado do NIDS será gerado no diretório /var/log/snort, ou outro diretório previamente estipulado.

O arquivo snort.conf deve estar presente no diretório corrente ou deve ser digitado o diretório onde ele se encontra.

A opção -v acima faz com que o snort mostre os resultados também no monitor. Isso causa com que o snort fique um pouco lento podendo ate perder alguns pacotes por causa disso.

A opção -e para capturar cabeçalhos do data link layer as vezes são tão importante podendo ser emitido.

snort -d -h 192.168.1.0/24 -l ./log -c snort.conf
      # snort rodando com as opções básicas; ou seja, sem as opções de -v= mostra na tela e -e= cabeçalho Data Link.

snort -c snort.conf -l ./log -s -h 192.168.1.0/24
      # envia alertas para o syslog opção (-s).

snort -c snort.conf -s -h 192.168.1.0/24
      # cria arquivo log no diretório default e envia alertas.

snort -c snort.conf -b -M WORKSTATIONS
      # gera arquivo de log no formato binário e envia alerta para o Windows Workstation.

snort -c snort.conf -b -A fast -l /var/log/snort
      # cria arquivo binário e usa alerta rápido e cria arquivo log no /var/log/snort.

snort -b -A fast -c snort.conf
      # gera arquivo de log no formato binário e usa alerta rápido.


snort -d -c snort.conf -l ./log -h 192.168.1.0/24 -r snort.log
      # gera arquivos no formato ASCII a partir de um arquivo no formato binário.


snort -d -v -r snort.log -O -h 192.168.1.0/24
   # a opção (-O) simplesmente oculta seu endereço IP. Essa opção se torna muito útil nos casos em que queremos enviar arquivos de logs para newsgroup ou qualquer outro lugar publico, .


Boa Sorte,

Raphael





sexta-feira, maio 20, 2005

IBM incentiva criação de blogs pelos funcionários




Fonte:



Enquanto algumas empresas demitem funcionários ou processam jornalistas por publicarem informações em blogs, a IBM decidiu incentivar o uso dos diários virtuais pelos funcionários.


Em um anúncio feito em sua intranet na segunda-feira (16/05) a gigante de tecnologia encorajou seus mais de 320 mil colaboradores no mundo todo a se engajarem na prática do "blogging".


Além do incentivo, a IBM developerWorks publicou na web dicas e modelos de blogs para facilitar a criação e a atualização dos sites no link.

Paralelamente, um grupo de técnicos da big blue desenvolveu um serviço interno de blogging, que ganhou 9 mil usuários de 65 países nos últimos 18 meses, gerando 3.097 blogs individuais, sendo 1.358 considerados ativos.

Externamente, o site developerWorks da IBM agora abriga mais de 20 blogs direcionados a uma variedade de assuntos que interessam a desenvolvedores, incluindo tecnologias emergentes, código-fonte aberto, a arquitetura PowerPC, computação autônoma, padrões de indústria, entre outros.


Links:
         http://www-128[...]?blog=351&entry=81328
         http://idgnow.uol.com.br/[...]/developerworks/





Netscape 8 mistura Internet Explorer e Firefox




Fonte:



Os programadores do browser Netscape criaram um verdadeiro laboratório do doutor Frankenstein para ressuscitar, nesta quinta-feira (19/05) o Netscape 8, um navegador que muitos internautas davam como morto.

O Netscape volta à rede com duas cabeças, ou melhor, duas engenharias diferentes. Agora, ele permite que o internauta escolha se quer ver páginas em um formato similar ao Firefox 1.0.3, da Mozilla Foundation, ou no formato do Microsoft Internet Explorer 6.

Com duas ferramentas em uma, o Netscape ainda atualiza automaticamente qualquer página que for aberta com erros. Assim, simples - se houver erro para abrir o site com a engenharia do Firefox, o navegador utiliza o motor do Internet Explorer.

Apesar de prático, o Netscape 8 perde a simplicidade do Firefox e também algumas de suas ferramentas úteis, enquanto ganha alguma gordurinha - o navegador da AOL utiliza 35 Megabytes de espaço, enquanto o software de código aberto requer apenas 16 MB.

Surpreendentemente, a AOL utiliza a estrutura do Firefox 1.0.3, e não da 1.0.4 - versão mais recente que corrigiu uma série de vulnerabilidades críticas. Segundo a AOL, essas brechas de segurança não atingiam o Netscape 8, logo não houve necessidade de atualizações.

O Netscape 8 está disponível para download gratuito aqui.
Dennis O'Reilly - PC World, EUA


Links:
         http://browser.netscape.com/ns8/






Cuba substitui Windows por Linux




Fonte:



Administração central de Cuba decide fazer a migração com o objetivo de reduzir custos. País já é reconhecido por censurar população no acesso à internet.


