O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


sexta-feira, novembro 24, 2006

Agentes de trânsito loiras com os seios desnudos “acalmam” o trânsito na capital da Dinamarca




Fonte:


22.11.2006




Uma campanha do Departamento de Trânsito da cidade de Copenhague, na Dinamarca, está causando controvérsias, na sua tentativa de, em vias de maior movimento de pedestres e locais perigosos, alertar os motoristas de que em toda a zona urbana a velocidade máxima permitida é de 50 km/h.

A emissora de televisão RFSF, do Canadá, realizou uma matéria de repercussão mundial. Mostra vias da cidade e, em destaque, bonitas loiras dinamarquesas sem blusa, levantando placas de alerta. Os seios, naturalmente, estão desnudos. Uma das jovens sinalizadoras aproveitou a oportunidade de estar sendo filmada, para balançar sua apreciável escultura. Veja, no final desta matéria, o link para assistir a íntegra da reportagem.

Na matéria televisiva - que começa entrevistando pessoas num restaurante - o chefe do Departamento de Trânsito da cidade, Bent Hanssen admite que "o método não é infalível". Ele conta que "no início funcionou como alerta mesmo, mas depois causou engarrafamentos porque os motoristas, obviamente, diminuiam demais a velocidade e até paravam para olhar as moças".



Para uma síntese - traduzida ao Português - das diversas falas da matéria, o Espaço Vital contou com os préstimos do tradutor público juramentado José Francisco Pedroso.



Depois que a experiência com as sinalizadoras de seios desnudos começou a ser implantada em Copenhague, ocorreram algumas reações adversas. Inclusive, uma ONG ingressou com uma ação judicial, ponderando que "a situação está deixando muitos meninos e adolescentes alvoroçados". A ação pediu uma antecipação de tutela judicial para que "o espalhafato seja suspenso".

O juiz da causa negou a liminar, após manifestar seu entendimento pessoal contrário à idéia concebida por marqueteiros dinamarqueses - embora admitindo que, com a repercussão obtida, os motoristas parece mesmo terem se conscientizado de que a velocidade máxima permitida em toda a cidade é de 50 km/h.

Jornalistas internacionais avaliam que a presença das agentes desnudas não chocou, como regra geral, a população dinamarquesa porque esta tem, de longa data, hábitos sexuais liberais.



REPORTAGEM DA REDE RFSF

VÍDEO: Veja em ação as agentes de trânsito com os seios desnudos



Saiba mais sobre a Dinamarca
  • A capital Copenhague foi fundada em 1167 e é, hoje, um encantador conglomerado do antigo e do moderno.

  • Localização: norte da Europa. Características: relevo baixo e plano; litoral recortado por pântanos, florestas e fiordes; numerosos lagos (Mos e Fie na Jutlândia, Arre, Fureso e Esron na ilha de Selândia, principais).

  • Cidades principais: Århus, Odense, Ålborg, Frederiksberg.

  • Um quinto da população do país vive em Copenhagagen. A Dinamarca tem uma população de 5,3 milhões de habitantes. A densidade populacional média é de 120 habitantes por Km².

  • A moeda é a coroa dinamarquesa (Danish krone / Kroner). Código internacional: DKK.

  • O país faz parte do Mecanismo de Taxas de Câmbio II (MTC II), o que significa que a coroa dinamarquesa está ligada ao euro, embora sem uma taxa de câmbio fixa. A Dinamarca, a Suécia e o Reino Unido são membros da União Européia, mas não participam na moeda única euro.

  • Religião: cristianismo 98,2% (luteranos), outras 1,8% (dados de 1993).

  • Chefe de Estado: Rainha Margrethe II (desde 1972).










terça-feira, novembro 21, 2006

Laptop de US$ 100 custará até 40% mais caro




Fonte:



SÃO PAULO – O diretor da organização OLPC (Um laptop por criança, na sigla em inglês), Walter Bender, afirmou que os laptops produzidos ao longo de 2007 terão um custo entre US$ 135 e US$ 140 por unidade.

