O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


quinta-feira, setembro 29, 2005

Google instala unidade em centro da Nasa




Fonte:



SÃO PAULO – O Google vai instalar uma área de projetos dentro do centro de pesquisas Ames da Nasa, localizado no coração do Vale do Silício na Califórnia. O projeto faz parte de um acordo de cooperação para desenvolvimento de programas espaciais assinado com a agência do governo americano.

Pela parceria, o Google e a Nasa vão desenvolver uma série de projetos para gerenciar e distribuir dados espaciais. O site de busca pretende criar mapas e organizar as informações que os cientistas do espaço enviam para terra.

“Queremos gerar informações do universo para as pessoas ao redor do mundo ”, diz Eric Schmidt, CEO do Google. Ele exemplifica a possibilidade de o internauta poder pesquisar rapidamente uma seleção de imagens da missão do projeto Apollo, coordenado pela Nasa de 19961 a 1972.

A nova unidade de pesquisas do Google que vai funcionar dentro da Nasa ocupará uma área de 90 metros quadrados. O centro contará com uma equipe de engenheiros e pesquisadores.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Saiu o WELINUX




Fonte:




O Web Linux surgiu para facilitar a vida dos desenvolvedores de portais em PHP com MySQL. Através do sistema opercional LINUX bootável pelo cd, apresenta o Apache, MySQL, PHP e mais três portais (Xoops, Mambo e Nuke) pré instalados e configurados para serem estudados e personalizados pelo webmaster. Sem duvida uma mão na roda para o desenvolvedor.


O Web Linux é uma remasterização do Kurumin 5 com todas as suas funcionalidades. Possue uma apresentação amigável que lembra o winXP.

A linguágem PHP a cada dia que passa vem tomando conta dos sites dinâmicos que precisam trabalhar com banco de dados.

O Web Linux está começando com a versão 5.01, cinco representa o ano e um o semestre do lançamento, até o fim deste ano sairá o 5.02 do segundo semestre. Muitas novidades surgirão por ai.

http://www.phpportal.com.br


Fonte: PHPportal








ABES: Vergonhosamente a voz da Microsoft!




Fonte:




Em matéria abaixo o Presidente da ABES, Jorge Sukarie, defende com maior cara-de-pau os interesses do mega-monopólio da Microsoft se posicionando contra o decreto que acaba com a imoralidade da venda casada de software e hardware para o serviço público. Jorge é presidente de uma associação de empresas ou transformou a ABES num mero escritório avançado dos interesses comerciais da maior empresa do mundo? Veja a matéria do jornalista Luiz Queiroz:


:: Luiz Queiroz :: 27/09/2005

O presidente da Associação Brasileira das Empresas de Software, Jorge Sukarie, defende a derrubada do projeto lei 1.739/2003; que obriga o governo a realizar licitações separadas para a compra de hardware e de software.

O projeto já passou pela Comissão de Ciência e Tecnologia onde foi aprovado por unanimidade. Desde maio, tramita na Comissão do Trabalho. Ontem (26/09) terminou o prazo para apresentação de emendas pelos parlamentares na comissão, mas ninguém se interessou em modificar o texto.

O deputado Isaías Silvestre (PSB-MG) foi designado relator da matéria. Aparentemente ele é favorável a que o governo separe as compras de hardware do sotware. Ele deverá aguardar a colocação da matéria em votação para dar o seu parecer.

Apresentado em 2003 pelo deputado Sérgio Miranda (PC do B-MG), o projeto tem como objetivo principal acabar com a venda casada de hardware e software, o que prejudicaria diretamente a Microsoft, pelo fato do seu sistema operacional Windows já vir embarcado na maioria dos computadores vendidos no País.

"A minha preocupação é que, com a obrigatoriedade de compra em separado, o governo poderá perder alguns benefícios que você normalmente encontra no mercado, oferecidos tanto por empresas nacionais, quanto estrangeiras através de contratos OEM", explicou.

Segundo Sukarie por conta da compra em larga escala de computadores, o governo poderia, com este projeto de lei, estar abrindo mão do benefício de pagar menos por licenças de software já embarcado nas máquinas, em relação ao seu preço original quando adquirido separadamente.

"Onde você poderia ter a alternativa de adquirir esses produtos necessários junto com o equipamento, você deixa de ter a chance de pagar um preço algumas vezes inferior ao praticado no mercado e passa a ser obrigado a adquirí-lo em condições desvantajosas para o órgão público".

Sukarie explicou que a entidade não está fazendo uma defesa da Microsoft no Congresso. Segundo ele, a preocupação da ABES é que os parlamentares não estão se dando conta de que a Lei 8.666 (das Licitações) já tem dispositivos que impedem a venda casada, o que tornaria desnecessária a criação de mais uma legislação.

Sukarie também afirma que o projeto é falho em outros aspectos, como por exemplo, ao não fazer uma diferenciação e criar excepcionalidades, para os equipamentos que dependem de softwares específicos para o seu funcionamento, como no caso de algumas centrais telefônicas.

A ABES tem um total de 700 associados, sendo 92% de empresas 100% nacionais. Dentre os 8% estrangeiros, um dos maiores associados é a Microsoft. A associação vem lutando praticamente sozinha contra o projeto de Sérgio Miranda, uma vez que as demais entidades do setor, até agora, não fizeram nenhuma movimentação para tentar impedir a aprovação da matéria no Congresso Nacional.


Fonte: Convergência Digital








Petição Online Pela Continuidade do Software Livre no Banrisul




Fonte:




Essa petição tem como objetico central solicitar ao Poder Executivo do Rio Grande do do Sul e em específico ao Banrisul, o cancelamento da Licitação de Pregão nº 05/00156, que não é aberto, porque opta claramente por produtos da Microsoft e pela HT Intel, de acordo com os seguintes argumentos técnicos:

Assine Aqui

Mais informações: http://www.softwarelivre.org/news/4776


a) Prazos exíguos na abertura do pregão:

- entre publicação e abertura

- documentacao com relação de locais para entrega (quase 1000) entregues somente em papel

- restringe licitacao às empresas que soubessem do edital antes da publicação legal

b) Prazos de entrega extremamente curtos, considerando-se que a entrega é nas agências, ter que instalar o equipamento e, ainda, desinstalar o antigo. Outro fator que deve ser considerado é que existem peças (o teclado) que só é feito sob encomenda, portanto, 20 dias para uma quantidade enorme é praticamente impossível de produzir (somente se souber anteriormente do processo).

c) Por tratar-se de equipamento para automação bancária com equipamentos específicos deixou de ser mero computador de mesa, desqualificando o uso de pregão.

d) Dimensões do gabinete (muito menores que o espaço destinado à instalação) reduz o número de competidores

e) BIOS do próprio fabricante não têm função técnica alguma, inclusive são consideradas ruins. O uso deste artifício deve ser só para restrição da competição.

f) Sistema Operacional: Como o Banrisul tem seus sistemas funcionais em Linux, o edital não pode exigir o Windows, o que indica o direcionamento para um determinado fornecedor.

Basta viajar para qualquer agência do Banrisul e verificar os sistemas que existem na agência.

O Windows exige ainda outras aquisições de software que não ficam explícitos no projeto. Sem eles a máquina praticamente não iria funcionar.

Vamos a relação: anti-vírus, acesso a servidor(es) exige uma licença, atualização e controle remoto, ferramentas de desenvolvimento e outros. Um valor que deverá ficar em torno de R$1500,00 por máquina. Vale lembrar ainda a possibilidade de optarem pelo MS-Office, que acrescentaria outros R$1000 por máquina.

Além disso, não é discriminado no edital, portanto, não é licitado a compra de software e a serviço para a instalação, contrariando a determinação do TCU que diz para licitar sofware e serviço de instalação.

Mais informações: http://www.softwarelivre.org/news/4776


Fonte: Petition Online








Começa a maior capacitação em software livre realizada à distância




Fonte : noticiaslinux.com.br



"Cerca de 500 servidores públicos federais começaram dia 26/09 um treinamento voltado para o aprendizado de ferramentas baseadas em padrões abertos. A novidade é que os alunos – lotados em diferentes órgãos espalhados pelo país – têm a liberdade para escolher seu próprio horário de estudo, já que os cursos foram desenvolvidos para o ambiente de ensino à distância.

A iniciativa faz parte do projeto CDTC – Centro de Difusão da Tecnologia e Conhecimento, conduzido pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), em parceria com a Radiobrás, a Universidade de Brasília (UnB) e a International Business Machine Corporation (IBM). O objetivo é difundir as soluções que utilizem padrões livres por meio da capacitação de técnicos, profissionais de suporte e usuários dos sistemas da administração pública."

Leia mais na fonte:
http://www.softwarelivre.gov.br/noticias/CAPACITACAO







MIT lançará protótipo de laptop de US$100




Fonte : noticiaslinux.com.br



O "MIT Media Laboratory" espera lançar um protótipo de seu laptop de US$100 em novembro, de acordo com Nicholas Negroponte, presidente e co-fundador do laboratório. O laboratório tem trabalho com parceiros da indústria para desenvolver um notebook para uso de crianças do ensino fundamental e médio ao redor do mundo, particularmente em países em desenvolvimento. Os laptops devem começar a aparecer em volume no fim de 2006.

