O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


domingo, maio 31, 2009

PSL-Brasil - Revista Espírito Livre sorteia inscrições para o FISL10 - Software Livre

Revista Espírito Livre sorteia inscrições para o FISL10May 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 9 times
Go back

A edição n. 3 estará disponível para download a partir do dia 05 de junho.

Então não perca a chance… As informações sobre como participar vão estar na revista.

A equipe da Revista Espírito Livre estará porlá fazendo a cobertura do evento.site:http://www.revista.espiritolivre.org/


PSL-Brasil - Revista Espírito Livre sorteia inscrições para o FISL10 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Lançamento da 5º edição da Revista Fedora Brasil - Software Livre

Lançamento da 5º edição da Revista Fedora BrasilMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 11 times
Go back

A Revista Fedora Brasil é uma iniciativa do Projeto Fedora Brasil para trazer à comunidade uma publicação bimestral com artigos escritos por especialistas da Comunidade e do Projeto.

5ª Edição - BrOffice.org- Fedora 3G - Acesso à rede Vivo 3G- Enlightenment - Seu Desktop pode ser uma obra de arte!- ShellScript - Mergulhando um pouco mais fundo- Maryo - Uma releitura do clássico- Quadrinhos - Tirinha de Rodrgido Leão


PSL-Brasil - Lançamento da 5º edição da Revista Fedora Brasil - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Ubuntu 9.04 no Olhar Digital - Software Livre

Ubuntu 9.04 no Olhar DigitalMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 23 times
Go back

A versão mais atualizada do Ubuntu, a 9.04, foi lançada em abril deste ano. O Brasil é o terceiro maior adepto dessa distribuição do Linux – lembrando que o Linux possui várias versões chamadas de distribuições. E o Ubuntu agora quer ser conhecido como um sistema operacional simples, amigável e intuitivo. E para conferir as novidades dessa versão resolvemos instalar o Ubuntu e mostrar para você o que tem de bom e ruim nessa atualização.

Veja o video no site do olhar digital:http://olhardigital.uol.com.br/central_de_videos/video_wide.php?id_conteudo=8252


PSL-Brasil - Ubuntu 9.04 no Olhar Digital - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Tarde sobre linguagens dinâmicas - Software Livre

Tarde sobre linguagens dinâmicasMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 12 times
Go back

Linguagens dinâmicasInício: quarta-feira, 27/05/2009 - Fim: quarta-feira, 27/05/2009 Início: 27/05/2009 - 14:00Fim: 27/05/2009 - 18:00Timezone: Etc/GMT-3Título: Tarde de linguagens dinâmicas (Ruby e Lua)

Autores: Fabio Akita e Dr. Renato Maia

Data: 27/05/2009, 14:00h (quarta-feira)

Local: Auditório Antônio Gilioli, bloco A do IME/USP

Apoio: Locaweb e Tecgraf

Lua é uma linguagem desenvolvida no Brasil que tem tido grande repercussão internacional, em particular na comunidade e na poderosa indústria de jogos. Ruby, e seu arcabouço Rails, apresentou uma nova forma de desenvolver aplicações Web baseadas em Bancos de Dados que aumentou enormemente a velocidade de desenvolvimento e a produtividade das equipes.

O objetivo desta tarde é aproximar os interessados em tais tecnologias, bem como mostrar suas aplicações e avanços para a Ciência da Computação. Se você quer se tornar mais dinâmico, não perca esta oportunidade.

Programação:

14:00 - Introdução a Ruby

Palestrante: Fabio Akita (http://www.locaweb.com.br)

Resumo: A palestra irá apresentar uma breve discussão a respeito das principais características da linguagem Ruby, incluindo suas gems (pacotes de bibliotecas ou aplicações Ruby) e escrita de testes. Dentre as gems abordadas, daremos uma atenção especial ao arcabouço Rails, voltado para o desenvolvimento rápido de aplicações Web.

15:30 - Suco com bolachas

16:00 - Lua 5.1 para Programadores

Palestrante: Dr. Renato Maia (http://www.inf.puc-rio.br/~maia)

Resumo: Lua é uma linguagem de programação dinâmica desenvolvida no Brasil e utilizada em todo o mundo em centenas de projetos relevantes. Apresentaremos uma breve visão dos principais aspectos da linguagem Lua com ênfase em suas características mais relevantes quando comparada a outras linguagens de programação mais populares. Em particular, serão apresentados recursos como manipulação de strings, fechos de função, co-rotinas, suporte a reflexão computacional, entre outras.

Biografias:

Fabio Akita é Gerente de Produtos Linux da Locaweb, trabalhou como líder de Projetos Ruby on Rails pela consultoria americana Surgeworks LLC, escreveu o primeiro livro de Rails do Brasil e é mais conhecido pelo blog AkitaOnRails.com. Faz palestras e ajuda a disseminar Ruby e Rails pelo país. Antes de ser programador Ruby, era consultor SAP e Java e atua na área de informática há cerca de 15 anos.

Renato Maia é graduado em Ciência da Computação pela UFPA e obteve título de mestre e doutor em Informática pela PUC-Rio. Já ministrou cursos nas áreas de Programação de Computadores, Sistemas Operacionais e Middeware. Desde 2003, trabalha no laboratório Tecgraf da PUC-Rio em projetos multi-plataforma envolvendo principalmente as linguagens Lua, C e C++. É o principal desenvolvedor do OiL, um ORB para Lua. Seus interesses de pesquisa incluem desenvolvimento baseado em componentes de software, middleware, linguagens orientadas a objetos e programação distribuída.


PSL-Brasil - Tarde sobre linguagens dinâmicas - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Ato protesta contra Lei Azeredo em POA - Software Livre

Ato protesta contra Lei Azeredo em POAMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 11 times
Go back

Batizado de “AI-Digital” pelos promotores do ato, o projeto de lei do senador é atacado por limitar a privacidade dos internautas e ser um limitador a difusão de conteúdos online.

