O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


quarta-feira, março 31, 2010

PSL-Brasil - SERPRO discute a contratação de consultoria e suporte em Software Livre - Software Livre

SERPRO discute a contratação de consultoria e suporte em Software LivreMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: consultoriasoftware livreserpro
Viewed 150 times
 Go back to Governos

O Serpro promove no próximo dia 30 de março, a partir das 9h, em Brasília, uma Consulta Pública para discutir junto à sociedade a prestação de serviços de consultoria e de suporte técnico on-site para soluções em Software Livre.

A colaboração e participação da sociedade são os objetivos da Consulta, em que serão discutidos os itens do projeto básico e especificações da contratação. O evento é uma abertura para ouvir questionamentos, comentários, propostas e sugestões para nriquecer o edital e garantir a concorrência.

Os editais para prestação de consultoria incluem itens como software básico, segurança, redes de computadores e ferramentas de apoio ao ambiente de desenvolvimento. Com foco nas atividades de formulação de soluções de serviços no ambiente de TI, avaliação de requisitos para definição de soluções, apoio a projetos, entrega do resultado com detalhamentos e participação ou acompanhamento na implementação de serviços.

Confira o Aviso de Consulta Pública.


PSL-Brasil - SERPRO discute a contratação de consultoria e suporte em Software Livre - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Pontos de Cultura alcançam 8,4 milhões de pessoas - Software Livre

Pontos de Cultura alcançam 8,4 milhões de pessoasMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: Teia Brasil 2010Pontos de CulturaIPEAMinistério da Cultura
Viewed 172 times
 Go back to Comunidade

Marina-cavalcante-jongo-do-pinheiralSegundo projeção do Ministério da Cultura, a partir de levantamento do IPEA- Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - hoje os Pontos de Cultura alcançam oito milhões e 400 mil  pessoas em todo o Brasil – em média três mil pessoas/ano.

Este público está distribuído entre os que participam diretamente das atividades desenvolvidas nos projetos culturais e integrantes da comunidade que assistem às apresentações artísticas ou participam de cursos e oficinas. Os dados foram divulgados durante a Teia Brasil 2010: tambores digitais, em Fortaleza (CE).

O Brasil é palco de milhares de manifestações e atividades culturais desenvolvidas por comunidades de periferias e do interior do país, historicamente mantidas à margem das políticas culturais do Estado Brasileiro.

Desde 2004, os Pontos de Cultura começaram a mudar essa realidade, mapeamento a produção cultural do país e oferecendo a comunidades apoio sistemático e equipamentos multimídia para registro e reprodução e divulgação de suas atividades.

Seminario-ponto-de-cultura-america-latina-foto-wanessa-malta
Quatro mil Pontos de Cultura
Hoje são quase quatro mil Pontos de Cultura em 1122 municípios do Brasil, sob gestão da Secretaria de Cidadania Cultural do MinC (SCC/MinC) e de estados e municípios conveniados com o Programa Mais Cultura.

 

Seminário da Teia 2010 - foto Wanessa Malta

Eles abrangem os mais variados grupos sociais: crianças, jovens, mulheres, indígenas, comunidades da periferia dos grandes centros, comunidades afro-descendentes, associações de bairro e populações camponesas, ribeirinhas, rurais e sem terra.

Compõem um mosaico de diferentes formas de expressão: teatro,  dança, audiovisual, música, circo e cultura popular (mamulengo, folguedos, artesanatos, hip-hop, capoeira, maracatu, congado, folia de reis, bumba-meu-boi etc.).

Desenvolvem distintas atividades: cineclubes, rádios comunitárias, espaços multimídia, mercados alternativos, centros de empreendedorismo, museus, bibliotecas, centros culturais, espaços culturais e de preservação do patrimônio histórico, núcleos de memória, centros de cultura digital, e outros, com ações que vão desde cursos diversos a à criação de rádios comunitárias.

Invertendo a lógica tradicional

“Os Pontos de Cultura inovam como conceito de política pública, invertendo a tradicional lógica de atuação do Estado. Em vez de o Governo trazer ações culturais prontas para as comunidades, são elas que definem e realizam suas próprias ações, com reconhecimento e apoio do governo”, explica o secretário de  Cidadania Cultural do MinC, Célio Turino.

“O Programa também inova pelo método de atuação, já que o repasse dos recursos é direcionado à ponta do projeto, evitando que o dinheiro se perca nos meandros da administração pública”, completa.

Mestre-ferrugem-andre-goldman-4
Mestre Ferrugem cantando na Teia 2010 - André Goldman

A rede é composta por:

1836 Pontos de Rede

pontos firmados pelos estados e municípios, com o objetivo de formar uma grande rede de pontos de cultura no Brasil.

592 Pontos de Cultura


iniciativas organizadas pelas comunidades e apoiadas pelo Estado para desenvolverem ações de produção, formação cultural e geração de renda por meio da cultura, como agentes da promoção da diversidade cultural brasileira.

514 Pontos de Leitura

Pontos de Cultura que funcionam como bibliotecas acessíveis à comunidade e que promovam o acesso à literatura e à reflexão em espaços de freqüência cotidiana, como bibliotecas comunitárias, hospitais e Centros de Referência em Assistência Social de todo o Brasil.

281 Pontinhos de Cultura

Desenvolvem ações voltadas à infância, a partir de espaços culturais que estimulem a brincadeira e a imaginação e valorizem a liberdade e sociabilidade, contribuindo para a formação da criança como futura cidadã.

89 Pontões de Cultura

Criados para articular os Pontos de Cultura, difundir suas ações culturais, além de estabelecer a integração e o funcionamento da rede dos Pontos de Cultura. Atuam tanto na dinamização dos contatos entre os Pontos, com foco temático ou regional, quanto como parceiros na implantação de ações do Programa.

81 Pontos de Mídia Livre

Pontos de Cultura e/ou organizações não governamentais sem fins lucrativos que desenvolvem ou apóiam projetos de comunicação compartilhada e participativa.