Bender avalia que só em 2008 será possível atingir a meta de produzir o computador educacional batizado de 2B1 pelo preço de US$ 100. Nicolas Negroponte, outra liderança da OLPC, já havia declarado anteriormente que o valor de US$ 100 só seria atingido após o 2B1 entrar em produção de larga escala.

As declarações de Bender foram feitas durante seminário sobre inclusão digital, em Santa Clara, Califórnia. No mesmo evento, a organização confirmou a visita de Negroponte ao Brasil e Argentina para discutir o uso do 2B1 nestes países.


Felipe Zmoginski, do Plantão INFO

(Original)






Israel cria robô espião do tamanho de uma vespa




Fonte:



JERUSALÉM (Reuters) – Israel está lançando mão da nanotecnologia para tentar criar um robô do tamanho de uma vespa grande que seria capaz de perseguir, fotografar e matar seus alvos, afirmou um jornal israelense na sexta-feira.

O robô voador, apelidado de "vespão biônico", seria capaz de locomover-se por entre ruas apertadas para atingir inimigos teoricamente inacessíveis, como lançadores de foguetes, afirmou o jornal Yedioth Ahronoth.

Essa é uma das várias armas desenvolvidas por cientistas para enfrentar militantes, disse a publicação. Entre as outras armas, há um par de superluvas capazes de conceder a quem as usar a força de um "homem biônico" e sensores miniatura para detectar homens-bomba.

A pesquisa com nanotecnologia integra o setor de segurança de Israel e promete encontrar soluções criativas para problemas militares até agora insolúveis, afirmou ao Yedioth Ahronoth o vice-primeiro-ministro israelense, Shimon Peres.

"A guerra no Líbano provou que precisamos de armamentos menores. Não faz sentido enviar um avião que vale 100 milhões de dólares contra um terrorista suicida. Portanto, estamos desenvolvendo armas futuristas", disse o vice-premiê.

Os 34 dias de guerra no Líbano terminaram com um cessar-fogo patrocinado pela Organização das Nações Unidas (ONU), na metade de agosto. A guerra matou mais de 1.200 libaneses, a maior parte deles civis, e 157 israelenses, a maior parte deles soldados.

Os protótipos das novas armas devem ficar prontos dentro de três anos, afirmou Peres.


Reuters

(Original)






Crackers usam webcam para roubar dados




Fonte:



SÃO PAULO – A polícia da Espanha prendeu 4 pessoas acusadas de usar um malware que controla webcams remotamente com o intuito de roubar informações dos usuários de PCs infectados.

O código malicioso teria sido criado por dois adolescentes de 17 anos, em Alicante. Os jovens criaram o código e o instalaram nos PCs da escola onde estudam. O objetivo seria apenas flagrar cenas constrangedoras envolvendo colegas.

De acordo com a polícia local, no entanto, o malware foi repassado para dois crackers de Madri, que passaram a usá-lo para registrar o que suas vítimas digitavam em seus teclados.

A técnica permitiu à dupla obter senhas e números de cartão de crédito de parte das vítimas. Os crackers são acusados de movimentar 60 mil euros com os dados obtidos por meio desta técnica.


Felipe Zmoginski, do Plantão INFO

(Original)






A fidelidade como arma contra o assédio




Fonte:


Pérola





"O réu insistiu várias vezes com a autora, mulher casada, pretendendo ter com ela um programa, embora ele também fosse casado. O homem chegou a propor que tivessem um filho, sabendo que a demandante desejava ser mãe. Esta respondeu incisivamente que, se tivesse que ter um filho, o seria através de relações normais com seu cônjuge, a quem ama, e não com um cafajeste que se aproveita do cargo de dirigente da cooperativa, para assediar mulheres honestas que necessitam conseguir e manter seus empregos".
--------------
De uma petição inicial em ação de reparação por dano moral, julgada procedente, na comarca de Estrela (RS).









segunda-feira, novembro 20, 2006

ONU critica “excesso de regulamentação” na web




Fonte:





SÃO PAULO – A Unctad (Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento) divulgou, esta semana, um relatório criticando medidas que visam criar uma regulamentação excessiva da internet.

