O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


quarta-feira, novembro 30, 2005

Linux na Copa do Mundo de 2006 - Alemanha




Fonte : noticiaslinux.com.br



Uma bola habilitada com um chip que poderá decidir se um gol foi marcado poderia ser colocada em uso para a Copa do Mundo de futebol de 2006, a ser realizada na Alemanha, de acordo com os engenheiros que a estão desenvolvendo.

A FIFA mostrou interesse na tecnologia mas ainda não divulgou decisão final.

O sistema de controle baseado em rádio poderia também ser usado para determinar se a bola saiu, compilar estatísticas sobre jogadores individuais e mais, disse Gunter Rohmer, diretor do Intituto Fraunhofer para Circuitos Integrados em Erlangen. A bola com chip está sendo desenvolvida pela Adidas-Salomon, a empresa de software Cairos e o Instituto Fraunhofer.

A tecnologia é baseada num chip ASIC com um transmissão integrado para envio de dados. O chip é suspenso no meio da bola para sobrevivar à aceleração e chutes fortes através de um sistema desenvolvido pela Adidas. Chips similares, mas menores e mais achatados, foram criados para serem inseridos nas caneleiras dos jogados, disse Rohmer.

No estádio de Nuremberg, onde o sistema tem sido testado, 12 antenas coletam os dados transmitidos pelos chips. As antenas são ligadas a um anel de fibra-ótica de alta velocidade, que roteia os dados para um cluster de servidores baseados em Linux.

Os chips usam a mesma freqüência de banda que as redes Wi-Fi (2.4GHz). "Em nossos testes, notamos que nenhum sistema Wi-Fi interferiu com nossa tecnologia, mas nossa tecnologia causou interferências com sistemas Wi-Fi em casos isolados. Estamos analisando maneiras para evitar qualquer possível interferência pois sabemos que Wi-Fi será usada nos jogos".

A tecnologia deverá ser testada em outro torneio no Japão ainda neste fim de ano para decidir sobre o uso na Copa do Mundo de 2006.

Fonte: http://www.techworld.com/mobil[...]4658&Page=2&pagePos=12










KDE 3.5 Final Liberado




Fonte : noticiaslinux.com.br





A versão final do ambiente gráfico para os sistemas baseados em Linux, o KDE 3.5, está disponível. Esta nova “engine” da linha 3.x oferece uma barra de lançamento de aplicações melhorada e batizada de KDE Kicker. Permite principalmente acrescentar as aplicações de sua escolha na barra, recurso já proposto no Gnome.

O KDE Kicker oferece três opções de apresentação: elegante, clássica e transparente. Há também um “tooltips” melhorado que apresenta uma série de informações sobre o sistema. A integração do KDE com o navegador Web/gerenciador de arquivos Konqueror foi otimizada. Assim, se o usuário navega na Web, o Konqueror apresenta apenas as opções ligadas à mesma enquanto as opções de gerenciamento de arquivos são mostrados somente quando o usuário consulta seu disco rígido. O Konqueror aproveita-se de uma nova barra de pesquisa dedicada à Web, similar a do Firefox.

O KDE 3.5 propõe um sistema SMN (Store Media Notification). Deste modo, a cada tipo de mídia (periférico USB, CD, DVD) inserida, o KDE 3.5 encarrega-se de “montar” o volume e oferece diversas ações (abrir, gravar...). Além disso, o KDE 3.5 dispõe algumas otimizações a nível de desempenho. Para fazer o “download” desta nova versão, visite o site FTP do KDE.

ftp://ftp.kde.org/pub/kde/stable/3.5/

Fonte: http://ubuntu.linuxval.org/php[...]opic.php?t=2025&highlight=

Postada por: Daniel André Beck <d.beck|arroba|terra.com.br>








Litas mostra os vírus mais danados de novembro



Fonte:



O velhinho Sober, que foi criado em 2003, continua em forma. Sua variante foi o vírus mais nocivo do último mês de novembro. Quem fez a relação foi a Sophos.

Completam a lista:

  • 1. Sober-Z                                  42,9%

  • 2. Netsky- P                                  8.1%

  • 3. Mytob-GH                                  6.8%

  • 4. Mytob-EX                                  4.5%

  • 5. Zafi-D                                  4.0%

  • 6. Mytob-BE                                  2.3%

  • 7. Zafi-B                                  2.1%

  • 8. Mytob-AS                                  1.6%

  • 9. Netsky-D                                  1.2%

  • 10. Mytob -C                                  1.1%

  • Outros                                  25.4%









Robson vai acabar com o boot!



Fonte:



A Intel está desenvolvendo um técnologia para integrar memória NAND com todo o hardware das máquinas e assim proporcionar uma inicialização instantânea. O nome do projeto é Robson e ele deve estrear nos PCs Mac/Intel, possívelmente no final do ano que vem.

Resta saber se isso tudo não passa de especulação.







Site do Senac é invadido



Fonte:


Enviado por Hélio

Pagina de uns dos maiores grupos de cursos e aprendizagem foi invadida.

O grupo que efetuou a invasão é conhecido como Sala 14, o bug explorado não foi revelado até o presente momento. Dizem que esse grupo é uma mafia junto com o Triad e Redeye, ainda não se sabe se foi roubado alguns dados.

A pagina do senac ficou alterada cerca de 2 a 3 minutos.

Os espelhos das invasões podem ser vistos no link abaixo:

http://www.zone-h.org/en/defacements/mirror/id=3102397

http://www.zone-h.org/en/defacements/mirror/id=3102393







Laptop de US$ 100 vai rodar RedHat



Fonte:



A informação não foi oficialmente confirmada pelo mentor do projeto, Nicholas Negroponte, mas existem grandes chances de que o laptop popular use uma distribuição baseada no RedHat. As informações são de um portal de notícias africano chamado TecTonic.

Segundo boatos, a Apple teria oferecido cópias gratuitas do MacOS X para os laptops populares, mas o MIT recusou a oferta pois tudo que roda em Mac usa tecnologia proprietária e, dessa forma, vai contra os intuitos do projeto.







Campina Grande vai ganhar rede digital




Fonte:




No próximo dia 02 de dezembro, a Fundação PaqTcPB e parceiros vão lançar o consórcio da primeira rede digital de Campina Grande. O referido lançamento acontecerá, às 19h, na Associação Comercial de Campina Grande – ACCG.


Na ocasião, vai acontecer a assinatura do termo de adesão das diversas instituições ligadas a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) a exemplo da Fundação PaqTcPB, Fapesp, UFCG, UEPB, Embrapa, Escola Redentorista, Instituto Nacional do Semi-árido, bem como de outras entidades que queiram participar do consórcio.

Entre as outras entidades que estão cotadas para participar do consórcio estão a Prefeitura Municipal de Campina Grande e suas secretárias, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – Fiep, e seus demais órgãos e sindicatos, o PBGAS, a CELB, a Associação Comercial, o Governo de Estado e seus órgãos estaduais localizados na cidade.

A Rede Metropolitana de Educação e Pesquisa – Redecomep - é um anel de fibra ótica que será implantado na cidade com vistas em fornecer, aos integrantes consorciados, um canal de internet com 1GB, interligado pela Rede Nacional de Pesquisa – RNP, em 27 cidades detentoras do ponto de presença (POP).

Trata-se de uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que tem como objetivo implementar redes de alta velocidade nas regiões metropolitanas do país destinada às instituições de pesquisa e educação superior.

Para obter mais Mais informações estão disponíveis no site www.redecomep.rnp.br.


Publicada em: 29/11/2005 às 16:48 Seção: Regionais


Por: Fundação PaqTcPB






segunda-feira, novembro 28, 2005

Java é linguagem preferida em empresas, diz estudo




Fonte:



SÃO PAULO – O Java é a linguagem preferida para desenvolvimento corporativo. É o que aponta estudo realizado pelo Grupo Impacta com as 2.000 maiores empresas brasileiras.

O relatório "Desenvolvimento de Sistemas das Grandes Corporações" colocou a linguagem da Sun como preferida por 19,3% dos entrevistados. Na seqüência, veio o Visual Basic.net, com 18,3%, o Delphi, com 15,3%, e o Cobol, com 14%. Uma observação importante é que, empatado em segundo lugar com os mesmos 18,3%, aparece o Clipper, que ainda empurra muitas aplicações corporativas desenvolvidas para MS-DOS.

O objetivo do estudo foi verificar se as grandes corporações buscam suas soluções de TI diretamente no mercado, fazem isso sob encomenda ou as desenvolvem internamente.

A Impacta identificou que 60% das empresas se valem, pelo menos parcialmente, de soluções desenvolvidas internamente. Desse grupo, 30% têm todos seus aplicativos criados pela própria equipe. "Isso reflete a vontade das companhias de adquirir autonomia e redução de custos, e o baixo outsourcing na área de desenvolvimento", avalia Célio Antunes, presidente do Grupo Impacta.