Parecerias e investimentos
Com o Programa Mais Cultura – dentro do PAC Social do Governo Federal –, em 2007, esses Pontos  passaram a ser também atendidos por governos estaduais de todo o país, em parceria com o MinC.

Até 2009, foram investidos pelo programa R$ 365,7 milhões em 8.987 iniciativas em todo o Brasil. Destes investimentos, R$65 milhões foram para a criação de 1084 novos Pontos de Cultura. “Com Mais Cultura, a gente conseguiu descentralizar e transformar os Pontos de Cultura em política pública, independente de governos e partidos”, afirma a Secretária de Articulação Institucional do MinC, Silvana Meireles.

Nos últimos seis anos, no total, foram investidos pelo MinC quase R$ 500 milhões em Pontos de Cultura de todo o Brasil.

Fonte: SCC/SAI/Ascom – MinC


PSL-Brasil - Pontos de Cultura alcançam 8,4 milhões de pessoas - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - América Latina na Teia: pela regionalização dos pontos de cultura - Software Livre

América Latina na Teia: pela regionalização dos pontos de culturaMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: cultural digitalteia2010pontos de culturamercosulamerica latina
Viewed 95 times
 Go back to Comunidade

Participando do seminário “Pontos de Cultura na América Latina”, ativistas da Argentina, Peru e Colômbia defenderam a necessidade de ampliar para todos os paísesSeminario_al1-300x200 da região a experiência dos Pontos de Cultura brasileiros, que potencializam iniciativas e projetos culturais já desenvolvidos por comunidades, grupos e redes de colaboração, através de convênios com o Ministério da Cultura.

O projeto hoje reúne cerca de 2.500 pontos espalhados pelo Brasil e está se tornando referência de política pública cultural na região, mesmo antes de virar lei no Brasil (na Teia 2010, o projeto de lei Cultura Viva também será tema de discussão do Fórum Nacional dos Pontos de Cultura, que acontecerá nos dias 28 a 31).

Em dezembro de 2009, foi aprovado no Parlamento do Mercosul, o Parlasul, um anteprojeto de norma legislativa que será encaminhado aos Congressos de Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, estimulando a criação de lei dos Pontos de Cultura nesses países. Como o Parlasur pode apenas indicar projetos e a decisão final fica a cargo de cada país, Eduardo Balan (do projeto Culebrón Timbal, de Buenos Aires) defende que a sociedade deve pressionar pela aprovação dessa lei em cada lugar – na Argentina, está prevista uma marcha nacional denominada “Pueblo hace cultura” para o segundo semestre deste ano.

Ele é um entusiasta do projeto, que poderia chegar a apoiar mais de 3.000 organizações culturais argentinas, se empregasse os mesmos 0,04% do orçamento nacional da cultura empregados no Brasil. Segundo ele, isso significaria um aprofundamento do processo democrático, pois “os processos populares de construção de conhecimento e estética estão produzindo novos paradigmas, através de uma organização que já está acontecendo na região e que tem efeitos políticos importantes”.

Para Paloma Carpio (Peru), foi um grande avanço conseguir trazer uma deputada peruana que chegará hoje para participar da Teia. Segundo ela, é necessário fazer com que os governantes entendam que o progresso de um país não tem a ver apenas com indicadores macroeconômicos, mas com desenvolvimento cultural e humano.

O governo peruano aplica hoje apenas 0,084% de seu orçamento em todas as questões culturais, incluindo a preservação de Cuzco e Machu Pichu, dentro de uma ótica que entende cultura principalmente como patrimônio histórico. Segundo ela, a boa notícia é que a Comunidade Andina de Nações (da qual fazem parte Colômbia, Equador, Bolívia, Peru e Venezuela) recebeu recentemente a proposta que, apesar de ainda não ter entrando em discussão, foi a princípio bem acolhida.

Como parte desse esforço para regionalizar os Pontos de Cultura na América Latina, está previsto para outubro deste ano, em Medellin, uma reunião de mais de 100 organizações de toda a América Latina para discutir uma plataforma continental que contemple a aplicação de 0,1% dos orçamentos nacionais em organizações culturais de base.

Jorge Blandon (Nuestra Gente, Colômbia) confirmou a disposição do Secretário de Desenvolvimento Social de Medellin em apoiar o evento com alimentação e hospedagem dos participantes. Ele enfatizou a importância da presença de representantes de pontos de cultura relacionados com os eixos do encontro, distribuindo cópias da “Plataforma Puente”, que logo no início do documento expressa seu principal objetivo: “toda a América Latina solidária”.

Por: Ana Facundes

Fonte Teia 2010


PSL-Brasil - América Latina na Teia: pela regionalização dos pontos de cultura - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Teia Brasil 2010 mistura zabumba com computador - Software Livre

Teia Brasil 2010 mistura zabumba com computadorMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: tambor digitalponto de culturacultura digitalserprosoftware livreteia 2010
Viewed 104 times
 Go back to Governos

A diversidade musical no palco principal e o telecentro instalado pelo Serpro fizeram parte do primeiro dia do encontro nacional dos Pontos de Cultura, em Fortaleza. O evento é gratuito e segue até quarta-feira, 31 de março, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Sons de violinos, violoncelos, pífanos e batidas de zabumba. Foi com essa diversidade de instrumentos, entre eles um dos mais famosos tambores nordestinos, que começou a mostra artística da Teia Brasil 2010 - Tambores Digitais, nesta quinta-feira, 25, em Fortaleza. "O tambor foi a primeira internet que a humanidade conheceu, ele dissemina códigos e fala com a alma", explica e brinca Antônio Carlos Santos da Silva, o TC, do Ponto de Cultura "Casa de Cultura Tainã", em Campinas, São Paulo.