Links:
         http://admail.idg.com.br/t.aspx?token=ARL7,34024-85692ebe-7fdd-4a39-8626-e3421c914562,2,34






OpenBSD 3.7 lançado




Fonte : noticiaslinux.com.br



Já é oficial o lançamento da versão 3.7 do OpenBSD, o sistema operacional focado principalmente na segurança. Entre as novidades cabe destacar: suporte para as plataformas zaurus e sgi, drivers novos e melhorados para redes wireless, melhorias no OpenSSH, OpenBGPD, OpenNTPD, CARP e PF, assim como novas funcionalidades no sistema de pacotes e ports.

Confira:
http://www.openbsd.org/37.html
http://www.openbsd.org/

Relacionada:
http://www.noticiaslinux.com.br/nl1114130462.html


Links:
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1116557798.html





Empresa de software livre lucra com serviços?




Fonte : noticiaslinux.com.br



Apenas 17% do faturamento da Mandriva vem de serviços, o resto vem de varejo, e-commerce e parceiros. Essa informação quebra o mito de que uma empresa de software livre se sustenta com prestação serviços.

No fim o preço coletivo médio é estimado em 1 Euro por usuário e o CEO da Mandriva chega a comparar o ganho de uma empresa de software livre com o ganho de indústria de doces.

A idéia de gestão da Mandriva é muito interessante e você pode ler mais sobre o assunto em:
http://idgnow.uol.com.br/AdPor[...]CDF17E67&ChannelID=2000006



Links:
         http://idgnow.uol.com.br[...]&ChannelID=2000006
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1116557104.html





quinta-feira, maio 19, 2005

Encontro Internacional de Desenvolvedores Perl acontece em Porto Alegre em junho




Fonte : noticiaslinux.com.br



Durante o 6º Fórum Internacional de Software Livre, que acontece de 1º a 4 de junho de 2005 na PUCRS, será realizado o Encontro Internacional de Desenvolvedores Perl - YAPC::Brasil::2005 (Yet Another Perl Conference, ou seja, Mais Uma Conferência Sobre Perl) .

Este é o primeiro encontro de desenvolvedores Perl no Brasil que é oficialmente homologado pela Perl Foundation, entidade sediada nos Estados Unidos que apóia o uso e o desenvolvimento da linguagem em nível mundial.

O encontro terá como anfitrião o grupo Porto Alegre Perl Mongers, administrado por Er Galvão Abbott, e organização do Brasil Perl Mongers, representado por Flávio Glock e Marco Lima. Um dos grandes atrativos da conferência é a presença de Randal L. Schwartz, uma das personalidades mais influentes da linguagem no mundo e autor de diversos livros, entre eles o famoso Camel Book. Schwartz fará duas palestras durante o encontro.

Algumas atividades do YAPC serão gratuitas, enquanto outras ocorrerão dentro da programação do Fórum e estarão disponíveis apenas para os inscritos no mesmo.

http://www.yapc.org

Postada por: Mago


Links:
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1116469818.html





II Semana do Software Livre - 06 a 11 de Junho de 2005




Fonte : noticiaslinux.com.br



A II Semana do Software Livre de Americana será realizada pela prefeitura de Americana, Unisal e Portalcon Software Livre. O evento contará com palestras, minicursos e install fest O tema desse ano é "Software Livre e o Mercado de Trabalho", onde serão focados o software livre como uma tecnologia que vem crescendo e se destacando a cada dia junto com a sua forte aderência ao mercado de trabalho - especialmente o brasileiro. Linguagem e soluções simples para problemas complexos junto com casos de sucesso a adoção de software livre em empresas, seram abordados durante o evento.

Contamos com sua presença!

Para se inscrever nos mini-cursos ou no install fest, clique no link abaixo:
http://www.slamericana.org.br

Postada por: Paulo Batalhão


Links:
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1116469425.html





Projeto MPlayer Otimizado - mplayer-common-1.3




Fonte : noticiaslinux.com.br



Nova versão do pacote mplayer-common. Como a maioria deve saber, o "common" é como se fosse acessório extra para um determinado programa, neste caso, para o MPlayer.
Além da adição de novos codecs, os já existentes foram atualizados. Não foi possível testar todos os tipos de vídeo, mas os testados funcionaram perfeitamante, tanto a imagem quanto o som.
Os formatos testados foram: avi, wmv, rm, rmvb, mkv, mpg, mov, nrg.

http://www.linuxhard.org/publi[...]r=publicacao&id_texto=1389

Postada por: Tales A. Mendonça <tales[arroba]linuxhard.org>


Links:
         http://www.noticiaslinux.com.br/nl1116469202.html