O laptop de 500MHz irá rodar uma "versão enxuta" de Linux. Terá dois modos de tela, de modo que possa ser vista em cores e ao apertar um botão ou ativando um software, alterar para preto-e-branco, que pode ser visto em um dia claro a quatro vezes da resolução normal, de acordo com Negroponte. Ele estima que o display custará em torno de US$35.

Relacionada: http://www.noticiaslinux.com.br/nl1119826953.html

Fonte: http://www.linuxworld.com.au/index.php/id;2025565733;fp;16;fpid;0







Evento Maratona Howto em São Paulo




Fonte : noticiaslinux.com.br



Muitos profissionais não têm tempo suficiente (e recurso financeiro) para se dedicarem à especialização e à busca do conhecimento tecnológico de ponta, a fim de conquistarem competitividade de mercado.

Assim como treinamentos, os livros em geral são caros e, mesmo contando com auto-didatismo de sobra, não é novidade que muitos profissionais fiquem em débito com a velocidade que a tecnologia avança.

O 1º Maratona How To (Capacitação e Desenvolvimento em Software Livre) vem de encontro a esta necessidade, trazendo a compartilhamento do conhecimento opensource.

Esperamos durante os 4 dias de evento capacitar vários profissionais, através de mais de 84 tutoriais de 3 horas cada / 50 alunos (um por micro) / 7 laboratório / 4 dias.

Será a maior semana de treinamento e capacitação já realizada em São Paulo com cursos distintos e instrutores capacitados e reconhecidos na comunidade de Software Livre.

Tema dos Minicursos:

Alta Disponibilidade (H.A.), Asterisk, Básico de OpenBSD, Básico Linux, Blender e Winngs, Programando em C para Linux, C++, Emuladores de SOs, Firewall com OpenBSD, Firewall Iptables com Linux, FreeBSD, Gimp e Inkscape, Gnome e KDE, J2EE/Gerônimo, J2ME, Java para Iniciantes, JBoss, Kurumin, Linux para CIOs, MySQL, NetBSD, OpenLDAP, OpenOffice, Perl, PHP 5, Plone, PostgreSQL, Python, Serviços de rede no Linux, Servidor de Arquivos, Servidor de Correio (Postfix), Servidor de Correio (Qmail), Servidor de Impressão, Servidor DNS, Shell Script, Tomcat e Zope.

Inscrições
R$ 10,00 (para cada curso de 3 horas)

Atenção!!
Inscrições apenas até o dia 4 de Outubro
Não haverá inscrições no local do evento!

Mais detalhes em http://www.mhowto.com.br/handson/

Postada por: Ariane Paola <ariane@SEM_SPAM.conisli.org.br>







"O Windows é muito melhor que Software livre"




Fonte : noticiaslinux.com.br



Segue na url abaixo uma coluna do site Microsoft TechNet com o título "O Windows é muito melhor que Software livre".
Com pérolas como:

- "Imagine se o administrador de rede, que modificou e configurou um software livre, resolve abandonar a empresa. O que foi modificado? Quem dará suporte?"

- "Não é necessário fazer modificações, o software [da Microsoft] já vem completo;"

Um excelente texto para o site LinuxFUD.

URL: http://www.microsoft.com/brasi[...]do/melhorqueSoftwarelivre.mspx







Instalando e Integrando o Subversion e o Trac




Fonte : noticiaslinux.com.br



Foi publicado no site Dicas-l um artigo sobre a instalação e integração do Subversion e do Trac.

O Subversion é um sistema de controle de versões que está sendo adotado por muitas organizações por suas habilidades e facilidades. O Trac é um utilíssimo sistema de controle de projetos de software escrito em Python e disponibilizado sob a licença GPL.

Leia o artigo completo em:
http://www.dicas-l.com.br/dicas-l/20050924.php

Postada por: Jean Rodrigo Ferri <jeanrodrigoferri{sem_spam}yahoo.com.br>







Linux on Palm Tungsten E




Fonte : noticiaslinux.com.br



Encontrei esse fim de semana o site do projeto "Linux on Palm Tungsten E", quem estiver interessado em testar o Linux em seu PDA é essa a oportunidade. Confesso que tive problemas ao rodar o Linux, até agora só consegui um "Kernel Panic" mas também não tive ainda muito tempo e nem paciência para uma dedicação maior nessa empreitada.
Mas atenção, antes e qualquer coisa você deve saber que todos os dados do seu palm serão perdidos ao iniciar o Linux, faça um backup antes.

URL do projeto: http://palmtelinux.sourceforge.net

Postada por: Deivison Alves Elias <deivison{sem_spam}noticiaslinux.com.br>







Falha no IE pode revelar dados do browser




Fonte:



SÃO PAULO - Uma falha de segurança "moderadamente crítica" foi detectada no Internet Explorer 6.x. Se explorada, essa brecha permite o acesso a dados no cache do browser.

Segundo um alerta publicado pela empresa de segurança Secunia, essa vulnerabilidade poderia ser explorada com o desenvolvimento de código especial. Assim, um cracker poderia criar uma réplica de um site legítimo ou ter acesso a informações armazenadas no cache do IE na máquina do usuário.

O problema afeta inclusive máquinas com Windows XP com todas as atualizações instaladas. A Secunia classifica a falha como "moderadamente crítica" porque o usuário pode eliminar o risco, ajustando para alto o nível de segurança do browser.

Para fazer isso, acione Ferramentas > Opções e clique na aba Segurança. Em seguida, clique no botão Nível Personalizado e, no quadro, Redefinir Configurações Personalizadas, escolha o nível Alto.


Carlos Machado, da INFO






Check Point faz evento de segurança no Brasil




Fonte:



SÃO PAULO - A Check Point promove no próximo dia 18 de outubro, em São Paulo, a terceira fase do programa latino-americano “Check Point Security Tour”. O encontro já foi realizado no México, Colômbia e depois do Brasil será organizado no Chile e Argentina. A entrada é grátis.

O tour de segurança no Brasil será em São Paulo e tem como objetivo informar e atualizar os profissionais de TI para o uso adequado de ferramentas para preservar dados e prevenir ataques pela web.

O evento é direcionado a profissionais de TI em geral e será realizado no Hotel Intercontinental, em São Paulo, das 8h30 às 17h30. A entrada é franca. Os interessados podem fazer inscrição até 17 de outubro pela web. http://www.checkpoint.com/securitytour/latinamerica


Edileuza Soares, do Plantão INFO






BB cria linha de crédito para PC popular




Fonte:



SÃO PAULO – O Banco do Brasil está esperando o processo de certificação dos micros populares pelo Ministério da Ciência e Tecnologia para começar a financiar a compra das máquinas. Para atender os usuários, a instituição criou a linha BB Crediário PC Conectado.

Segundo o banco, a instituição não terá de aguardar o prazo legal de 30 dias para entrar em ação, depois da publicação da homologação no Diário Oficial da União. O BB Crediário PC Conectado começará a funcionar imediatamente, financiando microcomputadores de até 1,2 mil reais, com taxa de juros de 2% ao mês. O prazo de pagamento é de até 24 meses.

A prestação mínima será de 20 reais e o cliente pagará tarifa de 3% do valor do contrato na abertura de crédito. Para obter o financiamento, o usuário precisa ter cartão de crédito ou de débito do Banco do Brasil, com a bandeira Visa. O crédito será contratado nas lojas afiliadas à Visanet com o selo "Computador para Todos".


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Intel e Microsoft vão defender o padrão HD DVD




Fonte:



SÃO PAULO – A Intel e a Microsoft se uniram em defesa do padrão de disco óptico HD DVD. Elas se juntam ao consórcio liderado pela Toshiba que vai batalhar contra a tecnologia Blu-ray Disc.

Os dois são os novos padrões para formato de disco óptico do futuro. Ambos fazem gravação em alta definição com lazer azul e permitem armazenar mais dados que os atuais DVDs, que hoje suportam 4,7 GB. As novas tecnologias propõem ampliar esta capacidade, podendo chegar até 50 GB.

A indústria está divida e cada padrão conta com adesão de um grupo de empresas. Entre as que defendem o Blu-ray Disc estão Sony, Samsung, Dell, HP e Apple. Já do lado do HD DVD estão empresas como Toshiba, NEC, Sanyo e acaba de ganhar dois nomes de peso que são a Microsoft e a Intel.

Richard Doherty, gerente de mídias convergentes para entretenimento da Microsfot, justifica que a adesão das duas gigantes ao padrão HD DVD é por causa da flexibilidade da tecnologia e facilidade de gravação.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Ter várias senhas gera frustração, diz pesquisa




Fonte:



SÃO PAULO – A política de segurança das companhias que obriga os funcionários a ter várias senhas aumenta os riscos e gera frustração. A comprovação vem de uma pesquisa realizada pela RSA Security com 1,7 mil companhias americanas.

O levantamento com CIOs e usuários das empresas constatou que mais de um quarto dos entrevistados é obrigado a gravar mais de 13 senhas para acessar aplicações corporativas. O estudo revelou que nove entre dez funcionários ficam apreensivos com o gerenciamento dos passwords.