TC conhece o Programa de Inclusão Digital do Serpro e aprova a iniciativa da empresa em participar do encontro que tem como um de seus objetivos divulgar a cultura digital para comunidades de todos o país. "Nós nos identificamos com o Serpro. Nosso Ponto de Cultura, por exemplo, apropriou-se do uso do software livre. Não abrimos mão disso. Na estrutura do governo, o Serpro, sem duvida nenhuma, é a instituição que mais corajosamente assume e colabora com o software livre", destaca.

"Estamos caminhando para uma outra realidade, a de respeito e de valorização das culturas. Para isso, temos que nos apropriar da tecnologia, porque ela nos dá condição de afirmar nossa identidade e de promover mudanças. A inclusão digital dota todas as pessoas dos mesmos direitos e capacidades", completa ele.

Dsc06900

Um olhar sobre o palco principal do evento, onde músicos empolgaram a platéia durante a abertura do evento

Navegando com software livre
Enquanto alguns acompanham a música no palco principal da Teia 2010, outros utilizam o telecentro com 40 computadores instalados pelo Serpro no evento. A faixa de divulgação na entrada do local despertou o interesse de pessoas de várias idades e estados. "Aproveitei para mandar um alô para o pessoal da minha cidade. E acho o software livre muito legal, estou aprendendo sobre isso na escola. Além do Serpro, precisamos de mais empresas interessadas em capacitar as pessoas no seu uso", diz o estudante Pablo Boeri, 19 anos, de Roraima.

Lu Cachoeira, como gosta de ser chamado, tem 55 anos e também aderiu ao software livre. Ele conta que o Ponto de Cultura onde atua, na Bahia, só utiliza a plataforma aberta em suas oficinas e produções audiovisuais. "A cultura é o símbolo da liberdade e da criação. A universalização da tecnologia entre todas as camadas sociais ajuda a propagar ideias e valores como solidariedade e ética. É muito importante sensibilizar o poder publico para discutir e criar mais politicas de acesso à tecnologia", ressalta ele.

No Rio de Janeiro, Tatiana Velloso, de 31 anos, participa do Ponto de Cultura Roda Viva, que atende crianças e mães do Morro do Borel. Enquanto navega pela internet, ela explica que os computadores fazem a diferença em sua comunidade. "O acesso à informação é muito importante. Com um clique, as crianças e os educadores que participam dos nossos projetos podem pesquisar e ler de maneira mais rápida e prática", conclui Tatiana.

Para quem quer conferir o telecentro instalado pelo Serpro na Teia 2010, ele está localizado na Capitania do Portos, Rua Dragão do Mar,160. Outras informações e a programação completa do evento você confere no sítio http://culturadigital.br/teia2010.

Comunicação Social do Serpro


PSL-Brasil - Teia Brasil 2010 mistura zabumba com computador - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Abertas as inscrições para o IV Encontro Nacional BrOffice.org - Software Livre

Abertas as inscrições para o IV Encontro Nacional BrOffice.orgMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: IV encontrosoftware livreBrOffice.org
Viewed 150 times
 Go back to Comunidade

Os interessados em conhecer melhor o BrOffice.org, pacote de escritório livre, que pode ser baixado e usado gratuitamente por usuários domésticos e corporações, já podem se inscrever para o IV Encontro Nacional BrOffice.org.

O evento apresenta as funcionalidades do programa para gestores de TI e administradores que desejam implementar a ferramenta,  além de integrar a comunidade de desenvolvedores, usuários e colaboradores do BrOffice.org, suíte de escritórios que já contabiliza cerca de 15 milhões de usuários no Brasil.

O IV EnBrO acontece nos dias 15 e 16 de abril, unindo os 27 estados brasileiros por meio de videoconferência. As inscrições podem ser feitas no site http://encontro.broffice.org/enbro4. Os participantes devem levar 1kg de alimento não perecível. Os donativos serão doados para entidades assistenciais.

O Encontro Nacional BrOffice.org  é composto de eventos regionais e integrado nacional e internacionalmente através de videoconferência, promovido pela ONG BrOffice.org em parceria com o SENAI. A organização de cada estado é liderada pelos coordenadores estaduais dos grupos de usuários BrOffice.org (GuBrO), em sintonia com a equipe de coordenação nacional.

A interatividade é garantida não somente pela videoconferência, mas também por salas de bate papo, em que participantes de cada estado repassam suas impressões, dúvidas e observações instantaneamente, segundo explica um dos coordenadores do IV EnBro, Carlos Braguini. "Desde o início fomos incisivos neste ponto e organizamos o evento para que haja a máxima interação possível, garantindo o objetivo máximo do evento: a integração nacional", explica Braguini. Além disso, em cada um dos pontos de transmissão acontecem atividades exclusivamente locais.

Serviço:
O quê: IV Encontro Nacional BrOffice.org
Quando: 15 e 16 de abril, das 9h às 18h30 (horário de Brasília)
Onde: nos 27 estados brasileiros, em rede nacional por videoconferência
Inscrição: 1kg de alimento não perecível no local
Inscrições: http://encontro.broffice.org/enbro4/inscricao


Links importantes:
Locais do evento: http://encontro.broffice.org/enbro4/localizacao
Programação: http://encontro.broffice.org/enbro4/programacao
Sobre BrOffice.org: http://www.broffice.org/sobre
Para baixar o pacote: http://www.broffice.org/download


Sobre BrOffice.org
BrOffice.org/OpenOffice.org, além de ser uma suíte de programas de escritório totalmente gratuita, que pode ser instalada por qualquer usuário doméstico, empresas e entidades governamentais. O BrOffice.org Projeto Brasil é mantido por uma associação civil sem fins lucrativos. O objetivo é a elevação e manutenção da qualidade de vida do ser humano, através das atividades de educação profissional, capacitação para o desenvolvimento e disseminação do conhecimento.