Conduzida por Josué Franco Lopes, da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), a manifestação contou com uma breve apresentação do membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br e representante do Projeto Software Livre Brasil (PSL), Everton Rodrigues.

Também participaram da mesa o embaixador da Associação Software Livre.Org (ASL), Sady Jacques e do deputado estadual Elvino Bohn Gass (PT-RS).

“Queremos sim uma legislação que garanta a segurança do usuário contra esses crimes, mas rejeitamos a ampliação da vigilância do Estado e a banalização da quebra de sigilo das comunicações”, disse Gass.

Estiveram presentes na manifestação a deputada federal Manuela D'ávila (PCdoB-RS), que destacou a importância de conscientizar seus colegas. “A Internet é um mundo desconhecido no Congresso”, comentou Manuela.

Estiveram entre os presentes, os representantes dos gabinetes do deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) e dos deputados estaduais do PT Adão Villaverde, Daniel Bordignon, Ronaldo Zulke e Raul Pont, e, do PCdoB, Raul Carrion.

Corum Entre os participantes da manifestação ocorrida hoje na capital gaúcha estiveram as seguintes entidades: Associação de Mulheres "Vitória-Régia", Pontão Cultura Digital Minuano, Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, Ponto de Cultura Odomodê, Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, Movimento Música para Baixar, Ponto de Cultura Voluntário "Vitória-Régia" e Rede de Trocas Solidárias do RS, União Nacional dos Estudantes, Central de Movimentos Populares de Porto Alegre - CMP-POA, POA TV - Canal Comunitário de Porto Alegre, Conrad - Conselho Regional de Rádios Comunitárias, DIST-Brasil - Democracia, Inclusão Social e Trabalho, Comissão do Rio Grande do Sul Pró-Conferência Nacional de Comunicação, CATARSE - Coletivo de Comunicação, Coletivo Ciberativismo, ABCID - Associação Brasileira de Centros de Inclusão Digital, Associação Gaúcha dos Profissionais na Área de Tecnologia da Informação e Comunicação - APTIC e Comissão do Rio Grande do Sul Pró-Conferência Nacional de Comunicação.


PSL-Brasil - Ato protesta contra Lei Azeredo em POA - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - INFOBRASIL 2009: Portal do Software Público apóia evento - Software Livre

INFOBRASIL 2009: Portal do Software Público apóia eventoMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 14 times
Go back

Durante o Seminário, as empresas e profissionais apresentam relatos de sucesso e aplicações adotando plataformas livres. “As ações transformadoras deliberadas pelo fortalecimento do mercado de software livre, têm gerado novas demandas institucionais e públicas como forma de integrar os usuários e a rede de atendimento em torno de um novo modelo de negócios” declara Corinto Meffe.

O tema municipal também está presente nas ações de apoio tecnológico do Governo Federal, através do programa 4CMBr-Comunidade, Conhecimento, Compartilhamento e Colaboração dos municípios brasileiros,vinculado ao Portal do Software Público.” É um local onde os representantes dos municípios podem compartilhar seus conhecimentos e ainda ter acesso à várias soluções que podem ser utilizadas pelas prefeituras” explica Luis Felipe Costa, coordenador do 4CMBr.

Na programação da Agenda de Negócios, a InfoBrasil 2009 desenvolve nove temas gerais. No dia 28 de maio é realizado o Seminário de Software Livre. Corinto Meffe, que também é Gerente de Inovações Tecnológicas da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, falará sobre o “O impacto do software público na sociedade brasileira”. Na seqüência de palestras já confirmadas destacamos: a apresentação de César Brod, com a palestra “Se eu fosse a Microsoft” e de Carlos Hitoshi Morimoto, abordando o tema “Processamento de Imagens Aplicado à Interação Homem Máquina”.

A consolidação do software público no mercado nacional tem gerado oportunidades e estimulado os investimentos por meio de iniciativas privadas e públicas. Com uma estrutura tecnológica baseada na Web 2.0, o ambiente é favorável pela utilização e ações realizadas com a oferta, a demanda e o prestador de serviços de cada software.

Durante o evento será debatido o conceito de software público e o caráter estratégico da produção de programas de computadores em tempo de crise. A produção de softwares livres por parte dos órgãos públicos é vista como polêmica por certos profissionais da máquina pública. Eles alegam que o Estado investe dinheiro na produção do software, e que deveria vendê-lo, como se fosse o produto de uma empresa de software proprietário tradicional.

Para questionar esse tipo de afirmação, e ainda oferecer uma alternativa àquele que usa o software proprietário, com um modelo de negócios sustentável, o Ministério do Planejamento, por meio da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, está promovendo a idéia do software público participando de eventos de discussões livres que acontecem por todo País.


PSL-Brasil - INFOBRASIL 2009: Portal do Software Público apóia evento - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Bahia sedia congresso internacional de software livre nesta semana - Software Livre

Bahia sedia congresso internacional de software livre nesta semanaMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 14 times
Go back

Baseado na experiência do Free Software Rio 2008, a programação do encontro está dividida em painéis e palestras, cada um com foco em determinado aspecto relevante, sempre a partir de experiências já existentes.

Realizado pela Network Eventos, com apoio do Governo do Estado da Bahia, através da SECTI (Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação) e patrocínio da Oracle, Serpro e Unisys, o congresso é voltado a gestores das três esferas governamentais dos estados das regiões Nordeste e Norte: Municipal, Estadual e Federal; diretores, gestores e técnicos de TI e Telecomunicações, Universidades - corpos docentes e discentes, desenvolvedores e usuários de tecnologia em software livre, grandes corporações, bancos, provedores de serviços de redes de comunicação, fornecedores de equipamentos, sistemas e consultorias, entre outros.

Além do temário proposto para os dois dias de evento, serão aplicadas durante o Free Software Bahia 2009 provas de certificação do Linux Professional Institute (LPIC-1 e LPIC-2). Para obter mais informações sobre essas provas, envie um e-mail para cursos@linuxnewmedia.com.br ou telefone para 11 4082-1300.