Muitas empresa exigem que as senhas sejam trocadas periodicamente e alguns empregados anotam em locais fáceis, o que segundo a RSA aumenta os riscos de segurança. Outro problema dos múltiplos códigos é a elevação do custo do help desk, com chamados para alteração de senhas.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Som Livre encerra operação de venda na internet




Fonte:



SÃO PAULO – A Som Livre desistiu da operação de vendas na internet. A loja de comércio eletrônico com selo da marca foi adquirida pela Videolar, distribuidora de DVD, VHS e mídia virgem. A companhia informa que todos os pedidos efetuados até 22 de setembro serão entregues normalmente.

A companhia manterá a central de atendimento ao consumidor por três meses e depois o serviço ficará sob responsabilidade da empresa que assumiu a operação. A partir de 3 de outubro os acessos ao site da loja serão redirecionados para a página da Videolar. Em comunicado, a Som Livre garante que a mudança não afeta os compradores.

A saída da gravadora da internet faz parte de uma reestruturação da organização, informa a companhia. O grupo contava com duas empresas: a gravadora Som Livre, produtora de conteúdo musical; e a loja virtual Somlivre.com, para venda direta ao consumidor pela web.

Os acionistas decidiram focar mais os negócios na gravadora Som Livre e encerrar as atividades na internet, transferindo todos os ativos para a Videolar. Os termos do acordo e valor da transação não foram revelados.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Blogs influenciam compras, diz pesquisa




Fonte:



SÃO PAULO – Os internautas estão começando a se apoiar em blogs para fazer compras online. A constatação vem de uma pesquisa realizada pela empresa de internet do Reino Unido Hostway e divulgada pela BBC.

O estudo revela que mais de três quartos dos entrevistados costumam consultar blogs antes de irem às compras. Eles disseram acreditar nas indicações dos blogueiros, que publicam informações baseadas em fatos reais. Por não estarem atrelados a nenhuma marca comercial ou empresa, os autores dos diáios virtuais transmitem confiança, responderam participantes da pesquisa.

Com base nos resultados, Paul Halfpenny, gerente da Hostway, diz que os blogs poderão em pouco tempo se tornar um novo canal para divulgação de produtos e serviços.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Comitê Gestor da ICP-Brasil tem novo coordenador




Fonte:



SÃO PAULO – O engenheiro Enylson Flávio Camolesi foi nomeado pelo presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, para exercer a função de coordenador do Comitê Gestor da ICP-Brasil – Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira como representante da Casa Civil.

Camolesi é diretor de telecomunicações da Presidência da República e coordenador do Comitê Gestor de Segurança da Informação (CGSI), também vinculado à Casa Civil. Antes da nova nomeação, ele era secretário-executivo do órgão.

O engenheiro vai se relacionar com as Autoridades Certificadoras (ACs) e Autoridades de Registro (ARs) e com os novos atores que vierem a integrar a cadeia da ICP-Brasil, como as seguradoras e os Correios, por exemplo. Ele também pretende intensificar os trabalhos para a aprovação da Lei 7.316, que disciplina o uso de assinaturas eletrônicas e a prestação de serviços de certificação digital.

O Comitê Gestor da ICP-Brasil foi criado por Medida Provisória em agosto de 2001, com o objetivo de estabelecer normas técnicas e a política para o sistema de certificação digital no Brasil.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Rede de P2P WinMx encerra operações




Fonte:



SÃO PAULO – A rede de P2P WinMx saiu do ar e suspendeu suas operações. O motivo foram as pressões que o site teria recebido das associações de vídeo e gravadoras de música americanas para barrar a troca de arquivos ilegais.

A WinMx e outras redes de P2P tem sido muito pressionadas pela Motion Picture Association of America (MPAA), que representa os estúdios de Hollywood, e a associação da indústria fonográfica dos Estados Unidos (RIAA). Alguns sites foram acionados na Justiça por permitirem compartilhamento de arquivos piratas.

A WinMx ganhou destaque quando o Napster saiu de cena e se tornou popular. Em 2002 chegou a ter mais de 1,5 milhão de usuários simultâneos e uma comunidade bastante ativa. No ano passado a rede começou a declinar. Os problemas se agravaram com as intimações da RIAA e neste mês o site saiu do ar.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Rádio brasileiro entra na era digital




Fonte:



SÃO PAULO – O Brasil entra na era do rádio digital. Cinco cadeias iniciam no próximo dia 26 de setembro os testes de transmissão digital. São as redes do Sistema Globo de Rádio, Bandeirantes, Jovem Pan, RBS e Eldorado.

Elas experimentarão o novo sistema na programação das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre e Curitiba. Com a tecnologia, os que tiverem aparelho digital vão ouvir a programação AM com qualidade de FM. Já os que estiverem sintonizados nas FMs vão ouvir som com qualidade de CD.

O sistema digital transforma o rádio em um meio de comunicação multimídia. Futuramente, o ouvinte poderá acompanhar pela tela dos aparelhos a programação das emissoras e acessar notícias de trânsito, previsão do tempo, entre outros tipos de conteúdo.

A autorização para os testes foi concedida pelo Ministério das Comunicações por um período de seis meses, podendo ser prorrogada. Os empresários do setor optaram pelo sistema In band on channel (Iboc) por ser o mais adequado às necessidades brasileiras. De acordo com o presidente da Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (AESP), Edilberto de Paula Ribeiro, a tecnologia é mais democrática, pois possibilita operar tanto no modelo digital como no analógico.

A digitalização da transmissão dos serviços radiofônicos é uma tendência mundial e o Brasil está participando deste movimento com os testes. Atualmente, apenas os Estados Unidos, México e Canadá operam o novo sistema.

A tecnologia digital não aposenta os aparelhos que os brasileiros têm em casa. “O processo será o mesmo da televisão. Quando a transmissão passou de preto e branco para cores, ninguém jogou fora a TV que tinha comprado. Foi o orçamento de cada família que definiu quando a migração deveria ser feita”, afirma Ribeiro.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Linux é tema de palestra gratuita




Fonte:



SÃO PAULO – O sistema operacional Linux vai bem nas empresas? Para tentar responder a essa questão, o Centro de Treinamento da Faculdade IBTA realiza a palestra gratuita "Mitos e Fatos - O Linux no Mercado Corporativo" na próxima quinta-feira, dia 29 de setembro, em São Paulo.

A palestra será apresentada por Gustavo Oliveira, diretor da Conectiva, empresa responsável por uma das distribuições Linux mais populares no país.

Durante o evento, serão discutidos desempenho, estabilidade, oportunidade profissional e vantagens do uso do Linux nas empresas. Serão apresentados também casos de sucesso nas áreas financeira, industrial, comercial, de serviços e pública.

A palestra acontece às 19h30, no Anfiteatro do Colégio Bandeirantes, rua Estela, 268 (próximo ao metrô Paraíso). Para participar, os interessados devem se inscrever pelo site do IBTA ou pelo telefone (11) 4501-9700.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Universidades usam chats para atender alunos




Fonte:



SÃO PAULO – O atendimento online, que já faz parte da rotina de alguns call center das empresas, chega às universidades. Algumas faculdades estão se comunicando com os alunos por meio de chat para falar a mesma linguagem dos jovens e descongestionar as linhas telefônicas.

Universidades como a USP, Metodista, Uninove e Anhembi Morumbi são algumas das instituições de ensino que aderiram ao atendimento eletrônico, utilizando as soluções da Direct Talk nos contatos com alunos ou vestibulandos.

Para Valeria Dotta, responsável pelo call center da Anhembi Morumbi, o atendimento online diminuiu o volume de ligações e tem a vantagem de ser mais rápido e fácil de uso.

A supervisora de call center da Uninove, Tatiana Fontes, completa que o chat é uma forma de a universidade se tornar mais próxima dos estudantes que usam muito este meio comunicação para bate-papo na internet.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






quinta-feira, setembro 22, 2005

Firefox 1.0.7




Fonte : noticiaslinux.com.br



A Mozilla Foundation lançou a versão 1.0.7 do Firefox, que contém correções para dois sérios problemas de segurança que foram reportados semana passada.

Baixe em: http://www.mozilla.org

Fonte: http://www.linuxworld.com.au/index.php/id;1557149986;fp;16;fpid;0







Fundação Mozilla defende-se do estudo da Symantec




Fonte : noticiaslinux.com.br



Saiu no site IDG Now uma notícia sobre a Fundação Mozilla defendendo-se do estudo feito pela empresa Symantec afirmando que o Firefox é mais inseguro que o Internet Explorer.

A Fundação Mozilla diz exatamente o que leitores falaram nos comentários da notícia que postamos:

"Segundo ele, as correções para o Firefox são publicadas muito mais rapidamente, além do que as brechas críticas do IE são mais numerosas e severas."