PSL-Brasil - Abertas as inscrições para o IV Encontro Nacional BrOffice.org - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Canal da Cidadania na TV digital deverá ter programação local e serviços eletrônicos - Software Livre

Canal da Cidadania na TV digital deverá ter programação local e serviços eletrônicosMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: tecnologia digitalSBTVD-TCanal da CidadaniaTv Digital
Viewed 121 times
 Go back to TV Digital Livre - Ginga

Brasília - O Diário Oficial da União publicou dia 25/3 portaria do Ministério das Comunicações com as diretrizes para o funcionamento do Canal da Cidadania, previsto em decreto presidencial sobre a implantação da TV digital (SBTVD-T). O Canal da Cidadania é um dos quatro que a União poderá explorar no serviço de radiodifusão de sons e imagens em tecnologia digital.

Segundo o decreto, o Canal da Cidadania oferecerá aplicações de serviços públicos de governo eletrônico (internet) e terá sua programação viabilizada por convênios firmados pelo Ministério das Comunicações com o Poder Público e entidades civis. A proposta é fazer programação com produções locais independentes, “dando visibilidade à cultura de cada um dos 5.564 municípios do Brasil”, conforme divulgou o Ministério das Comunicações.

A programação do Canal da Cidadania em cada município será elaborada sob a supervisão de um conselho de comunicação social, instituído pela Câmara de Vereadores e com a participação de diversos segmentos da comunidade.

Como já acontece com os canais comunitários, o Canal da Cidadania não poderá veicular propaganda comercial nem proselitismo religioso ou político. O conteúdo deverá divulgar atos do Poder Público, observar a diversidade sociocultural, prestar serviços de utilidade pública e ter finalidade educativa e artística, entre outros princípios.

Além do Canal da Cidadania, a União poderá explorar o serviço de radiodifusão de sons e imagens em tecnologia digital em canais para o Poder Executivo, Educação e Cultura.

De acordo com o Ministério das Comunicações, a portaria apenas fixa diretrizes de funcionamento. Não há data para que o canal vá ao ar.

Gilberto Costa
Agência Brasil


PSL-Brasil - Canal da Cidadania na TV digital deverá ter programação local e serviços eletrônicos - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - SBTVD prevê venda de 5 milhões de equipamentos de TV digital no Brasil este ano - Software Livre

SBTVD prevê venda de 5 milhões de equipamentos de TV digital no Brasil este anoMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: dtviset-top boxest digitalsbtvd
Viewed 129 times
 Go back to TV Digital Livre - Ginga

Em evento realizado quarta-feira, 24/03, para apresentar a nova campanha publicitária da TV Digital, o presidente do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD), Frederico Nogueira, afirma que a TV digital já está disponível em 28 cidades brasileiras, representando a cobertura de 60% da população do país.

Com base em números do setor, o executivo prevê que sejam vendidos este ano mais de 5 milhões de equipamentos de TV digital, incluindo set-top boxes, televisores com conversor embutido, celulares e outros receptores. “Além do trabalho de informação realizado pelo fórum em parceria com fabricantes, emissoras e membros da entidade em geral, naturalmente o ano de Copa do Mundo de futebol estimula a venda de novos aparelhos”, destaca.

A nova campanha publicitária foi criada para esclarecer a população sobre o que é a TV digital e o que fazer para usufruir gratuitamente da boa melhor qualidade de imagens e sons, dentro e fora de casa. A nova campanha, dividida inicialmente em três filmes, será veiculada por emissoras de televisão de todo o país, em regiões onde já existe cobertura do sinal digital.

Os filmes tratarão a mudança da TV analógica para a digital, através de set-top boxes, a recepção do sinal digital por televisores com codificador embutido e o uso da TV digital em dispositivos portáteis. Segundo Frederico Nogueis, presidente do SBTVD, já há no mercado produtos desses três categorias com disponibildiade comercial.

Intitulada “O sinal da TV digital”, a campanha terá ainda um quarto filme, este ainda em fase de produção – o fórum aguarda a definição de sua nova marca (DTVi, que será a nova nomenclatura para o Ginga utilizada pela entidade).

A peças serão exibidas seis vezes ao dia em canais de televisão e no rádio. Segundo Nogueira, em 2009, o valor das inserções realizadas gratuitamente pelas emissoras membros do SBTVD equivaleram a algo em torno de R$ 100 milhões.


Fernanda Ângelo
Convergência Digital


PSL-Brasil - SBTVD prevê venda de 5 milhões de equipamentos de TV digital no Brasil este ano - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - IntraDesktop com sistema Epidemic Linux tem vendas abertas para o consumidor final - Software Livre

IntraDesktop com sistema Epidemic Linux tem vendas abertas para o consumidor final March 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: sistema operacionaldesktophardwareGNU/LinuxEpidemicintralabsoftware livre
Viewed 206 times
 Go back to Comunidade

O desktop, até então voltado exclusivamente para o ambiente corporativo, destaca-se pelo tamanho extremamente compacto, sendo cerca de 90% menor que os modelos convencionais. Além disso, a máquina consome até 85% menos energia elétrica, gera 90% menos calor e 85% menos ruído. Já o sistema operacional Epidemic Linux, de distribuição gratuita e de código aberto, é rápido, eficiente e moderno, tendo sido 100% afinado para o uso no IntraDesktop.

“Este é o primeiro ‘casamento’ entre um fabricante brasileiro de hardware e uma distribuição brasileira de software gratuito”, enfatiza Fernando Segalla, diretor de Tecnologia da Intralab, empresa que fabrica o IntraDesktop. “O resultado é a entrega ao consumidor de um computador que funciona com eficiência total e é praticamente imune a vírus, ou seja, que não apresenta os mesmos problemas com vírus bastante comuns em outros sistemas operacionais. A própria equipe da Epidemic GNU/Linux certificou o IntraDesktop e otimizou o Epidemic para nossa plataforma de hardware.”

O consumidor final pode adquirir o IntraDesktop em até 24 parcelas fixas diretamente pelo site da parceria Intralab e Epidemic

Contando com 2GB de memória RAM e HD nas opções de 250Gb e 500Gb, o IntraDesktop é fabricado com tecnologia de ponta.