A segunda alternativa mais utilizada é a solução de mercado (30,4%), sendo que 12% utilizam apenas aplicativos prontos. No que se refere ao uso sob encomenda, 24% das corporações utilizam exclusivamente software desenvolvidos sob demanda, o dobro das que utilizam apenas pacote fechado. Como algumas empresas se enquadram em mais de uma categoria, a soma supera 100%.

"Notamos que a maioria das empresas que compram pacotes prontos necessita de complementos, seja sob encomenda, seja por desenvolvimento interno', comenta Antunes. "Isso pode ser decorrente da carência de pacotes de mercado que atendam todas as necessidades dessas companhias."



Paulo Silvestre, do Plantão INFO






Oracle lança versão gratuita de seu banco de dados




Fonte:



SÃO PAULO – A Oracle anunciou o Oracle Database 10g Express Edition, uma opção de seu banco de dados que pode ser baixada gratuitamente pela internet.

Também conhecido como Oracle Database XE, o produto está em fase de testes ("beta") e é voltada para administradores de banco de dados e estudantes. A versão também está disponível para desenvolvedores de software e revendedores de hardware, que a poderão distribuir pré-instalada em suas soluções de produtos e aplicativos.

"Desenvolvedores, administradores de bancos de dados e alunos recorrem, muitas vezes, a bancos de dados gratuitos para desenvolver seus aplicativos", disse Carl Olofson, diretor de Pesquisa de Gerenciamento de Informações e Software de Integração de Dados do instituto de pesquisas IDC (International Data Corporation).

O produto foi desenvolvido com a base de códigos da versão 2 do Oracle 10g e é totalmente compatível com a família de bancos de dados da empresa. É possível começar com ele um projeto pequeno e, se necessário, fazer posteriormente o upgrade para outras versões do banco de dados Oracle 10g, sem mudanças.

Ele oferece interfaces SQL e PL/SQL, e é desenhado para a geração de grid computing. Dispõe de suporte para as necessidades de diferentes comunidades de desenvolvimento, como Java, .NET, PHP e Windows. Traz, ainda, o recurso Oracle HTML DB, para rápido desenvolvimento e implementação de aplicativos da web.

O Oracle Database XE está disponível para sistemas operacionais Linux e Windows de 32 bits e pode ser instalado em qualquer plataforma de hardware, com qualquer configuração e qualquer número de CPUs. No entanto, a versão gratuita armazena, no máximo, 4GB de dados do usuário e, no máximo, 1 GB na memória RAM. Outra limitação da versão grátis é que ela utiliza apenas uma CPU do hardware.

Onde baixar:

# Oracle Database 10g Express Edition.



Paulo Silvestre, do Plantão INFO






Deu no ComputerWorld: Estudo: 55% da população nunca usou micro




Fonte:




A internet ainda está distante de 68% dos cidadãos brasileiros e o computador nunca foi usado por 55% deles. É o que revela uma pesquisa realizada entre agosto e setembro de 2005 em 8.540 domicílio e em 2.030 empresas pelo Instituto Ipsos-Opinion.


Em relação ao uso da internet, o estudo divulgado nesta quinta-feira (24/11) pelo Comitê Gestor da Internet Brasileira em parceria com o Ibope NetRatings revela que 24% dos pesquisados acessaram a web pelo menos uma vez nos últimos três meses e que 9,6% navegam diariamente.

Entre as finalidades da internet, 41% dos entrevistados usam a web para atividades educacionais, 32% para fins pessoais e 26% para trabalho.

Nos últimos 12 meses, 12,68% da população brasileira usaram algum serviço público do Governo Eletrônico. Das pessoas que acessaram a internet em um ano, 40% usaram serviços de e-Gov.

Os serviços públicos mais usados na internet são consulta a CPF (6%), declaração de imposto de renda (5%), informações sobre serviços públicos de educação (3%), inscrições em concursos públicos (3%), informações sobre empregos (2%) e pagamentos de IPVA, multas e licenciamento (2%).


Fonte: ComputerWorld








Deu no O Dia:Grupo de trabalho apresenta versão final do programa PC Conectado




Fonte:




Brasília - A versão final do Programa Cidadão Conectado - Computador para Todos vai ser apresentada nesta terça-feira, às 10h30, no térreo do Palácio do Planalto (sala de briefing). Para falar sobre o assunto e também anunciar o portal do programa, haverá entrevista coletiva de dirigentes do grupo coordenador dos trabalhos.


O PC Conectado, como também é chamado o programa, faz parte da política de inclusão digital do governo federal, iniciada em 2003. O principal alvo do programa são famílias com renda entre 3 e 10 salários mínimos em condições de comprometer parte do orçamento para adquirir um computador no valor máximo de R$ 1.400,00, financiados em até 24 meses, a juros de até 2% ao mês. O coordenador do PC Conectado é o assessor especial da Presidência da República, Cézar Alvarez.


Fonte: O Dia








Deu no O Globo: Bancos aceleram financiamento do programa Computador para Todos




Fonte:




BRASÍLIA. O BNDES, o Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal (CEF) estão acelerando os financiamentos que fazem parte do programa Computador para Todos, que prevê a venda de máquinas ao preço de até R$ 1.400 voltadas para a população de baixa renda, com financiamento especial em até 24 vezes.


O anúncio foi feito ontem, um dia depois de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionar a medida provisória 255, a chamada MP do Bem, que prevê, entre outros pontos, a inclusão digital, assim como os benefícios e isenções fiscais para o projeto.

De acordo com o coordenador do programa pelo governo federal, Cézar Alvarez, uma campanha publicitária será colocada no ar na segunda semana de dezembro, para tentar atingir as vendas de Natal, apesar do curto espaço de tempo. Ele acredita que, até junho de 2006, serão vendidos cerca de 1 milhão de computadores com essas características.

BNDES reservou para varejistas R$ 300 milhões

Alvarez explicou que o BNDES oferece linhas de crédito para varejistas, no total de R$ 300 milhões, com o objetivo de financiar a venda das máquinas para os consumidores. Apenas um varejista, até agora, teve uma linha aprovada pelo banco, mas ele não revelou o nome. Nesses casos, o financiamento tem juros de 2% a 3% anuais e, se houver a necessidade de um banco repassador, o custo adicional da operação não pode ultrapassar 2% mensais. — Mas para o consumidor, (a cobrança de juros) não pode passar de 3% ao mês — afirmou o coordenador do programa.

No caso do BB e da CEF, que têm à disposição R$ 250 milhões em recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), os financiamentos são concedidos diretamente ao consumidor, no valor de até R$ 1,2 mil. Mas o interessado precisa ser correntista de um dos bancos. Por enquanto, as duas instituições liberaram os recursos para aproximadamente 40 pessoas. O potencial gira em torno de 17 milhões de correntistas que já têm crédito pré-aprovado.

Empresas cadastradas terão isenção de PIS e Cofins

O Computador para Todos também prevê acesso à internet com preços mais baixos. Está sendo concluído um decreto que cria serviço de inclusão digital, pelo qual as operadoras de telefonia fixa cobrarão, por pelo menos um ano, R$ 7,50 mensais para garantir 15 horas de acesso em qualquer horário ao cliente. Para tanto, a residência onde está instalada a linha não pode ter feito acesso à internet nos últimos seis meses pelo telefone fixo.

— A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) terá de fazer a regulamentação e isso deve demorar de 60 a 90 dias — explicou Alvarez.

Além de melhores condições de crédito, a MP do Bem trouxe benefícios para a cadeia produtiva dos computadores, com isenção total da cobrança de PIS e Cofins, o que acaba barateando a máquina em quase 10%. Para tanto, explicou o coordenador, as empresas precisam se credenciar junto ao Ministério de Ciência e Tecnologia. Até agora, 19 delas estão com o processo em andamento ou concluídos.


Fonte: O Globo








Deu no ComputerWorld: MCT divulga diretrizes para venda do PC popular




Fonte:




O fabricantes de hardware que integram o programa de inclusão digital "Computador para Todos" já têm diretrizes específicas para seguir antes de colocar seu produto no mercado. O Ministério da Ciência e Tecnologia publicou nesta quarta-feira (23/11) no Diário Oficial da União a portaria 724 que regulamenta o a comercialização dos equipamentos.


De acordo com o texto, o fabricante ou fornecedor deverá inserir em, pelo menos, duas faces das embalagens dos manuais e no próprio equipamento a identificação da solução conforme especificado no site do Computador Para Todos.

Além disso, os computadores deverão apresentar a logomarca do Projeto Cidadão Conectado, em cores, após a inicialização do sistema. De acordo com o MCT, o fabricante que usar indevidamente a logomarca ou associá-la a produtos não credenciados vai ser descredenciado.

O prazo para a adequação do fabricante às novas regras é de 15 dias a partir desta quarta-feira, sendo que, para as empresas já credenciadas no MCT, o prazo é de 30 dias.