Já para saber detalhes sobre a programação do evento, que contará com Mad Dog Hall, presidente da Linux Foundation, e Ildes Ferreira, secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, entre tantos outros nomes do setor


PSL-Brasil - Bahia sedia congresso internacional de software livre nesta semana - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Livro livre em português sobre Python disponível para download - Software Livre

Livro livre em português sobre Python disponível para downloadMay 27, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 19 times
Go back

Já está disponível para download o livro "Python Para Desenvolvedores". A iniciativa é inédita, pois trata-se do primeiro livro livre em português sobre a linguagem de programação. A publicação é distribuída sob uma licença Creative Commons, que ajuda garantir o direito autoral, ao mesmo tempo que permite copiar, distribuir, exibir e criar obras derivadas, democratizando o acesso ao conhecimento.

Voltado para desenvolvedores que já tem conhecimento de programação, as 253 páginas do livro explicam de forma simples e objetiva, as tecnologias envolvendo a linguagem utilizadas em projetos envolvendo desde a criação de interfaces gráficas, utilitários e aplicações para internet até sistemas distribuídos. Luiz Eduardo Borges, analista de sistemas da Petrobras com pós-graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, buscou a criação de um material abrangente, capaz de fornecer ao leitor explicações e exemplos práticos da maior parte do ferramental disponível na linguagem para o desenvolvimento de soluções de problemas comuns e alguns bastante incomuns de computação.

Link para baixar o livro Python para desenvolvedores:

http://ark4n.wordpress.com/python/


PSL-Brasil - Livro livre em português sobre Python disponível para download - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Ato Público Contra o AI-5 Digital mobiliza a sociedade gaúcha - Software Livre

Ato Público Contra o AI-5 Digital mobiliza a sociedade gaúchaMay 28, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 21 times
Go back

Conduzida por Josué Franco Lopes, da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO), a manifestação contou com uma breve apresentação do membro do Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGIBR e representante do Projeto Software Livre Brasil (PSL), Everton Rodrigues, que analisou o projeto proposto pelo senador tucano e salientou os objetivos do encontro.

A deputada federal Manuela D’ávila (PCdoB-RS), presente na manifestação, salientou a necessidade de derrotar o projeto em questão e a importância de termos novas formas de difundir diferentes opiniões. Manuela afirmou que por os membros do Congresso não conviverem com o universo tecnológico, acabam por não compreender a importância deste tema para sociedade contemporânea. Segundo a deputada, “é preciso conscientizar os parlamentares para ganharmos os votos contrários à aprovação. A Internet é um mundo desconhecido no Congresso”.

O embaixador da Associação Software Livre.Org (ASL), Sady Jacques, abordou a importância da Internet como ferramenta para a produção e distribuição do conhecimento, e ainda afirmou que este é o momento de buscarmos a mobilização de todos os setores da sociedade em relação à luta em defesa da liberdade na Internet.

Na ocasião, o deputado estadual Elvino Bohn Gass(PT-RS), afirmou que ao perceber o tom autoritarista do projeto proposto pelo senador Azeredo resolveu se unir a entidades representativas da sociedade civil neste manifesto para clamar pela não aprovação do projeto e mostrar a importância da realização de debates sobre o tema, afim de construir uma lei dos direitos civis na Internet de uma forma mais justa. “Queremos sim uma legislação que garanta a segurança do usuário contra esses crimes, mas rejeitamos a ampliação da vigilância do Estado e a banalização da quebra de sigilo das comunicações”, disse.

Estiveram entre os presentes, os representantes dos gabinetes do deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) e dos deputados estaduais do PT Adão Villaverde, Daniel Bordignon, Ronaldo Zulke e Raul Pont, e, do PCdoB, Raul Carrion.

O Ato Público Contra o AI-5 Digital teve transmissão da TV Software Livre e cobertura em tempo real através do Twitter e do Facebook. Após ter ocorrido em São Paulo e Porto Alegre, o ato em defesa da liberadade na internet irá ocorrer, no início de junho, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.

Entre os participantes da manifestação ocorrida hoje na capital gaúcha estiveram as seguintes entidades: Associação de Mulheres “Vitória-Régia”, Pontão Cultura Digital Minuano, Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, Ponto de Cultura Odomodê, Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, Movimento Música para Baixar, Ponto de Cultura Voluntário “Vitória-Régia” e Rede de Trocas Solidárias do RS, União Nacional dos Estudantes, Central de Movimentos Populares de Porto Alegre - CMP-POA, POA TV - Canal Comunitário de Porto Alegre, Conrad - Conselho Regional de Rádios Comunitárias, DIST-Brasil - Democracia, Inclusão Social e Trabalho, Comissão do Rio Grande do Sul Pró-Conferência Nacional de Comunicação, CATARSE - Coletivo de Comunicação, Coletivo Ciberativismo, ABCID - Associação Brasileira de Centros de Inclusão Digital, Associação Gaúcha dos Profissionais na Área de Tecnologia da Informação e Comunicação - APTIC e Comissão do Rio Grande do Sul Pró-Conferência Nacional de Comunicação.


PSL-Brasil - Ato Público Contra o AI-5 Digital mobiliza a sociedade gaúcha - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - LibHairCapture: 2.0.0 RC1 – Vídeo captura sem magia negra - Software Livre

LibHairCapture: 2.0.0 RC1 – Vídeo captura sem magia negraMay 28, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 20 times
Go back

A seguir, algumas novidades desta versão:

* Exemplos em Qt/Gtk e modo console;* Suporte para múltiplas câmeras;* Compatibilidade com as plataformas 32 e 64 bits;* Aceleração de hardware;* Compatibilidade com APIs do kernel V4L1 e V4L2;* Compatibilidade com câmeras IP (Axis 207 por exemplo).* Inclusos os arquivo Autoconf e Pkgconfig* Todas as novidades em: http://lhaircapture.sourceforge.net/

http://www.netitec.com.br/alessandro/img/haircapture.png

Este projeto esta longe de ser a biblioteca perfeita, mas atende o seu principal objetivo: Prover uma API de alto nível em C/C++ para o desenvolvimento de aplicações que manipulam dispositivo de vídeo captura.