A máquina conta com placa-mãe Intel;

processador Intel Atom 330 (Dual Core + HT, emulando 4 núcleos);

memória RAM Kingston;

Placa de vídeo Intel 945GC Express integrada  com Intel Graphics Media Accelerator 950;

HD Samsung e Rede Realtek 10/100/1000 integrada. Prático e completo,

O desktop  da Intralab possui ainda 1 Porta Serial, 1 Porta Paralela, 6 Portas USB (2 frontais e 4 traseiras)  e Áudio Realtek integrado.

A versão com HD de 250 Gb está sendo comercializada por R$ 1.500,00.

Já a de 500 Gb sai por R$ 1.720,00. Os valores são válidos até o final de maio de 2010.

Histórico da Intralab
- Há 15 anos no mercado, a Intralab é uma empresa reconhecida por disponibilizar para os clientes tecnologia de ponta em hardware e softwares. Na divisão de hardware, além do IntraDesktop são comercializados notebooks, netbooks, impressoras e multifuncionais  de marcas conceituadas. Também há na Intralab uma equipe altamente qualificada para prestar consultoria, suporte aos clientes e desenvolver softwares em geral, como sistemas de gerenciamento de informações e de segurança.

A história da Intralab começou em 1994, quando a empresa iniciou as atividades sob o nome de SGL Informática, uma software-house com soluções para gerenciamento de documentação eletrônica. Em 1995 com a chegada da Internet no Brasil, foi dado o início aos sistemas para Internet e ao desenvolvimento de soluções para intranets e extranets.

Em 2002, com a ampliação de sua área de atuação, a SGL passou a usar o nome fantasia de Intralab Tecnologia e começou a vender sua expertise em servidores para os clientes, oferecendo servidores próprios de hospedagem e servidores de segurança de rede.

Com grande credibilidade no mercado, iniciou o gerenciamento de projetos de grande responsabilidade, como o gerenciamento de selos de cartórios, tornando-se responsável pela guarda das informações e pelo sistema de gerenciamento on-line de informações sobre dos selos de autenticidade e reconhecimento de firmas de todo Estado de São Paulo em parceria com a Siscart.

Em 2004, a empresa passou a ser o braço de tecnologia e desenvolvimento de soluções do Grupo CI, em conjunto com a Compuworks.

Quatro anos depois, em 2008, ainda como um braço do Grupo CI, começou a atuar nas áreas de gestão de TI de forma terceirizada para várias empresas e a desenvolver soluções integradas de hardware e software Web.

Em abril de 2009, a Intralab volta a ser uma empresa totalmente independente. Esta volta está sendo marcada pelo lançamento de soluções inovadoras de hardware para desktops e servidores - como o IntraDesktop, por exemplo – e pela ampliação do portfólio de produtos, entre hardwares e softwares, oferecidos aos clientes.

Histórico do Epidemic GNU/Linux - O Epidemic GNU/Linux é um sistema operacional livre, projetado para ser rápido, eficiente, moderno e, ao mesmo tempo, simples e fácil de usar.

O sistema é uma distribuição Linux comunitária brasileira, baseada diretamente no Projeto Debian que tem, como objetivo principal, levar o Software Livre e o Projeto Debian ao conhecimento do maior número de pessoas possível.

Lançado no Brasil em 2007, o sistema operacional livre Epidemic está atualmente na versão 3.1. A nova versão representou um grande avanço na linha de desenvolvimento do Epidemic, que passou a utilizar o KDE 4 como desktop padrão, ganhou melhorias em quase todas as aplicações, e passou a contar com o ePendrive, um sistema que permite aos usuários escolher se as alterações feitas durante a utilização do Epidemic, a  partir de um livePendrive, serão salvas ou descartadas.

Cecília Schonenberg NOTÍCIAS - Info & Ti


PSL-Brasil - IntraDesktop com sistema Epidemic Linux tem vendas abertas para o consumidor final - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Abertas as Inscrições para a Universidade Pirata (Bahia) - Software Livre

Abertas as Inscrições para a Universidade Pirata (Bahia)March 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: metareciclagem e internetlinguagens de programaçãotecnologias para produção audiovisualredes sociaisdireito autoralcompartilhamentolivrehardwaresofwarecultura livreUniversidade Pirata
Viewed 180 times
 Go back to Comunidade

A Universidade Pirata é um projeto do Pontão de Cultura Digital juntaDados, sediado na Universidade do Estado da Bahia (UNEB) campus Lauro de Freitas (PULSAI). São oferecidos cursos, discussões, oficinas sobre ferramentas de compartilhamento, direito autoral, redes sociais, tecnologias para produção audiovisual, linguagens de programação, metareciclagem e internet.

Nosso objetivo é fomentar o uso de tecnologias livres (software e hardware livre) e promover discussões sobre democratização da comunicação, apropriação tecnológica, conservação ambiental dentro de um espaço autônomo na Universidade, estabelecendo assim um contato com diversos grupos de pesquisa.

A “Universidade Pirata” vem de um esforço para demonstrar que o termo pirata não indica cibercriminalidade, e sim o grupo de pessoas que busca meios reparar as restrições ao mercado cultural, intelectual e de informação. Objetivamos rebater a intensa propaganda que compara a compra de um filme no mercado informal por exemplo, ao tráfico de drogas ou de armas.

Um pai que compra um DVD infantil para suas crianças não é exatamente um traficante de armas, o vendedor que comercializa o DVD infantil não financia o trafico de drogas com o dinheiro da sua venda. Esse ciclo de criminalidade a que se refere a própria industria do entretenimento tem como pilar as políticas de distribuição e financiamento de obras e falta de acesso a informação, cultura e lazer.

* Importante:

As pessoas que possuem computador devem levar para as aulas.

A prioridade na inscrição é para membros de Pontos de Cultura. Se existe algum ponto de cultura na sua localidade, faça contato.

Os cursos são presenciais em Salvador, mas estamos desenvolvendo os módulos a distância, as inscrições valem para as oficinas e cursos a distância também.