Desde a semana passada os varejistas interessados em financiar a compra de micros populares no programa Computador para Todos, do governo federal, já começaram a encaminhar pedidos de crédito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O BNDES apresenta uma linha de crédito de 300 milhões de reais disponível até 31 de dezembro de 2006 para varejistas que comercializam os computadores. O empréstimo pode ser utilizado tanto para a compra de micros junto aos fabricantes como para o financiamento das máquinas pela loja ao consumidor.


Fonte: Computer World








Deu no ComputerWorld: MCT divulga diretrizes para venda do PC popular




Fonte:




O fabricantes de hardware que integram o programa de inclusão digital "Computador para Todos" já têm diretrizes específicas para seguir antes de colocar seu produto no mercado. O Ministério da Ciência e Tecnologia publicou nesta quarta-feira (23/11) no Diário Oficial da União a portaria 724 que regulamenta o a comercialização dos equipamentos.


De acordo com o texto, o fabricante ou fornecedor deverá inserir em, pelo menos, duas faces das embalagens dos manuais e no próprio equipamento a identificação da solução conforme especificado no site do Computador Para Todos.

Além disso, os computadores deverão apresentar a logomarca do Projeto Cidadão Conectado, em cores, após a inicialização do sistema. De acordo com o MCT, o fabricante que usar indevidamente a logomarca ou associá-la a produtos não credenciados vai ser descredenciado.

O prazo para a adequação do fabricante às novas regras é de 15 dias a partir desta quarta-feira, sendo que, para as empresas já credenciadas no MCT, o prazo é de 30 dias.

Desde a semana passada os varejistas interessados em financiar a compra de micros populares no programa Computador para Todos, do governo federal, já começaram a encaminhar pedidos de crédito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O BNDES apresenta uma linha de crédito de 300 milhões de reais disponível até 31 de dezembro de 2006 para varejistas que comercializam os computadores. O empréstimo pode ser utilizado tanto para a compra de micros junto aos fabricantes como para o financiamento das máquinas pela loja ao consumidor.


Fonte: Computer World








Deu no Diario de Pernambuco: Cúpula discute gestão da internet




Fonte:




Uma das principais discussões em relação à internet no mundo é sobre a administração do Sistema de Nomes de Domínios, fundamental para o tráfego de dados na rede. Atualmente, os Estados Unidos controlam este sistema a partir do Icann (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), empresa sem fins lucrativos que se reporta ao Departamento de Comércio norte-americano. Este modelo centralizador provoca queixas de todos os outros países.


O debate chegou à Cúpula Mundial da Sociedade da Informação, realizada na semana passada na Tunísia, quando foi sugerida uma nova forma de gestão dos domínios.

Mas os Estados Unidos continuarão com o controle da web. No entanto, com possibilidade para uma gestão mais democrática, já que ficou definida a criação de um fórum internacional para a discussão de temas relacionados à governança da internet, cuja a primeira reunião está marcada para 2006, na Grécia. O fórum, que terá um modelo parecido com o comitê gestor brasileiro de internet, inicialmente, não poderá supervisionar o Icann e muitos acreditam que não haverá mudança no funcionamento do sistema.

A Comunidade Européia e o Brasil, no entanto, têm uma outra leitura. Eles acham que o fórum promoverá mais internacionalização da governança da internet. Acreditam que o debate ganhará mais espaço nos outros países - antes não se ouvia falar sobre o assunto - e poderá, no futuro, tornar a administração dos domínios descentralizada.

O Icann administra, na verdade, o sistema que traduz endereços, como o www.pernambuco.com, em números IP (Internet Protocol), que são entendidos pelos computadores e servem para que as máquinas se comuniquem entre si. A criação de novos domínios, por exemplo, fica sob a responsabilidade do Icann. Acontece que, em poucos anos, por causa da convergência digital, outros equipamentos, como os eletrodomésticos, também terão IPs e o problema está aí: como uma única empresa terá o controle de números, que envolverão várias indústrias de diversos países?

Doações - Outros temas também foram debatidos durante a Cúpula Mundial. Um deles foi o Fundo de Solidariedade Digital, criado em 2003, no encontro realizado em Genebra. A iniciativa visa colher doações de países ricos para que populações menos favorecidas, da Ásia e da África, tenham acesso às novas tecnologias de comunicação. O Fundo já recebeu contribuições na ordem de US$ 8 milhões, mas os países industrializados não querem que elas sejam compulsórias e propõem que constem como ajuda geral ao desenvolvimento.

Também foi destaque a apresentação do laptop de US$ 100, criado pelo Massachussets Institute of Technology (MIT) e voltado para os estudantes de todo o mundo. As máquinas, que usam telas de aparelho DVD portátil, rodam numa velocidade de 500 MHz e terão o Linux como sistema operacional. O Brasil já demonstrou interesse em adquirir o laptop. (A.P.)


Fonte: Diario de Pernambuco








Deu no DCI:Gestão brasileira vira modelo internacional




Fonte:




Um maior entendimento do perfil corporativo e da cultural nacional está levando grandes multinacionais instaladas no País a adotarem modelos de gestão com a “cara” do Brasil.

A prática rendeu a cinco delas o prêmio de melhores empregadoras no País, pela consultoria Hewitt Associates , que avaliou duzentas empresas de diferentes segmentos na América Latina e destacou vinte e cinco companhias como as melhores empregadoras da região.


Com reconhecimento internacional, Microsoft Brasil , Cisco do Brasil , ThyssenKrupp Molas e Atlântica Hotels International estão sendo premiadas pela conquista de altos índices de engajamento de seus profissionais.

No caso da ThyssenKrupp Molas , que conta hoje com quinhentos funcionários e após três anos da implantação de um novo modelo de gestão conseguiu reduzir em 70% o chamado desvio de qualidade, índice que aponta as reclamações dos clientes devido a problemas de qualidade nos equipamentos. Segundo Alexandre Bamberg, diretor financeiro da ThyssenKrupp Molas, cerca de 90% das práticas de recursos humanos implantadas na empresa são desenvolvidas pela equipe brasileira de recursos humanos.

“Em 2002 nós éramos o patinho feio do grupo, pois tínhamos baixos índices de produtividade”, diz. Hoje, a empresa inverteu o quadro e elevou o índice de engajamento da sua equipe, que pode ser representado pela diminuição do percentual de absenteísmo, de 2,26 % em 2002, para 0,73 % em 2005. A rotatividade dos profissionais também foi impactada por esta nova política, pois o índice de 1,53%, registrado em 2002, caiu para 0,73% em 2005. Bamberg ressalta que não é preciso muitos recursos financeiros para implantar uma gestão de pessoas de sucesso.

O programa Academia do Conhecimento da empresa, que, resumidamente, chega a ser uma troca de conhecimento entre os funcionários da casa, e é apontado pelo executivo com um dos destaques da gestão da empresa, que inclusive gerou o interesse da cúpula executiva da matriz. “Como cerca de 80% dos nossos colaboradores atuam no chão de fábrica, há um ano implantamos um programa de voluntariado, pelo qual funcionários ministram cursos na empresa sobre suas áreas de maior entendimento.

A ThyssenKrupp cede a infra-estrutura e lhes dá um bônus para participação em cursos externos”, explica. Segundo Bamberg, um curso, por exemplo, que contemple 25 pessoas, pode custar R$ 2 mil. “Os cursos mais procurados são os de informática”, conta. Reuniões semanais com a presidência e gerentes, a visita quinzenal de palhaços no chão de fábrica para a divulgação das informações da empresa e a celebração dos aniversários de todos os funcionários também são destacados por Bamberg como o diferencial para o elevado índice de satisfação.

“Quando os alemães visitaram a nossa fábrica ficaram admirados com a simplicidade dos programas e seus elevados resultados”, diz. Motivação O gerenciamento de uma equipe composta por mais de dois mil funcionários, localizados em 54 unidades espalhadas pelo País, não assusta Dináurea Cheffins, vice-presidente de recursos humanos da rede hoteleira Atlantica Hotels International . “Cerca de 15% dos nossos acionistas são americanos e se surpreendem com a criatividade das nossas práticas de recursos humanos”, conta.

A gestão de pessoas da rede segue o princípio de que os funcionários têm de estar com a auto-estima elevada para atender bem aos hóspedes da rede. A executiva ressalta também que os funcionários têm acesso diário ao processo de desenvolvimento na empresa através da intranet. “Os executivos avaliam diretamente os balanços e alimentam o portal, que também integra as informações e metas de plano de carreira da empresa. Com isso, o funcionário se engaja para fazer carreira na empresa”, conta. Outra prática que despertou a atenção dos acionistas estrangeiros é o programa de remuneração motivacional.

“Se as nossas unidades atingem os 100% de ocupação diária, todos funcionários recebem R$ 10,00, que são entregues pessoalmente por seus superiores, que os elogiam pelos bons resultados da rede”, conta.