A biblioteca abstrai todas as chamadas do kernel (API V4L1 e V4l2) convertendo em método de alto nível e padronizado independente da versão das chamadas internas utilizadas. Outra grande vantagem é utilização de câmeras IP de forma transparente para a aplicação. Hoje ganhos com produtividade faz parte dos principais diferencias para o sucesso e reconhecimento mercadológico.

Enviem críticas e sugestões para o e-mail: alessandrofaria@netitec.com.br.”

http://sourceforge.net/projects/lhaircapture/


PSL-Brasil - LibHairCapture: 2.0.0 RC1 – Vídeo captura sem magia negra - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Protesto e Lançamento do Cordel da Pirataria - Software Livre

Protesto e Lançamento do Cordel da PiratariaMay 28, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 30 times
Go back

Aos visitantes, no espírito pirata clássico, será concedida a oportunidade de fazer trocas diretas, ou seja, trocar mídias (CD ou DVD virgem) por exemplares do cordel.

Um protesto sob o título "Mares abertos à informação" fará referência ao projeto de lei do Senador Azevedo. E reforçará a importância de compartilharmos não apenas código fonte, mas outros tipos de informação e cultura, para o benefício da própria humanidade.


PSL-Brasil - Protesto e Lançamento do Cordel da Pirataria - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Livro: Python para desenvolvedores - Software Livre

Livro: Python para desenvolvedoresMay 28, 2009, by Portal do PSL-Brasil - One comment
Viewed 30 times
Go back

Voltado para desenvolvedores que já tem conhecimento de programação, as 253 páginas do livro explicam de forma simples e objetiva, as tecnologias envolvendo a linguagem utilizadas em projetos envolvendo desde a criação de interfaces gráficas, utilitários e aplicações para internet até sistemas distribuídos. Luiz Eduardo Borges, analista de sistemas da Petrobras com pós-graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, buscou a criação de um material abrangente, capaz de fornecer ao leitor explicações e exemplos práticos da maior parte do ferramental disponível na linguagem para o desenvolvimento de soluções de problemas comuns e alguns bastante incomuns de computação.


PSL-Brasil - Livro: Python para desenvolvedores - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Prodeb lança o Mangaba no Free Software Bahia 2009 - Software Livre

Prodeb lança o Mangaba no Free Software Bahia 2009May 28, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 34 times
Go back

órgãos e instituições de interesse público: o Mangaba.

Criado a partir do Sistema Operacional Linux/Ubuntu, patrocinado pela empresa Canonical, o Mangaba vai permitir a independência tecnológica, a melhoria organizacional e a padronização de softwares na Gestão Pública, facilitando também a criação de políticas de segurança mais eficazes.

Criado para estar perfeitamente adaptado às diretrizes do Governo do Estado da Bahia quanto ao desenvolvimento e a adoção de software livre, o Mangaba tem ainda as vantagens de ser um sistema operacional muito rápido e estável. As diretrizes de segurança do Linux o tornam enormemente seguro, desincentivando o desenvolvimento de vírus para este ambiente. Outra grande vantagem é que o Mangaba já vem com suporte a virtualização de outros sistemas Operacionais, para o caso de aplicativos que não tenham um funcionamento adequado em Linux.

O Mangaba contém os aplicativos básicos que o gestor público necessita: navegador web, aplicativos de escritório BrOffice (editor de texto, planilha eletrônica, apresentação de slides, banco de dados e editor de imagem), programa de gravação de CD/DVD, reprodutor de som e vídeo, suporte a quase todos os plugins de áudio e vídeo, manipulador de imagens, além do virtualizador. Para os órgãos do Estado, a atualização do Sistema Operacional e seus componentes é feita nos Servidores da Prodeb, que são renovados a cada 4 horas do repositório da empresa Canonical. Nele estão mais de 26.870 pacotes de produtos para administração do sistema operacional, gestão de redes, serviços de Internet, comunicação, desenvolvimento de sistemas, editores de texto/imagem/vídeo/som e utilitários diversos, dentre outros.

Na Administração Estadual a adoção do Mangaba se dará por adesão. As secretarias e órgãos públicos poderão aderir ao novo sistema operacional a partir do lançamento oficial, no Free Software Bahia 2009, que acontece nos dias 28 e 29 na Universidade do Estado da Bahia. O Mangaba foi criado à partir do Ubuntu, Sistema Operacional da empresa Canonical que já conquistou mais de 100 milhões de usuários no mundo, é também usado no Serpro e na Dataprev, dentre outras empresas federais.

Em fase de testes na Prodeb desde novembro de 2008, o Sistema Operacional Mangaba será lançado em sua terceira versão, tendo inclusive a vantagem de reconhecer a grande maioria dos drives de computadores, sendo perfeito para Notebooks e Desktops.


PSL-Brasil - Prodeb lança o Mangaba no Free Software Bahia 2009 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Manual de Sobrevivência do FISL - Software Livre

Manual de Sobrevivência do FISLMay 28, 2009, by Portal do PSL-Brasil - One comment
Viewed 103 times
Go back

Se você pretende participar, segue uma lista de dicas catalogadas por participantes das edições anteriores:

Preparação

* Reserve seu hotel com antecedência: Se possível reserve com pelo menos 2 meses antes do evento, os hotéis de Porto Alegre não dão conta de atender toda demanda, e caravanas costumam reservar vários quartos com antecedência.

* Reserve dinheiro para a alimentação: Prepare-se, a comida no local do evento é cara, e não existem muitas opções na região.

* Descanse durante a viagem: Se você vai por uma caravana de ônibus, em uma viagem longa que atravessa a noite, tente pegar os primeiros bancos do ônibus. É o único lugar que se pode dormir de forma decente.

* Marque um Ponto-de-Encontro: Se estiver em grupo marque locais e horários para as chegadas, saídas e palestras. Ligações interurbanas e roaming não são baratos.