Leia a notícia completa:

http://idgnow.uol.com.br/AdPor[...]94D77FE&ChannelID=21080105







Sentinela - Projeto ERP P2P gratuito para Linux (OpenSource)




Fonte : noticiaslinux.com.br



Iniciado o primeiro projeto de software ERP P2P OpenSource para Linux, destinado à empresas dos mais diferentes portes e segmentos. Um software ERP tem como finalidade, controlar e integrar todos os departamentos de uma empresa. A grande diferença deste software, é sua concepção P2P (mesma tecnologia de compartilhadores de arquivos como o Kazaa), onde cada máquina faz o papel de servidor e cliente ao mesmo tempo, tornando-o um software totalmente escalável. Por se tratar de um projeto OpenSource para Linux, ele será totalmente gratuito. O objetivo é concluí-lo em 4 anos. Uma visualização detalhada do projeto e seus conceitos podem ser acessadas através do site http://www.sentinelaerp.org

Postada por: Eduardo Alevi >sentinela(EM)directnet.com.br<







Microsoft usa código aberto no Windows




Fonte : noticiaslinux.com.br



A Microsoft está incluindo, pela primeira vez em sua história, tecnologia de código aberto em um dos seus sistemas operacionais, o Windows Server 2003 Computer Cluster Edition, que deve ser lançado no primeiro semestre de 2006.

A companhia já implementa a Message Passing Interface (MPI) - uma biblioteca para encaminhamento de mensagens proposta como padrão por um comitê de fabricantes e desenvolvedores de software - no sistema operacional para servidores, que chegou à primeira fase pública de testes nessa semana.

"Na verdade, provavelmente somos a primeira equipe da Microsoft a incluir um componente de código aberto em nossa solução, mas não fizemos muito alarde em torno disso ainda", disse Kyril Faenov, diretor de computação de alta performance na companhia, ao site eWEEK.

De acordo com ele, teria sido muito caro e demorado desenvolver uma alternativa ao MPI, que é uma "tecnologia complexa que demoraria anos para ser programada", disse.

Faenov afirmou também que a Microsoft contribuirá com a comunidade de código aberto pois, como o MPI é licenciado pelo sistema BSD, todas as correções serão providenciadas à comunidade novamente. "Provavelmente doaremos nossas modificações também", prometeu o diretor.

Fonte da Notícia : http://idgnow.uol.com.br/AdPor[...]9290871A&ChannelID=2000006

Postada por: Anderson











Fonte : noticiaslinux.com.br



Em seu informe semestral de segurança na informática, a Symantec detectou um importante incremento nos ataques dirigidos a equipamentos pessoais com relação aos empresariais e além disso revelou que o Firefox seria mais vulnerável que o Internet Explorer.

A Symantec justificou que no período analisado (primeira metade de 2005), houveram 25 publicações de vulnerabilidades por parte da equipe do Mozilla Firefox enquanto que para o Internet Explorer foram 13.

Fonte: http://news.com.com/Symantec+M[...]an+IE/2100-1002_3-5873273.html

Também indicada por: Ricardo Rabelo Mota (http://info.abril.com.br/aberto/infonews/092005/19092005-9.shl)







Amadeu é o mais novo professor da HackerTeen




Fonte:



SÃO PAULO – O sociólogo Sérgio Amadeu deixou o comando do Instituto Nacional de Tecnologia (ITI), órgão ligado à Casa Civil da presidência da República, mas continuará defendendo o uso de software livre. Ele volta a dar aula e é o mais novo professor da HackerTeen.

Eles será responsável pela disciplina Sociedade da Informação do curso profissional da escola criada pela prestadora de serviços em software livre 4Linux. O sociólogo tentará passar para os jovens as mudanças sociais que estão acontecendo no mundo com o domínio das tecnologias da informação e da comunicação.

Amadeu dará aula para adolescentes de 14 a 19 anos que participam do programa de formação técnica e ética sobre segurança da Informação e Empreendedorismo. O curso utiliza software livre como ferramenta de aprendizagem.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Brasil terá Organização Mundial do Software Livre




Fonte:



SÃO PAULO – A distribuidora de Linux Mandriva, resultado da fusão entre a francesa Mandrakesoft e a brasileira Conectiva, criou uma versão do Mandriva Club no Brasil paara atender usuários de toda a América Latina. O serviço oferece informações de novas versões com antecedência, fóruns e descontos em produtos, além de outras vantagens.

O Mandriva Club conta com cerca de 26 mil sócios em todo o mundo e a expectativa é que o número cresça consideravelmente com a adesão dos novos usuários da América Latina. "O Mandriva Club chega ao país com o objetivo de atender a diversas necessidades da grande comunidade brasileira de Linux”, diz Rodney Miyakawa, diretor de produtos da Mandriva Conectiva,

Segundo o executivo, o Mandriva Club cobrará dos sócios brasileiros um terço do preço praticado em outros mercados. Assim, um usuário bronze, pagará uma anuidade de 22 dólares.

O site do clube para os latino-americanos terá uma área com conteúdo exclusivo, que estará disponível em português e espanhol. O sócios poderão usar o site para opinar sobre os novos produtos, fazerem cursos online e consultarem manuais do Mandriva Linux, entre outros documentos.

O site do Club Mandriva é http://club.mandriva.com/[...]Advantages


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Opera libera browser grátis sem anúncio




Fonte:



SÃO PAULO – A Opera Software passa a oferecer uma versão de seu browser gratuitamente. A partir de hoje os usuários de PC poderão fazer download do navegador 8.50 sem anúncio e sem custo.

Antes, o navegador trazia um banner e o usuário que não quisesse visualizar o anúncio tinha que pagar uma taxa para removê-lo. Com a mudança, Jon S. von Tetzchner, CEO da Opera Software, espera atrair novos usuários para o browser, que completou 10 anos de vida em agosto e compete com os populares Internet Explorer e Firefox.

A empresa continuará cobrando pelo suporte online. O serviço Premium terá uma anuidade de 29 dólares. A versão 8.50 está disponível em 20 idiomas e roda em ambientes Windows, Mac OS X e Linux.

Acesse aqui para fazer o download da versão grátis do Opera sem anúncios. http://www.opera.com/


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Busca no Google localiza ruína do império romano




Fonte:



SÃO PAULO – Uma pesquisa no Google ajudou o programador italiano Luca Mori a encontrar uma região histórica da época do império romano. A descoberta foi confirmada por especialistas do Museu Nacional de Arqueologia de Parma, na Itália.

Mori estava pesquisando imagens por satélite do Google Maps e do Google Earth da região ao redor de sua cidade Sorbolo, perto de Parma. A busca levou o programador até uma vila antiga em ruínas. Impressionado com as fotos, ele informou arqueólogos, que foram até o local.

Os especialistas fizeram escavações e encontraram materiais antigos, como peças de cerâmica. Após analisar cada detalhe do local, eles concluíram que a construção é da idade do Bronze.

A descoberta de Mori foi relatada em seu blog http://www.quellidellabassa.org/


Edileuza Soares, do Plantão INFO






AIM da AOL ganha novo programa de VoIP




Fonte:



SÃO PAULO – A America Online (AOL) apresentou hoje um novo programa de telefonia pela internet para o seu messenger. O serviço batizado de TotalTalk deverá estar disponível a partir de 4 de outubro.

O TotalTalk vai integrar a nova versão do AOL Instant Messenger (AIM), que tem o codinome Triton. O programa de VoIP possibilita também chamadas telefônicas para números fixos e móveis, como modelo similar ao da Skype.

O serviço para ligações entre PC pelo AIM será oferecido gratuitamente. Já o para chamadas para telefones fixo e móveis via Triton será cobrado. A AOL vai oferecer três planos mensais com pacote para chamadas locais e de longa distância.

Os usuários do AIM que não quiserem adotar o TotalTalk poderão continuar com o antigo AIM Talk.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Vulnerabilidades no aplicativo Zboard




Fonte:



Alerta do CAIS 20092005a
[CAIS, 20.09.2005-17:03]

O CAIS está acompanhando desde meados de Agosto a exploração de vulnerabilidades relacionadas ao aplicativo Zboard (Zeroboard).

O Zeroboard consiste em uma aplicação web que prove as funcionalidades de um BBS (Bulletin Board System). O que chama a atenção em relação a estas explorações é o fato de que após atacados e comprometidos, estes sites têm sido utilizados para abrigar páginas falsas de bancos e servindo como repositório de arquivos maliciosos (malware). Das 6 vulnerabilidades conhecidas de Zeroboard, pelo menos 2 permitem que se inclua arquivos arbitrários no servidor web.

Os casos reportados ao CAIS envolvem, em sua maioria, sites hospedados na Coréia (.kr). Esta concentração de incidentes pode ser explicada pelo fato do aplicativo ter sido desenvolvido neste pais e pelo uso intenso do aplicativo no mesmo, incluindo sites (.org, .com, .net) relacionados com a Coréia. O CAIS reportou estas atividades ao grupo de segurança do governo da Coréia, KrCERT, com o qual o CAIS possui parceria para a troca de informações relacionadas com tendências de ataques.