* Emitimos certificado sem valor acadêmico

As vagas se destinam a pessoas sem vínculo com a universidade mas alunos da UNEB podem se inscrever e concorrer as vagas residuais.

* As inscrições estarão abertas até o dia 15 de abril: http://www.juntadados.org/universidade_pirata


PSL-Brasil - Abertas as Inscrições para a Universidade Pirata (Bahia) - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - ePub - O MP3 dos livros - Software Livre

ePub - O MP3 dos livrosMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: epublinuxe-book
Viewed 249 times
 Go back to Comunidade

O ePub (electronic publication) é um padrão aberto reconhecido internacionalmente e com leitores disponíveis para diversos equipamentos, sendo assim, acredito na portabilidade literária junto a explosão dos visualizadores de ebook e smartphones.

Por: Alessandro de Oliveira Faria (A.K.A. CABELO)


O ePub é um padrão internacional de formato eletrônico para e-books (http://en.wikipedia.org/wiki/EPUB) criado por um consórcio de empresas como Sony, Adobe, McGraw-Hill e outras. O IDPF (International Digital Publishing Forum) criou este fabuloso padrão que é compatível com diversos modelos de equipamento.

Na foto abaixo podemos encontrar um arquivo em ePUB visualizado em aparelhos distintos (um computador, Adobe Digital Editions, Sony Reader e um iPhone ou aparelho com Android). Muitas pessoas associam a palavra eBooks aos arquivos PDFs e criam ou apresentam uma certa barreira, compreensivelmente, pois este formato não proporciona um boa leitura pelo fato de não possuir recursos para modificar a diagramação do texto em questão.

Thumb_devices-epub

Linux: ePub - O MP3 dos livros
Foram precisos quase 10 anos de pesquisas para criação e aprovação da indústria do livro por este padrão. Mas valeu a pena... Pois um documento elaborado em ePUB proporciona um boa leitura visual em qualquer aparelho independente do tamanho e/ou formato do visor. O mesmo apresenta recursos como redução ou aumento do corpo da fonte, tamanho da página, assim permitindo a adaptação do texto conforme as necessidades do hardware.

Para gerar um documento no formato ePub utilizaremos neste tutorial o Calibre. Embora exista outras alternativas, optei por este pacote devido a sua flexibilidade com os formatos de entrada (PDF, Word, OpenOffice, HTML e outros).

Resumido, devemos deixar bem claro que o ePub são livros digitais visualizados em PCs, smartphones, como também em e-readers. E não devemos associar estes documento a obras disponíveis em PDF, odt ou . doc ou qualquer outro formato disponível na internet. Embora estes formatos até o presente momento sejam utilizados para leitura de livros, eles carregam a fragilidade referente a limitação de leitura extensas.

Justamente em função desta limitação, o ePub nasceu oficialmente em setembro de 2007 com o seu enorme diferencial no formato: compatibilidade em diversos dispositivo, como também ser composto de um padrão aberto.

Existem programas disponíveis para diversas plataforma e hardware. A seguir uma pequena relação contendo softwares compatíveis com o formato ePub:

Fonte Viva o Linux


PSL-Brasil - ePub - O MP3 dos livros - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Prometric sabota Ubuntu !? - Software Livre

Prometric sabota Ubuntu !?March 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - One comment
This article's tags: LPIcanonicalubuntusoftware livretiucpcertificaçãotestprometrics
Viewed 246 times
 Go back to Comunidade

A Prometric aponta em seu site ser o lider mundial em serviços de teste via computador, atendendo aos maiores atores do mercado de tecnologia. Em mais de 3000 "Test Centers" em 135 países. Pretendo tirar a certificação UCP (LPI-199) e tanto o site do Ubuntu como o da LPI mostram como opção a Prometric.

Tenho 45 anos, atuo no mercado de TI e nas comunidades do Software Livre há 10 anos, quem achar conveniente me conhecer melhor veja http://www.kretcheu.com.br

Relato aqui a minha até agora estressante e frustante experiência com essa empresa, me passando até a impressão de estarem sabotando a LPI, a Canonical, o Ubuntu e até o Software Livre, será !?

Minha maratona começou há mais de uma semana. Dia 15/3 acessei o site para me cadastrar e marcar o meu teste LPI-199 também conhecido como UCP (Ubuntu Certified Professional). Em primeiro lugar o site é muito confuso, mas marquei o exame para o dia seguinte no "test center" mais próximo da minha casa em Santos no Brasil.

O pagamento foi efetuado por cartão de crédito e já aparece na minha fatura, muita eficiência nesse quesito.

No dia e hora marcados compareci ao "test center" e após assinar a documentação necessária fui conduzido a sala de testes. A profissional fez os procedimentos necessários iniciou o teste que terminou instantaneamente, sem que eu ainda estivesse sentado.

Bem, ai começou a maratona, o teste deu problema e depois de vários reboots e logins, bem como conversas do test center com a Prometric fui orientado a desistir.

O site da Prometric não possui um link para contato! É preciso acessar o site map, para poder ser redirecionado para um formulário e enviar uma mensagem. Fiz isso como também entrei em contato com o Test center.

No dia seguinte tive novamente que entrar em contato com o Test Center e recebi a informação que precisaria esperar pelo menos 48 horas, me pareceu um absurdo.

Enviei diversas mensagens por esse formulário e só fui receber alguma resposta na terça-feira seguinte 6 dias depois, pior, respostas inconclusivas e longe da solução do problema.

Mais vários e-mails trocados acabei por conseguir que marcassem novamente meu exame, este foi marcado para outro Test Center em outra cidade, há 70Km da minha casa em São Paulo. Não quis entrar no mérito dessa mudança e hoje dia 24 na hora marcada estava eu novamente num test center para fazer o teste.

Surpresa !? Dejavu !? Tudo igual. O mesmo erro que desta vez foi possível ler. O profissional Flávio me atendeu com muita educação e foi muito prestativo, porém a situação era a mesma. Mais alguns reboots e logins, inclusive do servidor e nada.