* Visite o Museu da Ciência: Tire pelo menos o tempo de uma palestra para visitar o museu da ciência, anexo aos prédios do evento. A entrada é barata e vale a pena!

* Não use a mesma peça de roupa mais de um dia: Em um evento com mais de 10.000 pessoas circulando por 4 dias isso é bastante óbvio, mas muita gente esquece disso.

Coisas para levar

* Cartões de Visita: O FISL é um ótimo lugar para fazer contatos e conhecer pessoas, tenha vários cartões na carteira ou outro lugar de fácil acesso.

* Currículos Impressos: É uma prática comum as empresas coletarem Currículos nos estandes ou nas palestras, algumas oferecem brindes em troca.

* Pen-Drive: Essa é a forma mais fácil de trocar códigos-fontes e demais arquivos. Considere levar um “descartável” (menor ou antigo) caso precise passar arquivos importantes para outras pessoas que você não verá mais durante o evento.

* Régua de Energia (Extensão) com cabo longo: As tomadas nas salas de palestras são escassas, se precisar de energia para notebooks ou câmeras é bom se preparar. Aproveite o espírito de compartilhamento do FISL e deixe outras pessoas usarem as suas tomadas.

* Cronograma das Palestras: Imprima a programação do evento e marque os eventos do seu interesse. É impossível aproveitar tudo, então se organize para tirar o máximo.

* Softwares abordados nas palestras: Se você vai participar de alguma palestra sobre um tema que não domina já leve instalado no seu notebook os softwares abordados, você poderá aproveitar melhor as palestras assim.

* Alternativa de Conexão: Não dependa exclusivamente da rede do evento, considere uma alternativa, como modem 3G ou tethering via celular.

Primeiro Dia

* Chegue cedo: A fila no primeiro dia é longa, especialmente se quiser ver uma palestra no primeiro horário.

* Pegue suas credenciais fora do horário de pico: Caso não consiga chegar cedo como na dica anterior considere chegar mais tarde, perto da hora do almoço, até lá a fila já deve estar menor.

* Compre camisetas na manhã do primeiro dia: As camisetas das comunidades vendem logo, especialmente as de tamanho popular.

Palestras

* Tradução Simultânea: Se precisar de tradução em alguma palestra chegue mais cedo para pegar o headset, e tenha seus documentos em mãos.

* Peça o arquivo de apresentação: Se um palestrante não divulgar uma URL para baixar o arquivo da apresentação peça para ele, de preferência na sessão de perguntas, para os demais participantes tomarem nota.

* Converse com os palestrantes: Eles geralmente estão abertos à conversas logo depois da palestra, e podem gerar discussões interessantes.

* Inclua os eventos não-oficiais: Passe pelos estandes das comunidades e tome nota dos eventos menores, como workshops, mini-palestras e oficinas de programação.

* Evento de Encerramento: Apesar de todas as salas de evento replicarem o vídeo do auditório principal, participar pessoalmente é uma experiência bem melhor. Chegue uma ou duas palestras antes no auditório principal.

Caso tenha mais dicas, contribua com um comentário.

Colaborou: China, do VidaNerd

****************

Nota da Redação do PSL-Brasil

Os comentários no site da Racum Tecnologia foram tão úteis, que decidimos publica-los abaixo. Alguns deles poderiam constar de uma nova versão, se houver a concordância dos autores.

*****************

13 Comentários para “Manual de Sobrevivência do FISL”

1. Em 26/04/2009 23:39, Podcast VidaNerd.com - Episódio 17 — Podcast VidaNerd.com escreveu:

[...] Site do Racum (manual de sobrevivência do FISL) [...]

2. Em 26/04/2009 23:39, Mauricio Nero escreveu:

Boas dicas! Vou anotá-las para quando chegar o dia não fazer feio!

3. Em 26/04/2009 23:39, Pedro Vanzella escreveu:

Para comer barato no FISL tem o prédio 30, da engenharia (segundo prédio a direita, saindo reto pela saída principal do centro de eventos), onde tem um Prato Feito bem bom. Come-se bem com cerca de 10 reais.

Em frente a ele tem o prédio 15, que tem panquecas muito boas a esse preço também.

Mais próximo a entrada da Ipiranga tem a FAMECOS, e o bar de lá de um X-Salada excelente por uns 5 reais, se não me engano.

Há dois Restaurantes Universitários. O andar de cima é fechado para alunos da PUCRS, mas o de baixo é aberto ao público. É buffet livre e vai custar cerca de 10 reais. Fica a esquerda da entrada principal, do lado da Ipiranga.

O melhor lugar para comer é o prédio 11, do Direito e Psicologia, logo a direita de quem sai do centro de eventos, antes de chegar na Engenharia. É buffet livre, com comida muito boa, sempre bem variada e frequentado por algumas das gurias mais bonitas do Campus. Este é um dos mais caros também, e vai custar cerca de 15 reais, mas é o melhor custo/benefício.

4. Em 26/04/2009 23:39, Manual de Sobrevivência para os participantes do FISL escreveu:

[...] também os comentários do texto enviado pelo Ronaldo, porque neles há até mesmo uma lista detalhando preços e vantagens de diversos restaurantes no [...]

5. Em 26/04/2009 23:39, Krix Apolinário escreveu:

Adorei as dicas. Eu eu meu namorado iremos pela primeira vez a esse evento nesta edição e essas dicas serão de grande ajuda. :)

6. Em 26/04/2009 23:39, Krix Apolinário» Blog Archive » Manual de Sobrevivência do FISL escreveu:

[...] já foi em outra(s) edição(s) são de grande ajuda e olhando meus feeds hoje o que encontro?!?!?! Manual de Sobrevivência do FISL no site Racum [...]

7. Em 26/04/2009 23:39, Daniel de Souza Telles escreveu:

A dica da camisa é extremamente verdadeira. Não sei porque o pessoal não leva um estoque maior.