De acordo com o relatório, muitos governos têm cedido ao apelo de adotar soluções rápidas que, depois, se revelam ineficientes.

O relatório afirma que a internet necessita de controle e organização, mas que estes objetivos não devem ser alcançados com a criação de burocracias que limitem a liberdade do usuário ou criem dificuldades aos projetos de inclusão digital no mundo.

No texto, a Unctad afirma que “a sociedade global caminha para a internet” e “toda regulamentação da web deve ser muito próxima às regras que regem a sociedade fora da web”, diz. O texto defende a manutenção das liberdades civis e da privacidade das pessoas, tanto na web como fora dela.

O relatório não faz referência ao Brasil, onde o Senado discute um projeto que propõe maior controle da web e a identificação dos usuários de internet no país. Entre os principais alvos do relatório, estão países que discutem o controle da web como proteção contra atividades terroristas.

O texto cita o caso da Espanha, onde terroristas envolvidos nos ataques de 11 de março usaram a web para planejar os atentados. O Congresso local discute medidas de controle da web.

O relatório da Unctad, diz que cada país deve decidir qual é o limite de controle aceitável para sua sociedade, mas que quaisquer medidas devem respeitar os princípios da privacidade e liberdade.



Leia mais


http://d00dz.org/~gwm/internetbr.html


(Original)

Felipe Zmoginski, do Plantão INFO






sexta-feira, novembro 17, 2006

TV Software Livre: Assista na íntegra: Seminário sobre projeto de lei do Senador Azeredo




Fonte:




Seminário ocorrido em 14 de novembro de 2006 a partir das 14h no Plenário 1 do anexo II da Câmara dos Deputados, em Brasília, visando debater o Projeto de Lei do Senador Eduardo Azeredo (PSDB/MG) apresentado como substitutivo aos projetos de Lei do Senado n. 76/2000 e 137/2000 e ao Projeto de Lei da Câmara Federal n. 89/2003, que regula e tipifíca os crimes na Internet. A TV Software Livre disponibilizou no Google Vídeos o seminário. Confira abaixo:


Este é o vídeo pelo qual todos estão procurando...


Fonte: TV Software Livre








Favoritos da comunidade Linux brasileira em 2006




Fonte:




Abaixo estão os resultados da eleição dos Favoritos da Comunidade Linux brasileira em 2006, nas categorias relacionadas a comunidade e mercado Linux. Foram computados 4885 votos válidos.

Evento da comunidade

1 - FISL (44% da categoria/17% do total)
2 - CONISLI (5% da categoria/2% do total)
3 - nenhum (1% da categoria/0% do total)
seguidos de latinoware, linuxchix, ensol.


Grupo de usuários ou organização livre nacional

1 - vivaolinux (6% da categoria/2% do total)

2 - ubuntu-br (3% da categoria/1% do total)

3 - gus-br (3% da categoria/1% do total)

seguidos de linuxchix, broffice.org, debian-br, ubuntu brasil, guj.

Site nacional, excetuando o BR-Linux

1 - vivaolinux (39% da categoria/29% do total)

2 - guia do hardware (9% da categoria/7% do total)

3 - Underlinux (6% da categoria/4% do total)

seguidos de dicas-l, noticiaslinux, Meio Bit, linuxsecurity.com.br, linuxday.com.br.

Site internacional

1 - slashdot (20% da categoria/11% do total)

2 - google (3% da categoria/2% do total)

3 - sourceforge (3% da categoria/2% do total)

seguidos de osnews, distrowatch, debian.org, linux.com, linux.org.