Qualidade de vida O gerente de recursos humanos da Microsoft Brasil , Rafael Visconti, conta que o vice-presidente mundial de recursos humanos da empresa esteve recentemente no Brasil e mostrou interesse na difusão do programa brasileiro de qualidade de vida desenvolvido no Brasil. “Em 2004, os nossos funcionários deram idéias de ações ligadas à qualidade de vida, lazer e saúde e desde então promovemos campeonatos esportivos, trouxemos as famílias dos funcionários para dentro da empresa e estimulamos o lazer através de convênios com cinemas e teatros”, comenta.

O executivo ressalta que essas ações parecem simples, mas por serem idealizadas pelos funcionários, elevaram o índice de engajamento da empresa em 11 pontos percentuais em 2005. A gestão da unidade da empresa no Brasil também inovou com um sistema de comitês.

“Os nossos funcionários elegem cerca de 45 colegas que atuam na frente do desenvolvimento de projetos de recursos humanos. este grupo recebe capacitação na área e realiza uma gestão de pessoas descentralizada”, diz. A executiva Rosa Bojlesen, diretora de recursos humanos da Cisco do Brasil , que conta hoje com cerca de 240 funcionários, também aposta na descentralização. “Priorizamos a educação continuada de nossos profissionais e estes também contam com todo um programa de tecnologia que permite a flexibilidade de atuação”, diz.

A gestão de recursos humanos da Cisco do Brasil é globalizada, mas segundo Bojlesen, o segredo do sucesso é a sua adequação à realidade brasileira. “Para integrar nossos funcionários, nós elaboramos um sistema que os permite uma flexibilidade de atuação. Ninguém tem mesa fixa na empresa, onde quer que o profissional sente, em qualquer unidade da empresa, ele poderá usar o mesmo ramal telefônico, afinal, somos uma empresa de tecnologia”, diz.

Quando questionada sobre a impessoalidade deste molde de gestão, a executiva ressalta que o profissional da Cisco pode integrar com diferentes pessoas e adquiri independência para atuar em todas as unidades da empresa. “Esta prática é um sucesso, pois além da agilidade, nossos funcionários contam com um plano amplo de carreira, podendo ter como meta a atuação em diferentes países. É neste tipo de ação que conquistamos o alto índice de engajamento”, conclui.


Fonte: DCI








Deu no Gazeta do Povo:Metade dos brasileiros nunca usou computador




Fonte:




Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo Escola de informática: só 16,6% da população tem computador em casa São Paulo (AG) Pesquisa divulgada ontem pelo Comitê Gestor de Internet do Brasil, em conjunto com o Instituto Ipsos-Opinion, mostra que 55% dos brasileiros nunca utilizaram um computador. Em relação ao uso da internet, a pesquisa mostra que 68% da população brasileira nunca acessou a rede e apenas 9,6% a utilizam diariamente.


No caso das empresas, a relação é inversa: 98,76% usaram computadores nos últimos 12 meses e 96,29% tiveram acesso à internet nesse mesmo período. A pesquisa de domicílios conta com uma amostra de 8.540 famílias, e a de empresas, 2.030 entrevistas. Todas as companhias tinham mais de dez funcionários.

A pesquisa ainda mostra que a maior barreira para a compra de computador e acesso à internet é a renda. “Ela mostra que 35% da população não responderão a políticas de preços e subsídios de computadores. São pessoas com renda familiar mensal de até R$ 500 e precisam de alternativas de acesso, como telecentros”, afirma Rogério Santanna, conselheiro do Comitê Gestor de Internet (CGI.br).

De acordo com ele, isso não invalida propostas como a do “PC Conectado”, programa do governo federal que financia computadores de até R$ 1,4 mil em até 24 meses. Entre as pessoas entrevistadas, 40% aceitariam pagar até R$ 1,5 mil por um computador.

Contraste

Apesar da maioria da população nunca ter acessado a internet, o Brasil é líder mundial em tempo de navegação. Em outubro, o brasileiro que tem acesso à rede em casa passou, em média, 18 horas e 42 minutos navegando. O dado divulgado ontem pelo Ibope/NetRatings mostra que o internauta brasileiro passa mais tempo navegando por sites que americanos e japoneses. Pelos cálculos do instituto, no Brasil, existem 11,7 milhões de internautas.

Essas pessoas em geral pertencem às classes A e B. A pesquisa do Comitê Gestor de Internet mostra que 88,7% dos domicílios da classe A têm computador. Na classe B, o índice é de 55,5%; na classe C, 16,1%; e nas classes D e E, 2%. “Os dados comprovam que a posse de computador e o acesso à internet estão relacionados com a renda e a educação”, afirma Santanna.

Pela pesquisa, pelo menos 30% da população brasileira usou um computador nos últimos três meses e 24% usaram a internet no mesmo período. Pelo menos 13,8% dos brasileiros usam computador todos os dias e 9,6% acessam a internet diariamente. “Ainda não comparamos os resultados do Brasil com o de outros países, mas posso afirmar que, na classe A, os índices de uso de internet e posse de computadores são semelhantes aos de países como a Finlândia.”


Fonte: Gazeta do Povo








''Traidores'' ameaçam programa brasileiro de apoio ao software livre, diz Stallman




Fonte:




Por Lana Cristina e Spensy Pimentel - Agência Brasil

Brasília - "Traidores" podem estar pondo a perder o programa brasileiro de adoção do software livre pelo governo federal, afirma Richard Stallman, uma das principais lideranças do movimento pelo software livre no mundo. Stallman fez as afirmações em entrevista à Agência Brasil, em Túnis, capital da Tunísia, na semana passada.


Há dois anos, em outra entrevista à ABr, Stallman elogiara o Brasil por transformar a adoção do software livre em política de governo.

"Sei de ministros brasileiros responsáveis pela migração para o software livre que cancelaram projetos em andamento", disse Stallman. "Um ministro se vender para uma empresa como a Microsoft é como se vender para outro país, é traição", completou ele, que recebeu prêmio na semana passada das mãos do ministro da Cultura, Gilberto Gil, representante oficial do governo brasileiro na Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação.

A americana Microsoft é uma das principais empresas do mundo no ramo de software, mas adota o modelo de negócios chamado "proprietário", vendendo "licenças de uso" de seus programas para os usuários e qualificando o ato de copiar o programa sem sua autorização como "pirataria".

Os softwares livres são programas de computador cuja utilização, reprodução e compartilhamento são livres e gratuitos. Segundo Stallman, que é especialista em programação de computadores e um dos criadores da Fundação Software Livre (em inglês, Free Software Foundation), o projeto do governo brasileiro de passar a substituir os softwares proprietários por similares livres em seus computadors começou bem no início do governo, mas agora enfrenta problemas.

Para Stallman, a adoção do programa não-proprietário é uma forma de promover a inclusão digital. "Os governos deveriam adotar o software livre, é como encorajar a sociedade a buscar liberdade", afirmou o programador, que, nos anos 80, criou o sistema GNU, mais tarde utilizado como base para criação do Linux, considerado hoje o mais difundido conjunto de programas livres para computadores pessoais no mundo.

Noticia relacionada:

Cortes orçamentários e inexperiência explicam atraso do governo com software livre, diz especialista


Fonte: Agência Brasil








“Software Livre é um grito de liberdade”, diz Requião




Fonte:




Conferência sobre programas de computador de código aberto reúne usuários e desenvolvedores de vários paises. “Um grito das nações contra a visão estreita daqueles que querem nos transformar num mercado subordinado aos seus interesses”.


Foi dessa forma que o governador Roberto Requião definiu a Conferência Latino-Americana de Software Livre, a Latinoware Mercosul, que iniciou na manhã deste sábado, 26, em Curitiba. Em defesa dos interesses nacionais, Requião comparou que enquanto o mercado visa somente o lucro, a Nação tem história, território e civilização. “Na Nação não somos somente consumidores, somos cidadãos”, destacou o governador. Ele citou o exemplo da Previdência Social que sob o aspecto de Nação é um pacto entre o governo e a cidadania, “enquanto sob a ótica do mercado a Previdência é apenas um cálculo atuarial”.

Promovida pelo Governo do Estado, através da Companhia de Informática do Paraná (Celepar) e Secretaria de Assuntos Estratégicos, a Latinoware Mercosul reúne em Curitiba cerca de 1300 usuários e desenvolvedores de vários países. Quase todos os estados brasileiros estão representados na Conferência. Do Paraná, são mais de uma centena de municípios participantes.

O principal destaque do primeiro dia da Conferência foi a palestra do norte-americano Nathan Wilson, líder do projeto de migração para software livre do estúdio cinematográfico DreamWorks, produtora de filmes de desenhos infantis, entre eles Shrek e Madagascar. O evento prossegue até o final da tarde de domingo no Centro Politécnico da Universidades Federal do Paraná (Jardim das Américas), com mais de uma centena de palestras, mini-cursos, encontros de comunidades ligadas aos programas de computador de código aberto e mesas especiais sobre tecnologia de informação. No final da tarde de hoje, a mesa “Software Livre: uma questão de liberdade” reunirá, entre outros debatedores, os secretários da Educação e de Assuntos Estratégicos do Paraná, Maurício Requião e Nizan Pereira, respectivamente, e o presidente da Celepar Marcos Mazoni. No domingo, às 11h30, acontecerá o Encontro Ibero-Americano para o Conhecimento Livre com a participação de representantes do Brasil, Venezuela, Argentina, Uruguai e Espanha. Outras duas palestras de destaque no domingo: sistema operacional Linux, com o diretor-executivo da Fundação Gnome (interface gráfica para desktops), Timothy Ney, às 13h30, e a do presidente da Linux Internacional, Jon “Maddog” Hall, que encerrará o evento abordando o desenvolvimento do software livre no Brasil, às 17h15.