8. Em 26/04/2009 23:39, Philippe escreveu:

Dentro da PUC os preços são bastante tabelados. O Prato Feito do Predio 30 é correto, no Predio 15 tem a panqueca, como já falaram, que vale a pena. Mas quem procura MUITA ECONOMIA deve sair da PUC. Existem dois botecos com ótimos preços cruzando a avenida Bento Gonçalves. E vendem cerveja, que é proibido no CAMPUS.

http://migre.me/KaJ

Boa estadia!

9. Em 26/04/2009 23:39, VonNaturAustreVe escreveu:

to louco para ir \o

10. Em 26/04/2009 23:39, Jadir Orza escreveu:

Concordo com o Philippe. Em 2005 só comia nesse botecos aí, cruzando a avenida dos fundos (sei lá o nome). Rango de 1ª, com ceva e barato.

Recomendo.

11. Em 26/04/2009 23:39, Vitor escreveu:

Realmente se você procura comida mais barata e reside em Porto Alegre, seria bom alertar os proprietários destes bares para melhorar o rango, mesmo que com pratos mais simples e únicos como arroz com galinha, arroz-carreteiro, feijoada, sopas e caldos pré-preparados e outras comidas mais criativas e talvez até contratar algumas pessoas para ir lá na sede da FISL para ciceronear e conduzir os famintos para chegar mais rápido até estes restaurantes de pobre, que aqui os gaúchos chamam de “pé-sujo”, pois seus frequentadores (pelo preço) são peões que andando de havaianas não conseguem manter os pés limpos, por andarem nas obras sujando de cimento, pó e terra. E nos próprios “pés-sujos” pedir para que flexibilizem os horários de atendimento e apoio para os que desejarem estender as conversas regadas a petiscos e aperitivos npela madrugada adentro. E até poderiam contatar alguns para levarem uma “quentinha” lá no local, para aqueles que não podem deixar seus equipamentos para sairem e fazer suas refeições. Se isto não poder ser acertado pelos organizadores do FISLm o que seria ótimo para seus participantes, até denotando o cuidado, carinho e respeito para com seus frequentadores´, dispondo inclusive com quadros murais que fizessem o “meio-de-campo” entre quem desejasse ajudar e os que desejem ajuda para conhecer ou se alimentar e conseguir uma cama para dormir e onde ficar com poucas despesas e hospitalidade (tudo que desejaríamos obter se trocássemos de lugar com os visitantes!). Tudo dentro da Lei do: FAZEI A OUTREM O QUE DESEJAS PARA TI MESMO E PARA OS TEUS!

12. Em 26/04/2009 23:39, FISL 2009 versão10 | StartAPP escreveu:

[...] e antes de me despedir, segue o link para o manual. [...]

13. Em 26/04/2009 23:39, FISL 2009 10 | Planeta Globo.com escreveu:

[...] e antes de me despedir, segue o link para o [...]


PSL-Brasil - Manual de Sobrevivência do FISL - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Free Software Bahia: tecnologia aberta tornou-se realidade - Software Livre

Free Software Bahia: tecnologia aberta tornou-se realidadeMay 29, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 26 times
Go back

Um dos diferenciais do Free Software Bahia, que começou nesta quinta e encerra-se hoje, 29 de maio, é ser um evento cuja maturidade do uso do software livre é demonstrada nas experiências de governos, empresas públicas e privadas.

Dentro da programação, compartilhamento e desenvolvimento cooperado no setor público, soluções inovadoras em software livre para o cidadão e novas tecnologias livres para TIC foram os painéis que movimentaram o primeiro dia. O Serpro esteve representado nas três atividades com os coordenadores estratégicos Gustavo Torres, Dílson do Santos e com o assessor Sady Jacques.

Compartilhamento e desenvolvimentoNo único painel da manhã, Serpro, Caixa e Celepar complementaram-se na tarefa de mostrar como o desenvolvimento cooperado tem gerado melhor prestação de serviços à população. Cláudio Dutra, diretor de TI da Celepar, falou sobre as soluções iniciadas na empresa paranaense como o Expresso, Sistema de Ouvidoria e o portal Dia-a-dia Educação. Hoje, estas iniciativas são utilizadas e melhoradas em diferentes estados, como na Bahia, e também no governo federal, através das comunidades formadas em torno delas.

O framework Demoiselle, cuja origem está no Pinhão da Celepar, foi apresentado pelo coordenador estratégico de tecnologia do Serpro, Gustavo Torres. “O objetivo do Serpro é colocar o Demoiselle na e para a comunidade”, destacou o coordenador, que evidenciou as qualidades do gerador de códigos relacionadas à padronização e ao reuso, inclusive de conceitos. Para Torres, está nascendo um novo modelo de governança em TIC para o país.

A Caixa Econômica Federal, em dois dos painéis, além de especificar a aplicação do software livre dentro da instituição: nas casas lotéricas, universidade corporativa, intranet e outros, ressaltou o compartilhamento, visível na participação como signatário do Protocolo de Brasília. O documento é um comprometimento e também recomendação de padronização de arquivos de programas de escritório, com objetivo de troca ágil de informações. O gerente nacional de projetos de TI, Paulo Maia, e gerente de filial de tecnologia, Marconi Santos, foram os representantes da CEF.

Inovação para o cidadãoOutro banco, o do Brasil, mostrou a evolução do software livre e o resultado em serviços ao cidadão. Atualmente, são cerca de cem mil estações de trabalho com BrOffice e navegador Firefox instalados. Até o final de 2009, todos os terminais de auto-atendimento migrarão para Linux, com esperada melhoria de performance e segurança. De acordo com o analista de TI do banco, Ulisse Penna, o BB é ele mesmo um caso de sucesso, incentivador da adoção das plataformas de código aberto.

O coordenador de responsabilidade social e cidadania do Serpro, Dílson dos Santos, agregou a questão da acessibilidade aos portadores de necessidades especiais ao tema do SL para o cidadão. Ele apresentou dados do IBGE que indicam que cerca de 14,5% da população, ou 24,6 milhões de pessoas, no Brasil, apresentam algum tipo de deficiência. Para Dílson, produzir tecnologias livres não é o bastante se não atender a estes que hoje estão excluídos.