Personalidade da comunidade livre nacional

1 - Carlos Morimoto (20% da categoria/10% do total)

2 - Julio Neves (14% da categoria/7% do total)

3 - Marcelo Tosatti (8% da categoria/4% do total)

seguidos de Sergio Amadeu, Piter Punk, Rubens Queiroz, Sulamita Garcia.

Personalidade da comunidade livre internacional

1 - Linus Torvalds (25% da categoria/12% do total)

2 - Richard Stallman (22% da categoria/10% do total)

3 - Jon maddog Hall (15% da categoria/7% do total)

seguidos de Mark Shuttleworth, Patrick Volkerding, Eric Raymond, Alan Cox.

Fórum web ou lista de e-mail

1 - dicas-l (11% da categoria/5% do total)

2 - guia do hardware (7% da categoria/3% do total)

3 - Underlinux (5% da categoria/2% do total)

seguidos de vivaolinux, linux-br, ubuntu-br, forum.ubuntubrasil.org.

Livro sobre software livre

1 - Guia Foca Linux (16% da categoria/5% do total)

2 - Programação Shell Linux - Julio Neves (8% da categoria/2% do total)

3 - Entendendo e Dominando o Linux - Carlos Morimoto (7% da categoria/2% do total)

seguidos de Certificação Linux - Uirá Ribeiro, A Catedral e o Bazar - Eric Raymond, Software livre e inclusão digital.

Revista que acompanha a comunidade livre

1 - [maioria absoluta] Linux Magazine (70% da categoria/29% do total)

2 - PC Master (4% da categoria/1% do total)

3 - easy linux (2% da categoria/1% do total)

seguidos de revista do linux, -, Geek, nenhuma, Info.

Ponto alto do software livre em 2006

1 - Proliferação do Ubuntu (12% da categoria/5% do total)

2 - fisl7.0 (10% da categoria/4% do total)

3 - Crescimento do Firefox (8% da categoria/3% do total)

seguidos de Disseminação no desktop, programa Computador para Todos, Processo de desenvolvimento da GPLv3, Aproximação da Microsoft e sua ida ao FISL, entrevista no Programa do Jô.

Ponto baixo do software livre em 2006

1 - entrevista no Programa do Jô (19% da categoria/7% do total)

2 - Processo de desenvolvimento da GPLv3 (11% da categoria/4% do total)

3 - rejeição do Firefox pelo Debian e surgimento do fork IceWeasel (6% da categoria/2% do total)

seguidos de processo pelo registro da marca Open Office no Brasil, programa Computador para Todos, Richard Stallman.

Empresa atuante na comunidade livre internacional

1 - Scribus (12% da categoria/5% do total)

2 - Mandriva (6% da categoria/3% do total)

3 - IBM (3% da categoria/1% do total)

seguidos de Inkscape, Openoffice.org, LaTeX, Gimp.org, -.

Empresa atuante na comunidade livre nacional

1 - Cooperativa Solis (15% da categoria/6% do total)

2 - Mandriva Conectiva (7% da categoria/3% do total)

3 - 4Linux (3% da categoria/1% do total)

seguidos de Tempo Real, Celepar, Serpro, LinuxMall, BrOffice



Fonte: BR-Linux








quinta-feira, novembro 16, 2006

Sun abre o Java sob licença GPL




Fonte:





(http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2006/11/13/idgnoticia.2006-11-13.6100088178)

Por China Martens, para o IDG Now!


Publicada em 13 de novembro de 2006 às 08h46

Atualizada em 13 de novembro de 2006 às 09h03

Boston - Conforme previsto, a Sun começa a abrir nesta segunda-feira (13/11) o código da linguagem.


Conforme já havia antecipado, a Sun começa a abrir nesta segunda-feira (13/11) o código da linguagem de programação Java. A surpresa está na licença open source escolhida pela companhia: a GNU general public license version 2 (GPLv2).

A decisão vai na contramão da postura de adotar a licença de código aberto própria CDDL (Common Development and Distribution License), usada até hoje pela empresa para licenciar softwares livres da empresa, como o sistema operacional Open Solaris.