Fonte: Latinoware








Software livre está mudando conceitos tecnológicos, diz presidente da Celepar




Fonte:




mais de uma centena de palestras, encontros de comunidades, mesas redondas e minicursos movimentam Conferência Latino-Americana de Software Livre.

“O software livre está mudando os conceitos no mundo da tecnologia da informação”. A afirmação do presidente da Companhia de Informática do Paraná (celepar), Marcos Mazoni, reflete o que está acontecendo na Conferência Latino-Americana de Software Livre, a Latinoware Mercosul,


que acontece neste final de semana em Curitiba. Cerca de 1300 participantes de várias regiões do Paraná, de outros estados e de vários países do Continente,

estão espalhados pelas salas do Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná, no Jardim das Amércias, em mais de uma centena de palestras, minicursos e mesas de debates sobre o uso e desenvolvimento dos programas de computador de código aberto, definidos por Mazoni como uma “forma ambiental de se entender a tecnologia da informação”.

Ao falar sobre a importância desse tipo de tecnologia nos programas de inclusão digitital do Governo do Estado, o secretário de Assuntos Estratégicos do Paraná, Nizan Pereira, citou o exemplo do município de Ortigueira (região dos Campos Gerais), onde foi instalado o primeiro telecentro por ser o município com menor índice de desenvolvimento humano do Estado. “Hoje o usuário do telecentro têm a oportunidade de compartilhar conhecimentos, fazer pesquisas, participar de cursos de informática e de lazer”. A opção pelo software livre, segundo Nizan Pereira, possibilitou o investimento de mais de U$ 180 milhões que antes eram utilizados no pagamento de softwares proprietários para o desenvolvimento em tecnologia e em outros programas de governo. Durante o evento, o presidente da ItaipuBinacional, Jorge Samek assumiu o compromisso de fazer a migração de todos os sistemas da hidrelétrica para software livre. Da mesma forma, a vice-presidente de Tecnologia da Caixa Econômica Federal, Clarice Copetti destacou o apoio daquela instituição aos projetos de tecnologia de informação em código aberto, afirmando que o espírito de colaboração está na raiz das ações da CEF.


Fonte: Companhia de Informática do Paraná-CELEPAR








Como instalar suporte à vídeos MPG e WMV no SUSE Linux 10.0




Fonte : noticiaslinux.com.br





Cena: você acaba de instalar o SUSE Linux 10.0 em seu computador, tudo bonito, tudo rápido, tudo uma maravilha! Então, feliz, resolve desfrutar dos recursos multimídia do sistema. Uns cliques aqui, outros ali, e a surpresa desagradável: não há suporte para MPG, WMV e seus derivados, graças à palhaçada das patentes de software.

O que fazer agora? É aí que entra este tutorial na história...

Tutorial completo: http://www.linuxzap.com/module[...]thread&order=0&thold=0

Postada por: Renan <ararafat[at]gmail.com>









Dados estatísticos do CódigoLivre




Fonte : noticiaslinux.com.br





Cena: você acaba de instalar o SUSE Linux 10.0 em seu computador, tudo bonito, tudo rápido, tudo uma maravilha! Então, feliz, resolve desfrutar dos recursos multimídia do sistema. Uns cliques aqui, outros ali, e a surpresa desagradável: não há suporte para MPG, WMV e seus derivados, graças à palhaçada das patentes de software.

O que fazer agora? É aí que entra este tutorial na história...

Tutorial completo: http://www.linuxzap.com/module[...]thread&order=0&thold=0

Postada por: Renan <ararafat[at]gmail.com>









RFD Route Floppy Disk




Fonte : noticiaslinux.com.br





A mini-distro RFD Route Floppy Disk lanca sua primeira versão funcional com interface de criação do disquete a partir do Linux, o RFD possui suporte a compartilhamento de conexoes ADSL, DHCP e IP FIXO, servidor DHCP para redes internas e servidor telnet para acesso remoto, atualmente foi testado em internet DHCP e funcionando com excelente resultado, peco a colaboracao da comunidade do SL que testem o projeto em conexoes ADSL e IP FIXO pois nao tive a possibilidade de testar.

Projeto no Codigolivre (arquivos para download)
http://codigolivre.org.br/projects/rfd/

Pagina OFICIAL (ainda em construção)
http://rfd.no-ip.info

Postada por: Rafael Leandro Breviglieri <pistosbo[arroba]hotmail.com>










Formatando em diversos formatos com mkfs




Fonte : noticiaslinux.com.br





Uma dica rápida e muito útil mostrando como formatar partições no Linux. Muitas pessoas que utilizam o Linux, não sabem como formatar uma partição ou mesmo um disquete, essa dica mostra como é simples fazer.

http://www.linuxhard.org/publi[...]r=publicacao&id_texto=1736

Postada por: Tales A. Mendonça <tales[arroba]linuxhard.org>










Namorando o Linux




Fonte : noticiaslinux.com.br




Paulo Rebêlo publicou outro artigo sobre Linux no site Webinsider, agora ele fala sobre OpenOffice, EasyOffice, KOffice e StarOffice como alternativa ao Microsoft Office.

Para ler acesse: http://webinsider.uol.com.br/vernoticia.php/id/2636









Modem ADSL SpeedTouch 510 v5 com Speedy no Linux




Fonte : noticiaslinux.com.br





Alguns provedores do Speedy enviam o modem "gratuitamente" em período de promoção, quando você os assina, e o modem SpeedTouch 510 v5 é um dos mais utilizados. Ao contrário do que diz a própria Telefônica (Speedy), e à favor do que a própria fabricante do modem diz, é possível sim utilizar a internet banda larga ADSL Speedy no Linux.

Este tutorial ensina de forma clara e rápida, com passo-à-passo ilustrado, como utilizar o modem ADSL SpeedTouch 510 v5 para conexão com o Speedy.

As instruções contidas neste tutorial foram testadas no SUSE Linux 10.0.

Artigo completo: http://www.linuxzap.com/module[...]tent&pa=showpage&pid=5

Postada por: Renan >ararafat.NOSPAM@gmail.com<









Modem ADSL SpeedTouch 510 v5 com Speedy no Linux




Fonte : noticiaslinux.com.br





Alguns provedores do Speedy enviam o modem "gratuitamente" em período de promoção, quando você os assina, e o modem SpeedTouch 510 v5 é um dos mais utilizados. Ao contrário do que diz a própria Telefônica (Speedy), e à favor do que a própria fabricante do modem diz, é possível sim utilizar a internet banda larga ADSL Speedy no Linux.

Este tutorial ensina de forma clara e rápida, com passo-à-passo ilustrado, como utilizar o modem ADSL SpeedTouch 510 v5 para conexão com o Speedy.

As instruções contidas neste tutorial foram testadas no SUSE Linux 10.0.

Artigo completo: http://www.linuxzap.com/module[...]tent&pa=showpage&pid=5

Postada por: Renan >ararafat.NOSPAM@gmail.com<









Bentux Linux 1.0 já está disponível




Fonte : noticiaslinux.com.br




A distribuição Bentux Linux 1.0 já está disponível para download em: http://www.bentux.net. Esta distribuição gaúcha é voltada para usuários iniciantes e para usuários que querem migrar do Windows para o Linux mas querem fazer de forma mais agradável possível. Possui uma interface muito amigável e as atualizações de sistema são realizadas no painel de controle de forma fácil e rapida.

Vale a pena conferir esta distribuição.

Mais na fonte:
http://www.bentux.net

Postada por: Marcelo Bento >marcelo.bento em brturbo.com.br<










terça-feira, novembro 22, 2005

Faça um Tour pelo aMSN 0.95b




Fonte : noticiaslinux.com.br




O aMSN está incrível! Ele é um cliente livre para acesso a rede do MSN Messenger e possui recursos que o substituem quase que na íntegra. A principal barreira no processo de migração e inserção de usuários no ambiente Linux é a familiarização entre o usuário e o software. Um usuário comum quer acessar a Internet, navegar, ver seus e-mails, escutar música e também bater papo, sem que isso tenha que ser difícil. Existem várias opções de mensageiros disponíveis, porém nenhuma delas possuía os recursos que pudessem integrar um típico usuário do Desktop Windows a um ambiente livre baseado em Linux, e que pudesse se aproveitar dos recursos mais legais do MSN Messenger como video conferência, emoticons, winks animados, avisos(aquele recurso de chamar atenção), desenho, entre outros. Com o aMSN isso agora é possível.