Exemplos de casos de Phishing e Malware tratados pelo CAIS (os nomes dos sites foram alterados propositalmente):

Sites com malware:
http://xxxxxxx.com/%7Emdotcom/bbs/sonhei_com_voce.scr
http://www.xxxxxxxx.sc.kr/bbs/data/new/TSErelatorio.scr
http://xx.xxxxxx.net/bbs/data/a/IBanking.scr

Sites envolvidos com ataques de Phishing:
http://www.xxxx.co.kr/bbs/data/index.html
http://www.xxxxxx.org/bbs/data/index.html

Combate à atividade maliciosa

Usuários e administradores que tenham a intenção de colaborar com o combate à atividades maliciosas na Internet e/ou que receberam um email contendo algum link para um aplicativo suspeito podem enviar o link ou realizar um bounce (reenvio sem edição) da mensagem original para o endereço artefatos@cais.rnp.br

Mensagens relacionadas com páginas falsas (principalmente bancos e instituições financeiras) devem ser enviadas (endereço da página falsa ou bounce da mensagem original) para aphishing@cais.rnp.br

Sistemas afetados:

* versões 4.1pl2 até 4.1pl5 (vulnerabilidade de XSS)

Correções disponíveis:

Recomenda-se atualizar o software para a versão mais recente:

* ZeroBoard 4.1pl7

Mais informações:

* Secunia Advisory SA13769 - Zeroboard Multiple Vulnerabilities (2005-01-10)
* Secunia Advisory SA13649 - Zeroboard Two Vulnerabilities (2004-12-24)
* Zeroboard Preg_replace Remote Command Execution Vulnerability
* Zeroboard PHP Source Injection
* Como tratar incidentes de phishing
* CAIS-Alerta: Fraudes em Internet Banking




O CAIS recomenda que os administradores mantenham seus sistemas e aplicativos sempre atualizados, de acordo com as últimas versões e correções oferecidas pelos fabricantes.

Os Alertas do CAIS também são oferecidos no formato RSS/RDF :
http://www.rnp.br/cais/alertas/rss.xml







Início do Horário de Verão 2005/2006




Fonte:



Alerta do CAIS 20092005
[CAIS, 20.09.2005-16:07]

O CAIS gostaria de trazer à atenção de todos que, de acordo com o Decreto 5.539 de 19 de Setembro de 2005, o horário de verão 2005/2006 terá início à zero hora (00:00) do dia 16 de Outubro de 2005, com término à zero hora (00:00) do dia 19 de Fevereiro de 2006.

Para tanto, no próximo dia 16 de Outubro, será preciso adiantar os relógios em 1 hora nos estados que participam do horário de verão. São eles:

* Rio Grande do Sul
* Santa Catarina
* Parana
* São Paulo
* Rio de Janeiro
* Espírito Santo
* Minas Gerais
* Goiás
* Mato Grosso
* Mato Grosso do Sul
* Distrito Federal

Lembramos a todos que, tratando-se de incidentes de segurança, a precisão dos relógios dos sistemas é fundamental para manter a consistência dos logs, além de ser imprescindível nas investigações e identificação de responsáveis. Lembramos ainda que os logs reportados durante a vigência do horário de verão estarão no timezone GMT-2.

O Decreto 5.539, que institui o horário de verão 2005/2006 no território nacional, está disponível no seguinte endereço:

* http://www.mme.gov.br/site/menu/select_main_menu_item.do?channelId=39




O CAIS recomenda que os administradores mantenham seus sistemas e aplicativos sempre atualizados, de acordo com as últimas versões e correções oferecidas pelos fabricantes.

Os Alertas do CAIS também são oferecidos no formato RSS/RDF :
http://www.rnp.br/cais/alertas/rss.xml







segunda-feira, setembro 19, 2005

Anatel autoriza primeiros testes de rádio digital




Fonte:



SÃO PAULO – A Rádio Excelsior de São Paulo e a Rádio Tiradentes de Minas Gerais receberam autorização da Anatel para fazerem os primeiros testes de rádio digital no Brasil.

As duas emissoras vão testar o sistema de radiodifusão sonora digital Iboc (In-Band On-Channel), padrão aprovado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) e que utiliza a mesma freqüência da transmissão analógica.

Durante o experimento serão avaliados o desempenho do sistema de rádio digital em FM e AM, considerando aspectos como qualidade do áudio, área de cobertura e robustez com relação a ruídos, interferências e efeitos dos múltiplos percursos.

A Anatel deverá conceder nesta semana autorizações para outras emissoras. O objetivo do teste é avaliar qual sistema é mais adequado às características de cada localidade, como edificações e topografia.

As rádios deverão apresentar no prazo de 30 dias resultados da transmissão digital. No final dos experimentos, entregarão outro relatório acompanhado de laudo conclusivo e considerações finais abrangendo todas as atividades desenvolvidas.


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Google apresenta ferramenta Blog Search




Fonte:



SÃO PAULO – O Google apresentou hoje a versão beta da ferramenta Blog Search para fazer buscas em blogs. O novo mecanismo faz pesquisas em conteúdos publicados não apenas no Blogger, site de blogs do Google.

Segundo o Google, o programa Blog Search foi desenvolvido para ajudar os usuários a explorar com mais eficácia conteúdos dos blogs. O sistema pesquisa os assuntos por nome dos autores e temas escritos em inglês e em diversos idiomas, inclusive em português.

Num primeiro momento, o serviço possibilitará pesquisas em blogs publicados depois de junho de 2005. O Google informa que pretende incluir na base de dados textos anteriores a esta data.

O site Technorati revela que existem atualmente mais de 17 milhões de blogs na internet, que abordam os mais variados assuntos e a maioria recebe atualização constante. O Blog Search pretende buscar informações atualizadas.

Clique aqui para conhecer o Blog Search http://www.google.com/help/about_blogsearch.html


Edileuza Soares, do Plantão INFO






Barulho do teclado decifra senhas e códigos




Fonte:



SÃO PAULO – O teclado é a mais nova ameaça de segurança dos usuários de computador. Cientistas da Universidade de Berkely, na Califórnia, descobriram que a gravação do som do keyboard pode revelar senhas e até textos confidenciais.

Eles fizeram uma pesquisa que revela que em apenas 10 minutos de gravação de áudio do teclado é possível recuperar 96% das informações digitadas. A interpretação é feita por um algoritmo que decifra o som de cada caráter.

Doug Tygar, professor de Ciência da Computação da Universidade de Berkeley, que conduziu o estudo, afirma que a acústica dos teclados tende a ser a mais nova arma dos espiões virtuais para roubar dados dos usuários.

Os especialistas interpretaram textos pelo som acompanhando quantas palavras os usuários digitam por minuto, os intervalos e também fazendo associações com letras próxima uma da outra. Com base nas estatísticas, eles conseguiram até identificar em que momentos o usuário apertou a tecla Caps Lock para digitar letras maiúsculas, decifrando códigos e senhas.

Para fazer o experimento, os cientistas trabalharam com vários tipos de teclados e também estudaram os cliques do mouse. O estudo completo sobre a nova ameaça será apresentado em novembro durante uma conferência sobre segurança, que será realizada na Virginia, nos Estados Unidos.

Edileuza Soares, do Plantão INFO






Rodando Jogos de Windows no Linux pelo Cedega




Fonte : noticiaslinux.com.br



Um artigo super completo ensinando passo a passo como deve-se instalar, configurar e resolver eventuais problemas no cedega. Também mostra uma grande gama de configurações prontas para jogos.

http://www.linuxhard.org/publi[...]r=publicacao&id_texto=1645

Postada por: Tales A. Mendonça >tales[arroba]linuxhard.org<







Servidor de e-mail completo com Postfix e MySQL




Fonte : noticiaslinux.com.br



Este documento escrito por Luis Nardella e Tiago Cruz sugere a instalação de servidor de e-mail rodando postfix com os usuários virtuais guardados em um banco de dados, e com uma interface administrativa bem simples e eficiente via web. Há também dois anti-vírus rodando em paralelo, junto com um anti-spam para complementar a privacidade e segurança do usuário final.

http://www.linuxrapido.org/mod[...]mp;op=viewarticle&artid=94

Postada por: Tiago Cruz <tiagocruz*nospam*linuxrapido.org>







Lançamento do Joomla! 1.0 - fork do Mambo




Fonte : noticiaslinux.com.br



Após o "fork" no desenvolvimento do CMS Mambo por conta da Miro International, que detém o copyright sobre o nome Mambo, querer ditar o desenvolvimento do mesmo, foi lançado o Joomla!, dos mesmos desenvolvedores que antes trabalhavam no Mambo. Dia 16/09 foi lançado o primeiro release do novo projeto.

Confira a nota de lançamento em:
http://www.joomla.org/index.ph[...]=view&id=154&Itemid=52

http://www.miro.com.au
http://www.joomla.org

Original por: FaBMak >fabricioelias{ARROBA}gmail.com<







Microsoft quer expandir tecnologia de autenticação ao Firefox e Safari




Fonte:



Procurando facilitar a maneira pela qual clientes gerenciam suas identidades digitais, a Microsoft começou a trabalhar na integração de sua tecnologia de autenticação denominada InfoCard com Internet Explorer e está em meio a discussões com os desenvolvedores dos navegadores Firefox e Safari para incluí-la em suas plataformas.