O Serpro, de acordo com o coordenador, está concluindo o sintetizador de voz em português, em parceria com a UFRJ e, dentre outras iniciativas, leva telecentros a lugares estratégicos como o Instituto Juliano Moreira no Rio de Janeiro.


PSL-Brasil - Free Software Bahia: tecnologia aberta tornou-se realidade - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Bahia inicia eventos compartilhados de software livre - Software Livre

Bahia inicia eventos compartilhados de software livreMay 29, 2009, by Portal do PSL-Brasil - No comments yet
Viewed 40 times
Go back

Começou em Salvador o primeiro de três dias nos quais as tecnologias abertas são a principal agenda de discussão de esferas de governo, instituições de ensino e sociedade civil organizada. De forma inédita, três eventos do tema, antes realizados em datas e locais distintos, unem-se para difundir ainda mais o uso e o conhecimento sobre o software livre.

Pela primeira vez, o Free Software é realizado na Bahia, após experiência positiva no Rio de Janeiro. Ontem, 28, a programação foi mais específica para este evento. Na mesa de abertura, com representantes do Serpro, governos federal e estadual, Caixa e Banco do Brasil, as apresentações evidenciaram o que talvez ainda não seja amplamente visível na sociedade: as plataformas abertas são uma realidade nos serviços ao cidadão, na inclusão sócio-digital e na economia aos cofres públicos.

Economia

O BB anunciou que após migração de mais de 65 mil estações de trabalho, de 5,5 mil servidores e mais de 40 mil terminais de auto-atendimento, a instituição deverá atingir uma economia de R$ 80 mi até o fim de 2009. A Caixa Econômica Federal, com os 27,5 mil terminais em 9,8 mil lotéricas e ultrapassando 23 milhões de transações por dia em todo o banco, reduz seus gastos em R$ 6mi por mês.

Mais tarde, no painel sobre compartilhamento e desenvolvimento cooperado no setor público, o diretor de TI da Celepar, Cláudio Dutra, acrescentou que a empresa paranaense pôde reorientar cerca de R$ 150 mi em investimentos, antes gastos com licenças e suportes devido aos softwares proprietários.

Política Pública

Gustavo da Gama Torres foi o representante do diretor-presidente do Serpro, Marcos Mazoni, na abertura e destacou que, acima da questão financeira, a discussão deve girar em torno das políticas públicas. Fato corroborado pela fala de Paulo Maia (CEF), que defendeu o software livre como questão estratégica. “É por isso que estamos aqui unindo esferas de governo, academia e sociedade”, complementou Maia.

O coordenador estratégico de tecnologia do Serpro, Gustavo Torres, destacou o papel do governo como liderança na inovação das políticas públicas, com estímulo às redes sociais, promovendo os tecidos produtivos locais. Estratégia que passa pela adoção de softwares livres como o Demoiselle, também apresentado por ele, que têm base no compartilhamento e não na lógica da concorrência e competitividade.

Eventos unidos

A partir de hoje, 29 de maio, o IV Festival de software livre da Bahia e o III Encontro Nordestino de mesmo tema, que em anos anteriores aconteceram em momentos distintos, unem-se ao Free Software. Enquanto este chega ao último dia, os dois primeiros estendem-se até 30 de maio. As grades de programação pode ser acompanhadas em dois sítios na internet: http://www.networkeventos.com.br/evento.php?evento=114&lg=pt e http://wiki.softwarelivre.org/Festival4.

Participantes da Abertura

O secretário de ciência tecnologia e inovação do Estado da Bahia, Ildes Ferreira, que representou o governador Jacques Wagner, o reitor da universidade Estadual da Bahia, que acolhe os três eventos, Lourisvaldo Valentim, Marcelo Barros, representante da Secretaria de Política de Informática do Ministério da Ciência e Tecnologia, foram alguns dos integrantes da mesa de abertura.

Além deles, o presidente da Cogel, Nailton Lantyer Filho, Alisson Souza e Jefferson Adriano, que representaram, respectivamente, a Secretaria de Planejamento do Estado e a Vice Presidência de TI do BB, e os já citados Gustavo Torres e Paulo Maia, completaram a formação do início do Free Software Bahia.


PSL-Brasil - Bahia inicia eventos compartilhados de software livre - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - TV Digital Sem Ginga - Software Livre

TV Digital Sem Ginga

(empty folder)

PSL-Brasil - TV Digital Sem Ginga - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







Agência Brasil - Polícia Federal deflagra operação contra racismo na internet - Tecnologias

 
29 de Maio de 2009 - 12h40 - Última modificação em 29 de Maio de 2009 - 12h40


Polícia Federal deflagra operação contra racismo na internet

Pedro Peduzzi
Repórter da Agência Brasil

 
envie por e-mail
imprimir
comente/comunique erros
download gratuito

Brasília - A Polícia Federal (PF) realiza hoje (29), em Minas Gerais, uma operação de combate a crimes de difusão de conteúdo racista pela internet. A Operação OPA – uma alusão ao termo ódio e preconceito por acesso à internet – foi deflagrada após seis meses de investigação. Os agentes cumprem três mandados de busca e apreensão e uma pessoa foi indiciada.

Segundo a PF em Belo Horizonte, o indiciado mantinha vasto material de conteúdo neonazista em casa.





Edição: Juliana Andrade  


Agência Brasil - Polícia Federal deflagra operação contra racismo na internet - Tecnologias

 



 

 

 

 







sexta-feira, maio 29, 2009

Agência Brasil - Atos terroristas estão tipificados na legislação brasileira, afirma ministro da Justiça - Tecnologias

 
27 de Maio de 2009 - 15h10 - Última modificação em 27 de Maio de 2009 - 15h10


Atos terroristas estão tipificados na legislação brasileira, afirma ministro da Justiça

Pedro Peduzzi
Repórter da Agência Brasil

 
envie por e-mail
imprimir
comente/comunique erros
download gratuito

Brasília - O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou hoje (27) que a Polícia Federal (PF) não pode descartar possibilidades, nem opinar sobre coisas que ainda não investigou. A declaração foi feita em referência ao caso do libanês preso há 21 dias no Brasil, sob suspeita de envolvimento com a rede terrorista Al Qaeda.