O Flavio depois de algumas horas me ligou dizendo ter conversado com a Prometric e que em dois dias me daria uma posição.

Resultado até o momento: estou há 9 dias tentando fazer o teste e a Prometric realmente não se mostra minimamente interessada. Terá alguma razão desconhecida para isso? Impublicável? Imaginem a condição que um profissional que pretende se certificar UCP e simplesmente não consegue sequer fazer a prova. Meus prejuízos já são significativos: quatro horas de espera, transporte, estacionamento, gastos com combustível e pedágio, fora o tempo escrevendo reclamações, falando ao telefone e nada, nada!

Quase 10 dias e continuo sem solução, dá vontade até de desistir, mas sou brasileiro e não desisto NUNCA !!

Espero que você possa me ajudar ou conhecer alguém que possa.

Muito obrigado.
Postada por: Paulo kretcheu, kretcheu.NOSPAM@gmail.com


PSL-Brasil - Prometric sabota Ubuntu !? - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Dell anuncia suporte a nuvem empresarial do Ubuntu - Software Livre

Dell anuncia suporte a nuvem empresarial do UbuntuMarch 29, 2010, by Luis Henrique Silveira - One comment
This article's tags: cloudnuvemdellubuntu
Viewed 232 times
 Go back to Comunidade

Na quarta-feira (24/3) a Dell anunciou uma visão abrangente da sua estratégia empresarial. E em seu anúncio, foi a adicionado o Ubuntu Enterprise Cloud (UEC) como uma solução de infraestrutura, juntando-se as ofertas de propriedade do VMWare e Microsoft. Esta é a primeira e real vez em que uma solução aberta para nuvens é vendida por um grande fabricante.

Dell vai oferecer uma série de ‘modelo’ configurações que foram otimizados para diferentes casos de uso e escala. Estas incluem PowerEdge-C hardware, software e suporte técnico UEC completa – você será capaz de comprar estes diretamente da Dell ou você pode usar o ‘blueprints’ como uma base para criar a sua solução sob medida. A equipe da Dell tem grande força e experiência aqui e vai fornecer soluções pormenorizadas sobre todas as blueprint ‘, assim como a implantação de classe empresarial.

Ubuntu Enterprise Cloud leva o campo do Linux com integração de capacidades nuvem diretamente ao sistema operacional. UEC está baseada em eucalipto que se baseia no fato de nas normas API de nuvem da Amazon EC2 e S3. A relação entre a Canonical e Sistemas de Eucalipto garante que você tenha um caminho de escalonamento para resolver quaisquer problemas com o sistema operacional ou o serviço de nuvem. Oferecendo as mesmas APIs como a oferta de nuvem pública dominante, Amazon EC2, você pode construir suas aplicações para rodar em qualquer plataforma. A solução da Dell será baseada no Ubuntu LTS 10,04 – que é liberado em 29 de abril.

Nos bastidores temos trabalhado com a equipe da Dell DCS por mais de seis meses para testar e validar a integração da pilha de nuvens no seu PowerEdge nova série C. Dentro da indústria, a equipe da DCS tem uma excelente reputação para o projeto completo, a integração, e implantação e instalação. Foi desafiador e excitante trabalhando para atender e exceder as suas expectativas, resultado da excelente colaboração entre a equipa principal da Dell, a nossa equipe Cloud & Server e Eucalipto.

Traduzido do blog oficial da Canonical: http://blog.canonical.com/?p=362

Fonte Andre Gondim

Meu twitter: @AndreGondim


PSL-Brasil - Dell anuncia suporte a nuvem empresarial do Ubuntu - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Adiada discussão do PL que trata da banda larga nas escolas com recursos do Fust - Software Livre

Adiada discussão do PL que trata da banda larga nas escolas com recursos do FustMarch 30, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: escolasredes digitaisLei 1481/07banda largafust
Viewed 110 times
 Go back to Governos

A votação nominal de um pedido de urgência para o Projeto de Lei 1481/07, do Senado, que torna obrigatória a universalização do acesso a redes digitais de informação em escolas de todo o país até 2013, que estava na pauta de hoje da Câmara dos Deputados, acabou não se realizando. A matéria deve ser colocada, novamente, em pauta amanhã mas a votação dificilmente vai ocorrer, por ser véspera de feriado, quando tradicionalmente não há quorum, uma vez que os deputados viajam.

O objetivo da proposta é assegurar às escolas públicas acesso à internet com conexão de banda larga e permitir o uso de recursos do Fust (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações). Há divergências sobre a possibilidade de financiamento da telefonia celular com recursos do Fust.

Fonte Telesíntese

 

 


PSL-Brasil - Adiada discussão do PL que trata da banda larga nas escolas com recursos do Fust - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Ex-presidente da Anatel quer Telebrás sócia das empresas municipais e estaduais - Software Livre

Ex-presidente da Anatel quer Telebrás sócia das empresas municipais e estaduaisMarch 30, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: zillerjaimepedrotelebrásanatelbanda larga
Viewed 176 times
 Go back to Governos

O presidente da Informática de Municípios Associados (IMA), empresa do município de Campinas, Pedro Jaime Ziller de Araújo, e ex-presidente da Anatel, defendeu hoje o fortalecimento da Telebrás para se transformar na operadora da rede nacional de banda larga no país.

Segundo Ziller, a lei que criou a Telebrás (5.792/72) autoriza a estatal a se tornar sócia de empresas municipais e estaduais. "Seria muito importante que a Telebrás se associasse aos projetos de inclusão dos municípios e dos estados", completou o executivo. Ele defendeu também a necessidade de a banda larga se tornar um serviço público. "A lei geral de telecomunicações é muito clara quando estabelece que um serviço, quando precisa ser assegurado pela União, não pode apenas ser prestado no serviço privado. A banda larga exige um serviço público de telecomunicações", completou.

O executivo reivindicou também que a Anatel destine frequências para os municípios e estados em todas as faixas disponíveis do espectro.