Fonte: http://www.linuxworld.com.au/index.php/id;2112242001;fp;16;fpid;0








Para CÂMARA-E.NET: �Software Livre Acabou !�




Fonte : noticiaslinux.com.br



Os argumentos de quem detesta o Software Livre porque contraria os seus interesses e os de suas representadas estão virando um absurdo de nível cada vez mais medíocre...Como já não podem apelar para falácias que disfarçam de ciência e razão a auto-defesa animalesca, apelam à expressões como �A Bandeira do Software Livre acabou!�,esta usada por Cid Torquato, diretor de tecnologia da CÂMARA-E.NET, na entrevista a Infomedia TV, criticando a postura de adoção de Software Livre por parte do setor público e do ITI. Ele defende que o papel do ITI é apenas o de zelar pela estrutura de chaves públicas do país...Pode parecer paranóia, mas tem sentido quando comparamos sua posição com a do interesse Americano no Brasil, a posição de estado mínimo, dominado não por empresas nacionais, contudo por monopólios estrangeiros.

Mais adiante Torquato afirma que a maioria das empresas brasileiras trabalha com Software Proprietário, e que é errado para o governo usar Software Livre. Ele se esquece, ou finge, que o governo só destinou do orçamento para T.I de 2006, apenas 2,5% para Software Livre, portanto bem longe de una imposição, como ele e seus amiguinhos costumam se referir ao uso de SL pelo governo. Se esquece também que o governo tem obrigação de economizar dos cofres públicos usando tecnologia melhor e mais barata e não de sustentar empresários brasileiros da área de tecnologia que juntos representam 0,0001% da população. Se esquece que apela aos fatos, mas se esquiva de sua representação, pois afirmar que a maioria dos empresários brasileiros usa e desenvolve Software Proprietário, é o equivalente ao que os escravocratas diziam no século XIX para justificar a escravidão:�90% da população negra é escrava no Brasil, para que acabar com esse sistema?�

Torquato fala em tom de deboche da postura do governo, ironiza e mostra o quanto de idealista e interesseiro tem, quando fala �Que política?�, referindo-se ao uso de programas públicos pelo Governo em projetos, e seu má desempenho na adoção dos mesmos.

É preciso lembrar que pessoas como ele sempre pousaram de arautos da desgraça, torcendo para o fracasso de políticas públicas de inclusão digital séria e fazendo o possível para a falência das mesmas, depois se eximindo de toda a culpa e pondo-se a apontar o dedo inquisidor, com uma postura hiopócrita de �Tá vendo, o que foi que eu falei? Não deu certo�...O lobby, um congresso corrupto, e gente arrogante como ele fazem o possível para derrubar a casa! E depois saem dizendo que seus alicerces é que eram fracos. É cada vez mais díficil acreditar no Brasil, um país de postura passiva diante das imposições internacionais de tecnologia, em todos os níveis, e de empresários e políticos cada vez mais inconscientes.

FONTE: http://www.infomediatv.com.br/visualiza_video.php?id_video=79

Postada por: bebeto_maya >artedeagrado AT linuxmail.org<







OpenSource no PDC 2005 da Microsoft




Fonte:




Miguel de Icaza e mais um grupo de Mono Hackers entre eles estava o brasileiro Rodrigo Bamboo (criador da Linguagem Boo e do Prevalence) promoveram um encontro de usuários Mono dentro do maior evento da Microsoft o PDC 2005.

Apresentaram a tecnologia da .NET da Microsoft rodando sob Linux. É o Software Livre indo onde jamais esteve.

O eslogam usando para divulgar o evento era "How CROSS PLATAFORM is your .NET"

Mais informações: http://monobrasil.softwarelivre.org


Fonte: http://monobrasil.softwarelivre.org








Curso de Linux pelo Jornal




Fonte:




A partir do dia 26/09 serão distribuídos semanalmente com o jornal O POVO(Fortaleza-CE) fascículos do Curso Linux: Informática para todos. Serão ofertados: o Kurumin, aulas on line, suporte através de telefonema, correio eletrônico, chat, podendo receber um Certificado. Tendo como objetivo a inclusão digital com software livre. Coordenado pelo professor João Batista Carvalho Nunes o curso conta com doutores e profissionais que utilizam o Linux além de Jon ''Maddog'' Hall.


LINUX Curso de informática dissemina a liberdade

A partir do dia 26 serão distribuídos com o jornal O POVO os fascículos do Curso Linux: Informática para todos. Com 20 anos de experiência com educação a distância, a Fundação Demócrito Rocha encampa com esse curso a luta pela liberdade de conhecimento

O CURSO tem como um dos objetivos contribuir com inclusão digital (Divulgação)

[16 Setembro 01h21min 2005]

Liberdade. É essa a palavra que dá sentido ao movimento internacional em prol do software (programa para computador) livre e é essa idéia que faz a Fundação Demócrito Rocha lançar o Curso Linux: Informática para todos, anunciado desde o dia 13 de agosto nas páginas do O POVO. O material será distribuído através de fascículos semanais encartados no jornal, com o lançamento do primeiro marcado para o dia 26 de setembro.

Além do material distribuído com o jornal em fascículos e do CD Kurumin (uma versão brasileira do Linux que sairá com o fascículo número 2), o curso traz aulas on line de 15 minutos todas as sextas, às 18h, e que podem ser obtidas por download, facilitando a adaptação ao horário disponível dos cursistas. Além disso, será oferecido um serviço de informações, tira-dúvidas e orientação através de telefonema gratuito, correio eletrônico ou chat com os autores dos fascículos e tutores.

A elaboração do curso conta com a participação de professores com doutorado da Universidade Federal do Ceará e da Universidade Estadual do Ceará, além de outros profissionais que utilizam o Linux. Os inscritos poderão receber um Certificado de Extensão Universitária emitido pela UFC em parceria com a Fundação Demócrito Rocha, mediante a aprovação em uma prova realizada ao término do curso.

Coordenado pelo professor da área de Informática Educativa da Universidade Estadual do Ceará, João Batista Carvalho Nunes, o Curso Linux tem como objetivos principais contribuir com a inclusão digital, ampliar conhecimento sobre ferramentas livres e estimular o uso desses softwares. ''Muitas pessoas não conhecem os softwares livres e as vantagens que eles proporcionam'', afirma.

O conceito de software livre surge como contraponto ao de software proprietário, que diz respeito a programas para computador que trazem inúmeras limitações de manipulação, pois escondem do usuário a forma como foram criados. As ferramentas livres como o Linux permitem a qualquer usuário executá-lo, copiá-lo, distribuí-lo e modificá-lo. ''É como um bolo. Se eu conheço a receita eu posso refazê-lo, aumentar a quantidade de algum ingrediente que me agrade e ensinar aos outros'', explica João Batista.

O Linux é um personagem central na discussão do software livre. Ele é um sistema operacional, uma espécie de organizador das atividades desempenhadas pelo computador. Esse programa tornou-se um símbolo da luta contra o monopólio das grandes corporações, contra a restrição do conhecimento e a favor da independência tecnológica das nações.

Por compreender que o conhecimento é um direito universal, pessoas ao redor do mundo encampam essa luta pela utilização de softwares livres. Um dos principais representantes desse movimento, o diretor executivo da Linux Internetional, Jon ''Maddog'' Hall, colabora com a iniciativa da Fundação Demócrito Rocha e terá um texto seu publicado na seção Conectando do fascículo número 1.

''Tomar partido pela liberdade, segurança e acesso ao conhecimento, além de trabalhar com pessoas engajadas nessas causas, sempre foi a nossa política'', explica a presidente da FDR, Albanisa Dummar, citando a carta de princípios da Fundação. A Fundação Demócrito Rocha faz parte do Consórcio Rede de Educação a Distância (Cread) do Mercosul e tem apoio da Unesco. O Curso Linux conta com patrocínio do Governo do Estado do Ceará.

SERVIÇO:

www.fdr.com.br/linux


Fonte: http://www.noolhar.com/opovo/economian/515670.htm








Baguete: AMD impugna licitação do Banrisul




Fonte:




Um membro do Projeto Software Livre, que prefere não se identificar, afirmou à reportagem do Baguete Diário, na quinta-feira, 15, que a AMD obteve liminar para impugnar a licitação número 005/000156, destinada à renovação do parque de computadores do Banrisul. A operação é estimada em valores que vão de R$ 30 milhões a R$ 45 milhões, tratando da aquisição de 7,3 mil máquinas, sendo 4,7 mil terminais de negócios e 2,6 mil terminais de caixa.


Segundo a fonte, na licitação aberta pela instituição configuram-se itens incoerentes, inclusive com relação à Lei Estadual de Licitações. As denúncias do rapaz foram publicadas no site do Projeto Software Livre, na quarta, e apontam que a licitação seria feita sob medida para Intel e Microsoft, aos exigir que as máquinas escolhidas venham com chips e sistema operacional dessas companhias. “Há outros bons fabricantes de processadores, que não somente a Intel. Além disso, o banco usa a tecnologia Linux há cinco anos com bons resultados, por que trocaria agora para Windows, que gera custos altos e dá mais espaço para problemas como, por exemplo, vírus?”, indaga a fonte, que também questiona o tempo previsto para a operação - 30 dias para a entrega de cinco mil computadores e 55 dias para a instalação do total das máquinas – 7,3 mil – em 1000 pontos espalhados por todo o Estado. “Somente fabricantes de muito grande porte poderiam ter condição logística de atender a estes prazos, o que restringe a concorrência”, comenta.