Veja, ouça e compartilhe tudo de forma instantânea.

Apresentando o novo aMSN Messenger para Linux.

Suas principais características são:

1) Recurso conversa com vídeo.

2) Recurso conversa com áudio.

3) Recurso desenho com mensagens.

4) Winks animados e emoticons de opiniões.

5) Chame a atenção de seus contatos.

6) Troca de arquivos e fotos.

Veja algumas screenhots:
http://famelix.codigolivre.org.br/artigos/amsn/

O novo aMSN suporta video conferência; basta você estar com sua câmera instalada e com o driver funcionando no Linux. Este recurso não requer nenhuma configuração dentro do aMSN, ele detectará sua câmera automaticamente de modo que você só precise iniciar sessão e usar. A conferência por voz está disponível mediante instalação de plugin externo e é totalmente funcional. Nesta nova versão também encontramos novos recursos como a visualização de winks animados, emoticons de opiniões personalizados, você pode chamar atenção de seus contatos e há também um plugin para desenho. O aMSN permite envio e recebimento de arquivos como por exemplo seus documentos e fotos.

Esta versão do aMSN está disponível através do repositório CVS dos desenvolvedores e precisa ser compilada, o que nem sempre é viável para usuários simples. Pensando nisso eu mesmo a compilei e gerei o respectivo arquivo de instalação em .deb e também no formato .rpm .

Observação: o aMSN requer a instalação das bibliotecas TCL8.4 e TK8.4.

Este é mais um grande passo alcançado pela comunidade e eu como desenvolvedor de Software Livre, me senti no dever de transmitir esta importante informação para que todos saibam e percebam, que a cada dia que passa vamos encontrar mais motivos para se usar Linux e menos razões para se manter preso ao mundo proprietário.
Download do aMSN 095.b e bibliotecas:

http://famelix.codigolivre.org.br/artigos/amsn/


Artigo escrito por Anderson Gesser desenvolvedor do Famelix GNU/Linux.

Postada por: Anderson Gesser <gesser(arroba)hostex.com.br>









Direções do Mono




Fonte : noticiaslinux.com.br




Traduzimos o documento escrito pelo fundador do Projeto Mono, Miguel de Icaza, que trata da evolução do Mono desde o lançamento da versão 1.0, o que podemos esperar para a versão 1.2 que está a caminho e os planos para a versão 2.0.

Link para o artigo: http://monodocbr.sl.org.br

Postada por: Tiago Paranhos Lima – MonoNoSaint <tiago AT psl-pr.softwarelivre.org>











Paris acelera adoção de software livre




Fonte : noticiaslinux.com.br




Segundo o site IDG Now, Paris está acelerando sua migração para software livre com a idéia de reduzir a dependência de fornecedores.

Leia mais no link:
http://idgnow.uol.com.br/AdPor[...]A8A6934A&ChannelID=2000006









Microsoft abrirá formatos do Office




Fonte : noticiaslinux.com.br




A Microsoft anunciou que irá oferecer os formatos de documentos do Word, Excel e PowerPoint como padrões abertos.

A empresa disse também que irá submeter seu formato Office Open XML (Extensible Markup Language) à International Standards Organization (ISO) para ser adotado como padrão internacional em tempo para o lançamento da próxima versão da suíte Office, de codinome Office 12.


Fonte: http://www.linuxworld.com.au/index.php/id;1846913025;fp;16;fpid;0









segunda-feira, novembro 21, 2005

Cientistas criam chip biológico




Fonte:



Trata-se do primeiro componente eletrônico da história com um microorganismo vivo em seu interior.


São Paulo - Cientistas da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, conseguiram criar com êxito aquele que parece ser o primeiro chip biológico. Ravi Saraf, um dos responsáveis pela equipa, explicou à revista "Nature" como todo o processo se desenrolou.

No processo de criação do inédito dispositivo, foi usado um chip de silicone de eletrodos de ouro. A este, foi adicionada uma ´cobertura´ formada por um tipo de bactéria, com o nome científico Bacillus cereus , comum em alguns alimentos,como grãos, cereais e vegetais.

“O mais incrível é que a bactéria mostrou ser bastante resistente e é capaz de sobreviver por largos períodos de tempo, mesmo em condições adversas. Sem nutrientes, consegue manter-se viva no interior do chip durante mais de um mês”, explicou Ravi Saraf, da equpe da Nebraska-Lincoln, à revista "Nature”.

Segundo Saraf, em futuro próximo será possível utilizar organismos vivos como fonte de energia para alimentar sistemas eletrônicos, como os sensores de umidade.


João Magalhães






Cientistas criam chip biológico




Fonte:



Trata-se do primeiro componente eletrônico da história com um microorganismo vivo em seu interior.


São Paulo - Cientistas da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, conseguiram criar com êxito aquele que parece ser o primeiro chip biológico. Ravi Saraf, um dos responsáveis pela equipa, explicou à revista "Nature" como todo o processo se desenrolou.

No processo de criação do inédito dispositivo, foi usado um chip de silicone de eletrodos de ouro. A este, foi adicionada uma ´cobertura´ formada por um tipo de bactéria, com o nome científico Bacillus cereus , comum em alguns alimentos,como grãos, cereais e vegetais.

“O mais incrível é que a bactéria mostrou ser bastante resistente e é capaz de sobreviver por largos períodos de tempo, mesmo em condições adversas. Sem nutrientes, consegue manter-se viva no interior do chip durante mais de um mês”, explicou Ravi Saraf, da equpe da Nebraska-Lincoln, à revista "Nature”.

Segundo Saraf, em futuro próximo será possível utilizar organismos vivos como fonte de energia para alimentar sistemas eletrônicos, como os sensores de umidade.


João Magalhães






Cientistas criam chip biológico




Fonte:



Trata-se do primeiro componente eletrônico da história com um microorganismo vivo em seu interior.


São Paulo - Cientistas da Universidade de Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, conseguiram criar com êxito aquele que parece ser o primeiro chip biológico. Ravi Saraf, um dos responsáveis pela equipa, explicou à revista "Nature" como todo o processo se desenrolou.

No processo de criação do inédito dispositivo, foi usado um chip de silicone de eletrodos de ouro. A este, foi adicionada uma ´cobertura´ formada por um tipo de bactéria, com o nome científico Bacillus cereus , comum em alguns alimentos,como grãos, cereais e vegetais.

“O mais incrível é que a bactéria mostrou ser bastante resistente e é capaz de sobreviver por largos períodos de tempo, mesmo em condições adversas. Sem nutrientes, consegue manter-se viva no interior do chip durante mais de um mês”, explicou Ravi Saraf, da equpe da Nebraska-Lincoln, à revista "Nature”.

Segundo Saraf, em futuro próximo será possível utilizar organismos vivos como fonte de energia para alimentar sistemas eletrônicos, como os sensores de umidade.


João Magalhães






sexta-feira, novembro 18, 2005

Google estréia estatística de sites




Fonte:



O Google Analytics diz de onde vêm os visitantes de um site, que links e páginas são mais vistas por eles e o tempo em que permanecem em cada uma delas.

São Paulo - Seu site tem mais de milhões de visitantes por mês? Se sim, você pode ter acesso grátis a um novo serviço oferecido pelo Google. Trata-se do Analytics, que diz de onde vêm seus fãs, que links e páginas são mais vistas por eles e o tempo em que permanecem em cada uma delas.

O Analytics baseia-se em tecnologia desenvolvida pela Urchin, empresa de San Diego, na Califórnia, adquirida pelo sistema de buscas. Antes, para usar a ferramenta era preciso pagar US$ 500. Sob o comando do Google ela pode ser experimentada gratuitamente.

Paul Muret, fundador da Urchin, diz que o Analytics será integrado ao AdWords, o que permitirá aos anunciantes calcular quanto pagam por cliques em suas propagandas e qual é o seu retorno. O recurso serve também para rastrear e-mails e uso de banners.

O Analytics promete ser forte concorrente de produtos similares, como Web Trends, Web Side Story e ao AdCenter, da Microsoft, que está em fase destes em Cingapura e na França.

João Magalhães








Gates admite que concorrência "desestabiliza" MS




Fonte:




Bill Gates, co-fundador da Microsoft, reconheceu em um documento interno enviado a um grupo de altos executivos que a empresa atravessa um momento delicado devido à boa fase de seus concorrentes diretos, como o Google.

"Esta próxima onda de serviços será muito desestabilizadora", disse Gates num e-mail enviado no fim de outubro a um grupo de executivos da empresa que começou a circular esta semana entre a imprensa especializada. "Temos concorrentes que aproveitarão a oportunidade para nos desafiar", disse o co-fundador da empresa.

Em seu documento, Gates fez menção a uma carta anterior de Ray Ozzie, diretor de serviços para Internet da companhia, que falou aos funcionários sobre a importância de aumentar os lucros oriundos da publicidade online.