Inicialmente, a companhia está licenciando sob a GPLv2 o Java Platform Standard Edition (Java SE) e o Java Platform Micro Edition (Java ME).

>Entrevista: o que muda com a abertura do Java?

Popular no mundo do código aberto, a GPL foi criada em 1989, e revisada para GPLv2 em 1991. A licença é utilizada em populares softwares livres, como o banco de dados MySQL e o servidor de arquivos e impressão Samba.

A Sun se comprometeu em maio a tornar o código do Java aberto e desde então vem consultando parceiros e desenvolvedores para determinar o melhor licenciamento para atender suas demandas. A companhia deve colaborar para o desenvolvimento da nova versão da GPL, que está em andamento.





* China Martens é editor do IDG News Service, em Boston.









PGP completa 15 anos




Fonte:



A PGP Corporation saúda seu 15º aniversário! Criado por Phil Zimmermann em 1991, o Pretty Good Privacy 1.0 estabeleceu o padrão para a palavra “segurança“, se estabilizando no mercado como uma tecnologia confiável e acessível para proteger dados online.

Recentemente a PGP foi nomeada um dos 25 produtos mais influentes nos primeiros 25 anos de softwares para empresas e desktop.








Google prevê celulares gratuitos, pagos por anúncios




Fonte:



O presidente-executivo do Google, Eric Schmidt, prevê um futuro em que os celulares sejam gratuitos para os consumidores que aceitem assistir a anúncios em sua telefonia móvel.

Schmidt afirmou que os celulares estão ficando cada vez mais parecidos com computadores de mão e que consumidores têm passado até dez horas por dia falando, escrevendo ou usando a internet nos aparelhos. Assim, os anúncios seriam uma forma viável de subsídio.

“O celular deve ser gratuito”, disse Schmidt à Reuters. “Faz sentido que os subsídios aumentem”, acrescentou. Schmidt foi entrevistado depois de um discurso sobre inovação comercial, organizado por grupos de estudantes italianos e a Escola de Administração de Empresas da Universidade Stanford.

O Google está fazendo experiências com o envio de anúncios em texto, vídeo e imagens a celulares de tela pequena. A empresa vem conseguindo sucesso em sua estratégia para conquistar aliados nas redes de telefonia do Japão –onde muitos usuários já assistem à TV e fazem compras pelo celular.

O Google –com uma receita prevista de US$ 10 bilhões para este ano com venda de anúncios de texto a internautas– já afirmou, anteriormente, que os anúncios em celulares vão se equiparar à receita obtida com propagandas veiculadas em telas de computadores.

Fonte: FolhaOnLine









Hoje a Web faz 16 anos!!




Fonte:



Hoje (14/11/2006) a nossa querida WWW (world wide web) fez 16 anos!

De acordo com o site W3.org, dos criadores da rede, a primeira página da história foi http://nxoc01.cern.ch/hypertext/WWW/TheProject.html, infelizmente esta página não existe mais, porém o site mais velho ainda ativo é um mirror do original, que pode ser encontrado aqui (essa página foi modificada pela última vez em 13 de Novembro de 1990, as 15:17 GMT)

Muita coisa aconteceu nestes 16 anos de vida, e a pequena criança cresceu e se tornou uma bela princesa, não?








MS corrige cinco falhas críticas no Windows




Fonte:



SÃO PAULO – A Microsoft liberou nesta terça-feira, 14/11, seu pacote de correções mensais. São seis boletins que corrigem cinco problemas "críticos" e um "importante", todos afetando o Windows, em diferentes versões.

Entre as cinco falhas críticas, a primeira envolve também o Internet Explorer. O impacto da vulnerabilidade, em todos os casos, é permitir a execução remota de programas na máquina do usuário.

Descrições mais detalhadas de cada falha de segurança corrigida, assim como os locais de download, estão disponíveis no site da Microsoft, neste endereço.


Carlos Machado, da INFO