Ainda no que tange ao software de operação, o autor das denúncias também alega que o Ministério Público poderá questionar o banco, exigindo argumentação plausível para explicar a troca do Linux, programa gratuito, pelo software da Microsoft, tecnologia que, em aquisição e licenciamento para todas as agências, incluindo a compra e legalização de anti-vírus, consumiria um investimento em torno de R$ 8 milhões.

O Banrisul, por meio da sua assessoria de imprensa, preferiu não comentar o caso. A AMD, também por meio de assessoria, afirma que é um procedimento normal da companhia, quando sente que as regras de uma competição não são jus


Fonte: Baguete








Alex Castilho assume a Coordenação de Implementação de Software Livre no ITI




Fonte:




O diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Sergio Amadeu, designou o servidor Alex Camacho Castilho para exercer a função de Coordenador de Implementação de Software Livre. A nomeação foi publicada ontem, 12/09, em portaria veiculada em boletim interno da autarquia.


O diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Sergio Amadeu, designou o servidor Alex Camacho Castilho para exercer a função de Coordenador de Implementação de Software Livre. A nomeação foi publicada ontem, 12/09, em portaria veiculada em boletim interno da autarquia.

Alex Castilho já atuava no Instituto como assessor para inclusão digital, tendo coordenado a implantação de toda a estrutura dos telecentros montados pelo governo brasileiro em Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, países africanos que têm em comum com o Brasil a colonização e a língua portuguesa.

Com o novo posto, Castilho passará a acompanhar o diretor-presidente do ITI em suas funções de coordenador do Comitê Técnico de Implementação de Software Livre no governo federal, entre outras atribuições.


Fonte: ITI








Renato Martini é nomeado presidente do ITI




Fonte:




Em Portaria publicada no Diário Oficial da União de hoje, 12/09, a Ministra de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Roussef, nomeou Renato da Silveira Martini para exercer a presidência do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), substituindo Sérgio Amadeu da Silveira, que deixa o cargo.

12-Set-2005: Brasília-DF -

Martini era diretor de Infra-Estrutura de Chaves Públicas do órgão, posto assumido por Maurício Agusto Coelho, que atuava como coordenador de Normalização e Pesquisa do Instituto.

Leia, abaixo, entrevistas feitas com o novo presidente do ITI, Renato Martini, e com seu antecessor, Sérgio Amadeu

RenatoMartini

Qual a sua expectativa ao assumir a presidência do ITI?

Esperamos dar continuidade a todos os projetos estratégicos iniciados em 2003, que nasceram com o apoio essencial da gestão de Sérgio Amadeu na autarquia. Todo grupo sabe da importância da consolidação de tais programas, entre os quais destacamos, o LEA - Laboratórios de Ensaios e Auditoria - responsável pela homologação de sistemas e equipamentos de certificação digital no âmbito da ICP-Brasil, a Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira. O Programa João-de-Barro que é um projeto de criação de uma plataforma criptográfica desenvolvida em software livre. Além do Projeto de Lei 7.316 que disciplina o uso de assinaturas eletrônicas e a prestação de serviços de certificação. Esse projeto já aprovado terminativamente na Comissão de Ciência e Tecnologia e está com voto favorável do relator Deputado Maurício Rands, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Quando essa nova Lei para ICP-Brasil for entregue ao país, possibilitará os ajustes necessários para a evolução da tecnologia e da sociedade.

O Programa Casas Brasil, de inclusão digital, é outra ação de enorme importância. Dar continuidade a essa iniciativa e, se possível, contribuir para a sua ampliação é algo que merecerá nossa atenção. E, logicamente, não poderíamos deixar de mencionar a consolidação da cultura do uso do software livre na Esplanada, demonstrando que essa é uma opção tecnológica importante para o país.

Quais os desafios o Sr. acha que encontrará durante a sua administração?

Nosso maior desafio é aprovação do PL 7.316, que deverá seguir o caminho natural do Congresso Nacional. No próximo ano deveremos enfrentar outras duas questões. Primeiro, a autarquia precisa de uma sede e depois quadro próprio. Para alcançarmos essas metas, teremos que enfrentar os desafios orçamentários que todos conhecem. A intenção é pavimentar o caminho para viabilizar uma estrutura mais sólida para o Instituto, principalmente no que diz respeito a recursos humanos. Assim, poderemos fazer frente aos desafios que já estão colocados.

Qual o balanço que o Sr. faz da sua atuação à frente da Diretoria de Infra-estrutura de Chaves Públicas?

Acho que tivemos avanços importantes que acompanharam a evolução do sistema ICP-Brasil em nosso país. A Diretoria de Infra-Estrutura de Chaves Públicas (Dinfra) tem tarefas muito operacionais que nem sempre são conhecidas, mas que necessitam do trabalho metódico e cotidiano. São as tarefas pertinentes à Autoridade Certificadora Raiz (AC Raiz) da ICP-Brasil. Destaco a transferência de nosso ambiente seguro do Serpro, no Rio de Janeiro, para um ambiente próprio no Palácio do Planalto, em Brasília. Foi uma tarefa de enorme esforço e complexidade. Hoje está operacional, realizando todas as tarefas da AC Raiz.

Além disso, tivemos que nos estruturar, apesar das dificuldades, para atender e corresponder ao crescimento e consolidação da ICP-Brasil. Realizamos projetos com parceiros que propiciaram estabilidade e interoperabilidade ao sistema. Os exemplos mais evidentes são o Programa João-de-Barro, realizado em parceria com a Marinha do Brasil visando a criação de um módulo criptográfico para a emissão das chaves públicas e privadas da AC Raiz, e o LEA, em que entidades contratadas para a realização de ensaios exigidos para emissão de laudos por parte do ITI na homologação de aplicativos de segurança, como os hardwares criptográficos.

O Sr. pretende manter as atuais linhas de atuação do ITI, ou seja dar continuidade ao trabalho de certificação de digital, prosseguir no papel de liderança à frente da política de implementação do software livre e nos programas de projetos de inclusão digital e social, como o Casas Brasil?

Com certeza. Logicamente, necessitarei de algumas semanas para conhecer melhor os detalhes da condução dos projetos que estavam mais ligados à competente articulação e administração de Sérgio Amadeu. Tenho certeza de que poderemos continuar nesses caminhos, principalmente porque acredito que tanto a questão da certificação, como as políticas voltadas para a inclusão digital e para as novas tecnologias são importantes para a redução do custo Brasil e a inserção do país no cenário tecnológico mundial.

É valido observar que os temas “inclusão digital” e “software livre”, debates que estão colocados no mundo, foram reposicionados pelo atual governo e se tornaram relevantes questões nacionais.

O Sr. acredita que a utilização da certificação digital se tornará popular? Em que prazo e quais as iniciativas mais promissoras?

A popularização sempre foi política deste governo. Só esta difusão poderá viabilizar a economia de escala para uso do certificado digital. Programas como Pro-Uni, Juros Zero, as regulamentações das categorias profissionais (contadores, corretores de seguro, odontólogos, etc.), a adoção incisiva da Receita Federal em seus sistemas, indicam os impactos e os ganhos para o país do uso desta ferramenta. Por fim, a adesão do Poder Judiciário à ICP-Brasil elevou a nossa Infra-Estrutura de Chaves Públicas a um importante patamar.

SergioAmadeu

Qual o balanço que o Sr. faz de sua gestão à frente do ITI?

Uma análise deste período passa pela avaliação de três questões: a certificação digital, o software livre e a inclusão digital. Sem dúvida, consolidamos a certificação digital no país. Quando cheguei ao ITI, a Infra-Estrutura de Chaves Públicas que havia sido iniciada, em 2001, corria enormes riscos. Trabalhamos para arejar e ampliar a participação da sociedade civil e dos demais Poderes de Estado no Comitê Gestor que dirige a certificação oficial do Brasil.

O Poder Judiciário criou sua Autoridade Certificadora dentro da ICP-Brasil, os Poderes do Rio Grande do Sul estão em processo de montagem de sua infra-estrutura, vários estados brasileiros passaram a utilizar certificados digitais. Para aumentar a segurança do processo de certificação e a autonomia tecnológica nesta área, iniciamos a construção de uma plataforma criptográfica, composta de hardware e software, aberta e plenamente auditável. Reunimos neste projeto o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o Centro de Análise de Sistemas Navais da Marinha (Casnav), o Laboratório de Segurança em Computação (Labsec) da Universidade Federal de Santa Catarina, a Universidade de Campinas (Unicamp) e a Politécnica da USP. O protótipo fica pronto no início de 2006. Em menos de um ano e meio, para assegurar a interoperabilidade de todos os integrantes que compõem a ICP-Brasil, construímos o LEA, Laboratório de Ensaios e Auditoria. Assim, um smart card que guarda um certificado digital de nossa infra-estrutura poderá ser lido por qualquer leitor de cartões inteligentes de empresas que obtiverem o selo do nosso laboratório. Temos a norma e um laboratório que garante que a norma está sendo aplicada nos softwares e hardwares criptográficos. Isto permitirá a redução de preços dos produtos a partir da concorrência entre empresas que deverão oferecer produtos com padrões mínimos de funcionalidade e qualidade. Além disso, os usuários saberão que um produto que contém um selo do LEA se comunicará com toda a rede da infra-estrutura de certificação oficial do país.