Ozzie elaborou uma lista de oportunidades perdidas por causa da pressão de rivais como o Google, o serviço de telefonia pela internet Skype ou a Adobe. "Está claro que se falhamos (em aproveitar a publicidade online), nosso negócio corre riscos. Devemos responder rápida e decisivamente", apontou Ozzie.

Em setembro, a Microsoft anunciou uma grande reorganização da multinacional em três unidades, colocando Ozzie à frente da divisão dos serviços para Internet.

Na semana passada, a companhia anunciou os primeiros frutos deste esforço: o Windows Live e o Office Live.

Os documentos, enviados no final de outubro, ressaltam a importância para a companhia de concentrar-se em aplicativos para a rede.

Em seu e-mail, Ozzie se refere ao Google como o competidor mais temível para a Microsoft, mas também menciona o Yahoo e a Apple Computer.



Agência EFE






Google lança novo serviço de classificados




Fonte:




SAN FRANCISCO, EUA - O site de buscas Google lançou hoje em caráter experimental um novo serviço que permite aos usuários publicar anúncios classificados online e que poderia ser a primeira etapa de um portal eletrônico de leilões como o eBay.

O serviço, chamado "Google Base" (http://base.google.com), permite ao internauta compartilhar dados como receitas culinárias, oferecer produtos como carros de segunda mão ou fazer propaganda.

Tais serviços não são muito diferentes dos já oferecidos pelo popular Craigslist (http://www.craigslist.org).

Os planos do Google foram descobertos no final de outubro e, desde então, os meios especializados estiveram projetando as características do novo serviço.

Combinado com "Froogle", a ferramenta que permite buscar as melhores ofertas na web, o "Google Base" poderia representar um concorrente direto para empresas como os gigantes Amazon ou eBay.

O serviço permite aos usuários colocar todo tipo de informação e imagens que depois podem ser buscadas por meio do "Google Base" e, dependendo de sua relevância, do "Google Search", do "Froogle" e do "Google Local", segundo informou a companhia.

"Se tens informação que gostaria de compartilhar com outros, mas não tem certeza de como fazer isso, o Google Base é para ti", comenta a empresa na internet.

"Não pretendemos prejudicar os concorrentes, pois não estamos voltados para o comércio local", disse Salgar Kamanger, um dos vice-presidentes da empresa ao site News.com.

Desde que passou a cotar ações em Bolsa, há cerca de um ano, o Google não parou de surpreender com várias novidades, que vão de contas de e-mail a mapas feitos via satélite.



Agência EFE






Google News ganha versão brasileira




Fonte:



SÃO PAULO – O Google anunciou a versão brasileira de seu serviço de notícias Google News, que usa mecanismos do buscador para criar –sem intervenção humana- publicações jornalísticas, atualizadas a cada 15 minutos.

O serviço gera suas páginas a partir de 200 diferentes publicações em português, brasileiras e estrangeiras. A definição das manchetes acontece por critérios de relevância semelhantes às usadas no buscador. Os temas ficam mais importantes à medida que mais aparecem nas diferentes fontes.

A empresa garante que o serviço não se fia a nenhuma orientação política ou ideológica. “Com o Google News, pode-se fazer uma busca em fontes de informação sobre qualquer assunto de vários pontos de vista”, explica Alexandre Hohagen, diretor-geral do Google Brasil.

Além de sua primeira página, que simula a de um jornal, o Google News Brasil possui as “editorias” Brasil, Internacional, Negócios, Ciência/Tecnologia, Esportes, Entretenimento e Saúde. Em cada uma delas, há uma segmentação do conteúdo seguindo os mesmos critérios de relevância. O usuário pode ainda reorganizar a disposição das seções noticiosas na primeira página do serviço.

O Google News Brasil não replica as páginas das notícias em si. Assim como no buscador, ao clicar em qualquer link, o usuário é remetido à página original da fonte.

O serviço é integrado ao Google Alertas, um serviço da empresa que envia automaticamente por e-mail notícias que satisfaçam um critério pré-definido pelo usuário.

Lançado em setembro de 2002, o Google News já possui 23 edições localizadas. As versões brasileiras do produto e do Alertas ainda estão em beta (fase de testes).

Escritório brasileiro

No mesmo dia em que anunciou o Google News Brasil, a empresa oficializou sua operação no país, cinco meses após a abertura do escritório, e com negócios já em andamento.

O dia também foi marcado pelo rompimento do patamar de US$ 400 por cada ação do Google negociada na Nasdaq. Isso representa um incremento de 370% sobre os US$ 85 do IPO (oferta pública inicial de ações), que aconteceu em agosto de 2004.

Às 15h38 (em Brasília), a ação do Google estava cotada a US$ 402,16. O valor de mercado da empresa chega a US$ 112 bilhões, configurando a maior empresa de mídia do mundo, superando a Time Warner. O valor do Google já passou também grandes nomes da indústria de informática, como Dell, HP e Cisco Systems.

Veja também:

# Google News Brasil

# Google Alertas



Paulo Silvestre, do Plantão INFO






Negroponte mostra laptop de US$ 100 funcionando




Fonte:



SÃO PAULO - O diretor do Media Lab do MIT (Massachusetts Institute of Technology), Nicholas Negroponte, mostrou nesta quarta-feira o primeiro protótipo realmente funcional do laptop de US$ 100.

A apresentação aconteceu no primeiro dia da Cúpula Mundial da Sociedade da Informação, que acontece em Tunis (Tunísia). Foi o evento mais concorrido do dia.

A proposta do diretor do Media Lab é entregar o computador para crianças de baixa renda para propósitos educacionais. O projeto de inclusão digital precisa ser financiado pelos governos, para distribuição gratuita às crianças em escolas. O computador não estará à venda.

"Crianças são o mais importante recurso natural de qualquer país. Educar essas crianças está na raiz da solução de nossos problemas maiores e mais complexos", disse Negroponte.

Para o diretor do Media Lab, o acesso aos recursos tecnológicos é essencial para uma educação de qualidade. "A melhor educação talvez não venha de uma sala de aula tradicional, mas sim de interação e exploração independente", concluiu.

O secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, estava presente na apresentação e girou a manivela do laptop para demonstrar o funcionamento do equipamento. Ela serve para alimentar o computador em locais onde não exista energia elétrica ou pilhas.

O laptop possui processador de 500MHz, uma tela de cristal líquido de baixo consumo e dimensões reduzidas. Seu revestimento emborrachado deve resistir a quedas e condições adversas de uso.

O sistema operacional escolhido é o Linux. As aplicações também serão baseadas em software livre e traduzidas para o idioma falado em cada país.

Negroponte quer lançar o produto em seis mercados, incluindo o Brasil, entre fevereiro e março de 2006. Mas a expectativa é de que os primeiros equipamentos sejam entregues apenas entre o final de 2006 e o início de 2007.

Segundo Negroponte, o Brasil e a Tailândia são os países que demonstram maior interesse no projeto até agora. Egito e Nigéria também estudam a proposta.

Para entrar no programa, o respectivo governo deve fazer uma compra mínima de 1 milhão de unidades. Negroponte pretende produzir de 100 milhões a 150 milhões de laptops por ano, nos próximos anos.

Ele afirmou ainda que já conseguiu um fabricante disposto a produzir o equipamento por US$ 110. Segundo ele, o custo deve cair ainda mais à medida que o projeto ganhe escala.

Debate na USP

Enquanto isso, no Brasil, a Escola Politécnica da USP está organizando um debate sobre o mesmo projeto. O evento acontece no dia 25 de novembro, a partir das 14h.

Já é o segundo encontro sobre o tema organizado pela Poli. O primeiro aconteceu no dia 4 de novembro.

O objetivo, segundo os organizadores, é levantar e discutir os principais desafios, riscos e oportunidades para a educação básica sobre a proposta de introduzir computadores portáteis de baixo custo nas escolas públicas brasileiras.

O debate é aberto ao público em geral e a entrada é gratuita. Ele acontecerá no auditório Professor Francisco Romeu Landi, no prédio da administração da Escola Politécnica (avenida Professor Luciano Gualberto, travessa 3, nº 380 - Cidade Universitária).

Leia mais:

# Site oficial do laptop de US$ 100.



Paulo Silvestre, do Plantão INFO






Deu na Radiobrás: Modelo Brasileiro de gestão da internet pode ser parâmetro mundial, diz Mario Teza




Fonte:




Brasília – A segunda fase da Cúpula Mundial da Sociedade da Informação que começou hoje (16), em Túnis, na capital da Tunísia, deverá discutir o modelo brasileiro de gestão da internet como exemplo para o controle mundial da rede, disse o representante da sociedade civil do Comitê Gestor da Internet no Brasil, Mário Teza.