“Não se trata de descartar, ou não, mas de apontar qual crime estava sendo investigado. Na questão concreta, essa investigação é sobre os delitos que foram divulgados [crimes na internet]”, disse o ministro, após participar da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública.

Tarso Genro lembrou que a prisão do libanês foi em decorrência de uma determinação judicial e que, portanto, “havia uma preocupação bastante séria do juiz com o delito”.

Questionado sobre os procedimentos que seriam adotados, caso a suspeita de ligação do libanês com a Al Qaeda fosse confirmada, o ministro alegou não poder tecer comentários porque, se fosse esse o caso, ele estaria relacionado a “um tipo de trabalho discreto e reservado à PF”.

O ministro garantiu que a legislação brasileira tem mecanismos para enquadrar práticas terroristas. “Os atos terroristas já estão tipificados na legislação comum brasileira. Temos toda uma estrutura legal e todos os tipos penais para qualquer tipo de crime, seja ele qualificado pelo direito internacional ou por outros países como terrorismo, ou não”.



Edição: Nádia Franco  


Agência Brasil - Atos terroristas estão tipificados na legislação brasileira, afirma ministro da Justiça - Tecnologias

 



 

 

 

 







quinta-feira, maio 28, 2009

Agência Brasil - Ministro da Justiça diz que não há grupos terroristas atuando no Brasil - Internet

 
26 de Maio de 2009 - 20h26 - Última modificação em 26 de Maio de 2009 - 20h26


Ministro da Justiça diz que não há grupos terroristas atuando no Brasil

Carolina Pimentel
Repórter da Agência Brasil

 
envie por e-mail
imprimir
comente/comunique erros
download gratuito

Brasília - O ministro da Justiça, Tarso Genro, garantiu hoje (26) que não há grupos terroristas atuando no Brasil. Notícia publicada no jornal Folha de S.Paulo informou que a Polícia Federal (PF) prendeu, em São Paulo, um estrangeiro que teria ligações com a organização Al Qaeda.

Segundo o ministro, a Polícia Federal não tem inquérito sobre ação de grupo terrorista ou da Al Qaeda no país. Tarso afirmou que o estrangeiro foi preso por crime de racismo na internet, mas não revelou sua nacionalidade, nem deu detalhes da investigação, que corre em sigilo de Justiça.

 “Aqui no Brasil não tem nenhuma célula de atividade terrorista de qualquer tipo de organização. Temos controle muito forte sobre isso em todas as regiões do país em que possa existir algum tipo de suspeita. Se esse cidadão tem, ou não, relações políticas, ideológicas com países ou com redes de opinião no mundo, isso para nós não é uma questão institucional ou legal”, disse o ministro, depois de reunião com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Em nota, a Polícia Federal informou que prendeu o estrangeiro, residente no Brasil, no dia 26 de abril, por divulgação de mensagens racistas na internet em uma rede de relacionamento com pessoas de vários países. O homem foi indiciado por crime de racismo. A PF informou que não comentará o caso.

O Ministério Público Federal em São Paulo informou que não há prova de ligação do estrangeiro, de origem árabe, com a Al Qaeda. “A Polícia Federal, até o momento, não apresentou nenhum laudo que comprove a existência de conteúdo criptografado no computador do investigado e não foi comprovado que o homem preso em São Paulo, é membro de qualquer organização terrorista”, diz nota do MPF.

Ainda segundo o ministério, a polícia brasileira recebeu informações do FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, sobre grupo na internet que divulga mensagens antiamericanas em idioma árabe, sendo que algumas foram  enviadas do Brasil. A Justiça então, autorizou, a quebra do sigilo do investigado e, depois, sua prisão preventiva.

A investigação descobriu que as mensagens eram postadas com aval do estrangeiro e levantou-se a hipótese de que ele poderia ter contatos com organizações terroristas, porém sem comprovação, segundo o Ministério Público.

“A investigação apontou que o fórum era organizado e possuía estatuto e que nada era publicado sem autorização do homem preso. Entretanto, não há indício de que esse grupo integre ou tenha praticado qualquer ato de uma organização terrorista. Não foram apreendidas armas, documentos secretos, planos”, continua a nota do ministério.

Conforme o MPF, a Polícia Federal encaminhou ao FBI dados da operação para “fins de inteligência”.



 


Agência Brasil - Ministro da Justiça diz que não há grupos terroristas atuando no Brasil - Internet

 



 

 

 

 







Agência Brasil - Lei que obriga divulgação de dados públicos pela internet está no Diário Oficial - Internet

 
28 de Maio de 2009 - 10h02 - Última modificação em 28 de Maio de 2009 - 10h02


Lei que obriga divulgação de dados públicos pela internet está no Diário Oficial

Da Agência Brasil


 
envie por e-mail
imprimir
comente/comunique erros
download gratuito

Brasília - Está publicada na edição de hoje (28) do Diário Oficial da União a norma que obriga os governos federal, estaduais e municipais a tornarem disponíveis, em tempo real, na internet, receitas e gastos.

A finalidade da Lei Complementar n.º 131 é dar transparência à administração pública, além de incentivar a participação popular e a realização de audiências públicas na elaboração de planos e diretrizes orçamentárias.

De acordo com o texto, União, estados, Distrito Federal e cidades com mais de cem mil habitantes têm um ano para colocar a medida em prática, municípios com 50 a 100 mil habitantes, dois anos, e cidades com até 50 mil habitantes, quatro anos.

O gestor que não divulgar as informações poderá ter o repasse de verbas federais suspenso. Qualquer cidadão, partido político, sindicato ou associação pode denunciar aos tribunais de contas e Ministério Público quem não estiver cumprindo a lei.



Edição: Talita Cavalcante  


Agência Brasil - Lei que obriga divulgação de dados públicos pela internet está no Diário Oficial - Internet