Como a certificação digital depende da confiança dos agentes e da estabilidade e segurança máxima das tecnologias, construímos uma série de procedimentos e processos para consolidar a ICP-Brasil. Fizemos o Fórum de Certificação, Segurança e Privacidade que se encontra no terceiro ano. Nele podemos discutir com as forças do mercado, com as universidades, o presente e, principalmente o futuro da certificação digital no país. Por exemplo, iniciei o trabalho de inclusão da pesquisa sobre como o comércio eletrônico poderá se beneficiar da TV Digital, uma vez que teremos o mínimo de interatividade nos "setup box" que serão vendidos no país. Estes aparelhos poderão portar um módulo criptográfico que asseguraria transações com certificados digitais. Este tema será discutido no Fórum deste ano. Também serão debatidos as regras para a ampliação das Autoridades de Registro, o seguro de certificados digitais, a proposta inicial do time-stamping (que dará a hora exata em que uma transação foi realizada). Enfim, tenho certeza que nosso trabalho consolidou no Brasil uma infra-estrutura de certificação digital segura, estável, interoperável que poucos países no mundo possuem. Por isso, estamos apoiando a Argentina e Portugal na formação de suas infra-estruturas digitais.

Em relação ao software livre colocamos claramente este tema no cenário tecnológico nacional e internacional. Mostramos que o Estado deve usar seu enorme poder de compra para realizar sua política tecnológica. Deixamos claro as vantagens macroeconômicas, de segurança, de interoperabilidade, de ampliação da capacidade tecnológica do nosso país com a mudança do paradigma de desenvolvimento e uso de software. Quando chegamos na Esplanada havia uma reserva de mercado para produtos proprietários de algumas poucas empresas. Mudamos isso. Não havia 4% dos servidores de rede com a dobradinha Linux-Apache. Hoje, são mais de 30% e com inúmeros processos de migração da infra-estrutura de rede em curso. O comitê técnico de implementação de software livre foi criado e coordenado pelo ITI e conta coma adesão voluntária de 95 órgãos federais. O governo federal passou a usar e a desenvolver software livre. O software livre passou a ser fundamental para a EMBRAPA, para a Agência Espacial Brasileira, para o Serpro e para a política cultural do Ministro Gilberto Gil, entre outros exemplos. A superioridade do modelo de desenvolvimento de software livre é sua maior força. Para o Estado, usar software livre é economizar e racionalizar recursos. O incentivo governamental ao software livre fez que ele explodisse no mercado. Computadores estão sendo vendidos com software livre, as empresas passaram a considerar o software livre como elemnto estratégico para aumentar sua estabilidade e reduzir custos. A pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia e Unicamp mostrou que o software livre é cada vez mais forte no mercado brasileiro e seu uso é mais intenso do que na área governamental.

Fizemos duas ações na área de capacitação que merecem destaque. A primeira foi a montagem Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento, em parceria caom a IBM, a UNB e o Ministério da Educação. Com ele formamos mais de 700 educadores do NAEs em todo o país. Estes técnicos e educadores foram capacitados em administração de sistema GNU/Linux. Outra iniciativa em curso feita em parceria com a SUN Microsistem, com o grupo de usuários Java e o Serpro é o projeto técnico-cidadão. Essa iniciativa está formando 500 jovens para dar suporte aos usuários residenciais que quiserem migrar para software livre. Essa rede de jovens fará frente à rede "pirata" que assegura a instalação e manutenção de soluções proprietárias para as pessoas.

Enfim, a força do software livre após nosso trabalho aumentou exponencialmente e nada indica que irá arrefecer. A comunidade de desenvolvedores cresce e o Brasil em breve poderá se beneficiar de ser o país que apostou decisivamente no software livre, pois já estamos atraindo os segmentos de desenvolvimento de empresas que perceberam o que o Gartner Group constatou em pesquisa: a plataforma Linux, em pouco mais de cinco anos suplantará no mundo corporativo as alternativas proprietárias. O futuro é de quem apostar no software livre. Não é por menos que o PC de 100 dólares do Midia Lab para ser viável utilizará as soluções abertas e livres.

Por fim, o ITI apoiou decididamente a política de inclusão digital do governo. Não somente ajudamos tecnicamente como fomos articuladores do Casa Brasil e do projeto que a Petrobrás e a RITS executam. Nossa ação sempre foi ágil e efetiva. Por isso, o Ministério das Relações Exteriores nos chamou para implantar 3 telecntros na África. Um esforço da nossa Diplomacia em relalizar sua política Sul-Sul e ampliar o diálogo democratizador e inlcudente rumo a última fase da Cúpula da Sociedade da Informação em Tunis. O interessante é que mostamos que o software livre é parte integrante dos programas de inclusão digital. Com software livre capacitamos melhor as pessoas, aumentamnos sua empregabilidade e reduzimos drasticamente os custos de implantação e suporte das inciativas. Software livre é inclusão digital.

Qual o seu mérito nesse trajetória?

Acredito que meu mérito nisto tudo foi saber montar uma equipe. A equipe do ITI é pequena, ágil e de uma competência invejável. Quem sabia o que era o ITI antes dessa equipe? Qual o peso do software livre no país? Quantos órgãos federais usavam soluções abertas? Quem fez o único Laboratório de Interoperabilidade do governo federal? O software livre é a marca do governo Lula para a história da tecnologia brasileira. Para nossa equipe, a tecnologia da informação não deveria ser considerada apenas como uma área meio. Ela é estratégica. O seu bom uso faz a diferença. Saio contente com os resultados e acredito que esta equipe irá avançar cada vez mais. Saio bem feliz porque a Ministra Dilma sentiu que esta equipe deve continuar.

Quais os motivos que levaram o Sr. a deixar o o governo?

O ritmo que busco é outro. Minha participação fora do governo pode contribuir bem mais com o avanço do software livre, da certificação digital de soluções inovadoras (como a formação de redes de comunicação sem infra-estrutura de telecomunicações) do que dentro. Tenho inúmeros projetos para realizar. Como o governo não tem condições de acelerar o ritmo neste momento, minha presenca no governo é dispensável. A Ministra Dilma e sua equipe são excelentes e estão em condições de consolidar e avançar dentro de um cenário de grande contenção fiscal e crise política. O ITI vem trabalhando e continuará trabalhando com a Ministra Dilma para consolidar nossas conquistas e projetos.

Quais os planos para o futuro?

Vou trabalhar com capacitação e educação. Estou voltando para a universidade. Também estou ajudando a montar uma rede de compartilhamento tecnológico e uma série de projetos educativos. Tenho recebido diversos convites para apoiar a implementação de software livre em inúmeras prefeituras e estou me organizando para tentar ajudar. Estou com um grupo de pessoas montando uma Escola de Robôs e Artes, que será voltada a ensinar em cursos livres o que existe de mais inovador no terreno das tecnologias da informação e comunicação e da cultura digital.


Fonte: ITI









Oportunidade: Participe da informatização de prefeituras brasileiras




Fonte:




Seja uma das empresas contratadas pelo projeto piloto Via Digital e faça parte de um caso de informatização municipal de sucesso.

O projeto Via Digital - caminho inteligente para a informatização pública, está abrindo as portas para uma oportunidade única à sua empresa: além de ser contratada, ela ainda pode ser um exemplo para o Brasil de empresa de sucesso em informatização municipal.


INOVAÇÃO. OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO. CONHECIMENTO E CAPACITAÇÃO. EMPREENDEDORISMO.

Mais do que isso, essa é a chance da sua empresa se especializar num mercado inovador e ainda inexplorado que é a informatização livre de pequenas prefeituras.

Hoje são mais de 5.000 prefeituras com informatização nula, ou quase nula no Brasil. Se por um lado existe uma enorme demanda pela inclusão digital dos municípios, de outro, temos um mercado reprimido pela falta de recursos e dificuldade de acesso a programas de financiamento.

Visando construir o caminho das pedras da informatização pública, foi que surgiu o projeto VIA DIGITAL. Este projeto se baseia na criação de um centro de referência virtual (portal) que permitirá o acesso e o desenvolvimento compartilhado de soluções em software livre para gestão municipal.

Para criar as bases deste acervo público e testar o modelo de interação proposto com as prefeituras, cinco empresas desenvolvedoras serão contratadas através de uma enquete eletronica.

Para participar do processo de seleção, basta responder à enquete eletrônica que ficará disponível no site www.viadigital.ufsc.br a partir do dia 14 de setembro. Entre no site, saiba mais sobre o projeto e não perca esta chance de ser uma referência em informatização pública! Inscreva-se já!

Angela Alves

CENPRA

Francilene Garcia

CGSOFT e UFCG

Giancarlo Stefanuto

SOFTEX

José Eduardo De Lucca

GeNESS e UFSC


Fonte: Via Digital