Atualmente, uma instituição privada sem fins lucrativos, a Corporação para Atribuição de Nomes e Números na Internet (Icann, pela sigla em inglês), administra, em última instância, todos os endereços de páginas eletrônicas do mundo. A empresa tem sede na Califórnia, nos Estados Unidos, e o governo dos EUA pode influir nas decisões do órgão. "O governo americano pode tirar o Brasil do ar. Pode vetar o que quiser. Não tem acontecido, porque seria uma crise mundial muito grande", afirmou Teza.

"O que foi aprovado pelo grupo de trabalho, responsável por traçar um modelo de gestão para a internet, é que, a partir de agora, no mundo inteiro, ela deve ser coordenada a partir do modelo brasileiro, com representação de governos, da sociedade civil, do meio empresarial, do terceiro setor, de movimentos sociais e instituições de pesquisa. Este é o modelo que tem sido implementado no Brasil e, agora, com essa discussão (em Túnis), há a possibilidade de ser implementado em termos internacionais", explicou.

Teza acredita que a decisão será homologada pelo plenário da Cúpula e destaca que a participação de toda a sociedade, como se faz hoje no Brasil, é o meio mais adequado para se tratar da questão. "A governança não pode ser apenas de governos, tendo em vista que em muitas partes do mundo se vive ainda em ditaduras", afirmou.

Segundo ele, o primeiro passo seria a criação do Fórum de Governança da Internet, o que depende de aprovação em plenário na Cúpula Mundial da Sociedade da Informação. O Fórum trabalharia inicialmente com grandes questões referentes aos crimes eletrônicos, ao uso indevido da internet, aos spams (considerados lixos eletrônicos), além da inclusão digital e como se deve atribuir o endereçamento na internet. Esse ponto, no entanto, é o mais delicado, diz Teza.

Para o membro do comitê gestor brasileiro, o fórum internacional pode ter problemas na sua implementação por se dar no âmbito da Organização das Nações Unidas (ONU). "Sabemos que, dentro da ONU, há interesses muito diferentes entre os países. Mesmo na hierarquia da organização, que tem interesses particulares em relação às nações. A nossa preocupação é não ficarmos no controle restrito do governo americano, por um lado, e, por outro, não cairmos na burocracia da organização. Temos que tentar colocar em prática o modelo brasileiro, que é o modelo mais democrático hoje no mundo", afirmou.


Fonte: Radio Bras








1º Linux Day - Portalcon Software Livre




Fonte : noticiaslinux.com.br




O Linux Day Portalcon é um evento anual, organizado pela Portalcon Software Livre. Em 2005, o evento ocorrerá no dia 26 de Novembro de 2005, das 9:00 as 16:00h.
No evento serão apresentadas palestras, mostrando a grande evolução do software livre, bem como análises das tendências projetadas para os próximos anos. Os tópicos de interesse do evento são:

- Filosofia de software livre;
- Software livre nas empresas;
- Grupos de usuários;
- Software livre na educação;
- Segurança;
- Migração para software livre;

Também teremos um "install fest" diferenciado, onde profissionais altamente capacitados estarão a disposição para a instalação de um sistema operacional livre, como GNU/Linux e FreeBSD. Outro diferencial no install fest, é que, ele contará com a instalação de aplicativos individuais.

Seu principal objetivo é a promoção do uso e desenvolvimento de software livre como uma alternativa econômica e tecnológica, visando a liberdade de conhecimento através do software livre e de código aberto, compartilhando espaços de diálogo e experiência, na perspectiva de garantir a igualdade real de oportunidade.

Investimos no conhecimento, a fim de demonstrar o uso do software livre de um forma geral, mostrando seu uso crescente como alternativa tecnológica viável, com custos efetivamente menores do que os ofertados tradicionalmente pelas soluções proprietárias.

O site para maiores informações: http://www.portalcon.com.br/linuxday

O email para maiores informações: juliane@portalcon.com.br









Maratona Mono Brasil em Floripa




Fonte : noticiaslinux.com.br



Nos dias 1 e 2 de Dezembro acontecerá o Terceiro Congresso Catarinense de Software Livre. O Mono Brasil terá uma manhã toda de palestras, devido a grande quantidades de temas e palestras desenvolvidos pela Equipe do Mono Basic de Curitiba estamos propondo uma maratona de palestras.

A idéia e apresentar o maior número de temas em palestras com assuntos condensados formando uma Maratona de palestras.

Maratona de Palestras Mono brasil
# 09:00-09:30 - Projeto Mono Brasil 2005, Levando o Software Livre onde jamais esteve!!!
# 09:30-10:00 - Projeto MonoBASIC : A Fronteira Final
# 10:00-10:30 - Mono: Quebrando as Barreiras da Linguagem JAVA
# 10:30-11:00 - Mono estrelando em: Memórias Póstumas da Linguagem SQL
# 11:00-11:30 - Rodando Asp.Net no Linux
# 11:30-12:00 - Mono: Assembly.NET para leigos ou Boo - Uma linguagem amigável aos pulsos

http://monobrasil.softwarelivre.org

Postada por: Alessandro Binhara >binhara@NOSPAM.psl-pr.softwarelivre.org<







Miguel de Icaza fala do Mono em seu blog




Fonte : noticiaslinux.com.br



No blog de Miguel de Icaza, no endereço a seguir, ele repassa o status do Mono em 2005.

Confira: http://tirania.org/blog/archive/2005/Nov-17.html







Participe de Pesquisa e ganhe livros de Linux




Fonte : noticiaslinux.com.br



Participe da pesquisa e concorra a um livro Sistemas Distribuídos: desenvolvendo aplicações de alta performance no Linux!

Queremos conhecer os usuários de Linux no Brasil. Responda nossa pesquisa e concorra a um livro "Sistemas distribuídos: desenvolvendo aplicações de alta performance no Linux". Serão três contemplados e o resultado será no dia 30/11/2005.

http://www.certificacaolinux.com.br/visualizar.asp?PAG=pesquisa

Postada por: Uirá Ribeiro >uiraribeiro AT terra.com.br<







Brasil como modelo de gestão da Internet




Fonte : noticiaslinux.com.br



Não é novidade que o Comite Gestor da Internet no Brasil é um exemplo para o mundo e agora, segundo o site Terra Tecnologia, o modelo de gestão da internet brasileiro será tema de discussão na Tunísia.

Saiba mais na url:
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI757134-EI4802,00.html







Microsoft estudando a possibilidade de tornar seus softwares gratuitos




Fonte : noticiaslinux.com.br



Segundo o site Terra Tecnologia a Microsoft está estudando a possibilidade de distribuir gratuitamente alguns dos seus softwares, incluindo o Windows. A idéia é gerar receita com publicidade.

Veja: http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI755897-EI4801,00.html







Algumas extensões para o Firefox




Fonte : noticiaslinux.com.br



Veja no endereço abaixo algumas extensões interessantes para o Firefox que podem facilitar sua vida:

http://plentz.org/2005/11/15/firefox-utils/








quinta-feira, novembro 17, 2005

OpenSolaris e ZFS




Fonte : noticiaslinux.com.br



A Sun acaba tornar pública a versão do OpenSolaris com suporte a ZFS, o novo sistema de arquivos da Sun. Na página do OpenSolaris há uma demonstração em flash sobre algumas das capacidades do ZFS. Também pode ser encontrada uma apresentação sobre ZFS em PDF no mesmo endereço.

Eu me impressionei :)

Flash: http://www.opensolaris.org/os/community/zfs/demos/basics/
PDF: http://www.opensolaris.org/os/community/zfs/docs/zfs_last.pdf
ZFS: http://www.opensolaris.org/os/community/zfs/
Fonte: http://barrapunto.com/softlibre/05/11/16/1842216.shtml

Postada por: Eduardo Bacchi Kienetz >eduardo*_EM_*noticiaslinux.com.br<







Microsoft anuncia ERP "Live"




Fonte:



SÃO PAULO – A Microsoft anunciou que lançará uma ferramenta de ERP dentro de sua nova filosofia de produtos que prega que programas instalados no computador estarão intimamente ligados à internet, para ampliar seus recursos.

Microsoft Dynamics GP 9.0, até então conhecido como Microsoft Business Solution-Great Plains, deve ser lançado no dia 19 de dezembro. Segundo a empresa, seu código foi substancialmente modificado para incorporar mais de 170 melhorias.

As mais significativas delas justamente se referem à integração do produto com a Internet. Os desenvolvedores poderão personalizar o aplicativo valendo-se desse recurso, com módulos que se integram a mais de 160 serviços na Web já disponíveis.

O produto permite aos profissionais alterar suas áreas de trabalho para melhor se adaptar a suas necessidades individuais. Ele será liberado em duas fases. Na primeira, sua interface será alterada para que fique similar à do Office, uma iniciativa da empresa no sentido de promove uma padronização entre aplicativos. A segunda onda vem só em 2008, quando a Microsoft deve convergir várias aplicações de negócios para um código comum, unificando os produtos.

Leia também:

# Gates quer mudar MS segundo cartilha de Ray Ozzie

# Windows Live passa a suportar o Firefox

# Microsoft anuncia união inédita da web a programas



Paulo Silvestre, do Plantão INFO