Por Por Miriam Aquino

Telesíntese


PSL-Brasil - Ex-presidente da Anatel quer Telebrás sócia das empresas municipais e estaduais - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Projeto prevê incentivos para laptops - Software Livre

Projeto prevê incentivos para laptopsMarch 31, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: Escola PúblicasMECBNDESimpostosUCAfiscallap top
Viewed 109 times
 Go back to Governos

A desoneração de impostos para fabricantes terceirizadas que irão fornecer laptops para o programa federal  UCA (Um Computador por Aluno) é proposta de emenda à MP 472/09.

Aprovada pela comissão de tecnologia da câmara dos deputados, a MP prorroga a renúncia fiscal para a indústria de TI até 2014 e agora segue para apreciação pelo senado e sanção presidencial.

A medida recebeu duas emendas na câmara, sendo que uma delas desonera fabricantes que montam computadores em regime Original Equipament Manufacturer (OEM) e vão participar de licitação do UCA, informou a ComputerWorld.

Caso seja aprovada a proposta, empresas  poderão se beneficiar da isenção fiscal se notebooks montados por elas participarem de pregão do governo para compra dos laptops educacionais.

O assessor da área de informática da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica), Anderson Jorge Filho, acredita que com essa medida haverá um maior número de empresas interessadas em participar do programa do governo para inclusão das escolas públicas.

"Empresas que montam equipamentos no Brasil em regime de OEM, poderão entrar na licitação do governo com preços mais competitivos, uma vez que os importadores dos componentes e insumos produzirão terão isenção de impostos", analisa Jorge Filho.

Programa UCA
O projeto iniciou com um piloto para compra de 150 mil laptops. Nesta etapa, a CCE/Digibras foi classificada como vencedora da concorrência.

A fabricante tem até agosto para entregar essas máquinas para 300 escolas públicas do País selecionadas numa primeira fase.

Para a segunda parte do programa, o MEC prevê a compra de mais 1,2 milhão de portáteis. Porém, desta vez, os equipamento serão financiados aos governos muncipais e estaduais pelo BNDES.

O pregão está previsto para ser realizado ainda neste semestre.

Por Juliana Franzon

Fonte Baguete


PSL-Brasil - Projeto prevê incentivos para laptops - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Serpro se prontificou a operar rede nacional de banda larga - Software Livre

Serpro se prontificou a operar rede nacional de banda largaMarch 31, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: inclusão digitalTelebrásMarcos MazoniSerproPlano Nacional banda larga
Viewed 156 times
 Go back to Governos

O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) se prontificou  junto ao Comitê de Inclusão Digital do governo para assumir o papel de gestora da rede nacional de banda larga, caso o governo desista de operar através da Telebrás. O presidente do Serpro, Marcos Mazoni, teria manifestado interesse de ver a estatal engajada no projeto, em contraponto à proposta de reativação da Telebrás, constantemente torpedeada pelas empresas de telefonia, Ministério das Comunicações e Anatel.

Mazoni tem lembrado junto à cúpula de inclusão digital que a empresa, embora tenha seu foco voltado para a prestação de serviços de processamento de dados,  também entrou fortemente no mercado de provimento de rede de transmissão de dados, voz e imagens, através da Infovia Brasília - na qualidade de prestadora de Serviços de Comunicação Multimídia (SCM).

Além disso, o Serpro teria melhores condições de agilizar o processo de criação da rede nacional de banda larga. Isso porque dispõe dos principais requisitos que o governo tem usado para justificar a reativação da Telebrás. O primeiro requisito seria o fato de que o Serpro é uma empresa completamente pronta para operar a rede.

Outro fator que poderia contribuir é que a empresa está amparada na Lei de Licitações para efetivar a venda de serviços aos organismos públicos através da dispensa de licitação, medida que agilizaria a implantação da rede do PNBL.

Como é uma empresa de processamento de dados, o Serpro traria um ganho de escala para o Plano Nacional de Banda Larga, ao não precisar contratar equipe qualificada para desenvolver sistemas voltados para inclusão digital e governo eletrônico junto à iniciativa privada.

Embora sejam bons argumentos, o Serpro também não vem escapando  de algumas criticas, dentro e fora do governo, como no caso da Telebrás. Alguns ministérios têm se queixado da qualidade dos serviços de informática prestados pela estatal.

A Receita Federal, por exemplo, tem convivido com constantes falhas nos programas geradores de declarações de arrecadação de impostos de Pessoas Jurídicas, tal como o anunciado pelo fisco nesta terça-feira, 30, sobre falha no sistema do Simples Nacional.

No mercado privado, a maior opositora com relação à presença do Serpro no provimento de rede de Comunicação Multimídia tem sido a Oi. O presidente da concessionária, Luiz Eduardo Falco, já questionou o fato de o Serpro vender um serviço de Telecomunicações sem passar por processo licitatório, como qualquer outra empresa do setor.Falco também se queixou da estatal do não recolhimento de impostos por parte da empresa, pelo menos, não no mesmo patamar de carga tributária imposta às empresas de telefonia.

PNBL

Durante audiência pública realizada nesta terça-feira, 30/03, pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados, o secretário de Logística e Tecnologia da Informação, Rogério Santanna, disse que o Serpro também tem condições de gerenciar a rede nacional de banda larga do governo.

Segundo ele, esse assunto está em discussão dentro do Comitê de Inclusão Digital como uma alternativa para o caso da proposta de reativação da Telebrás ter de ser revista.  No entanto, Santanna lembrou que a reativação ou não da Telebrás será uma decisão final do presidente Lula.

Há cerca de um mês e meio, o presidente chegou a manifestar publicamente o seu interesse de reativar a Telebrás. Lula chegou a dizer que ela ainda 'dará lucro'. Mas nas últimas semanas, a proposta tem sido bombardeada por diversos grupos dentro e fora do governo, deixando sérias fraturas expostas na estatal, as quais acabam se refletindo no mercado financeiro

Durante a audiência pública na CCTCI, os defensores da reativação da Telebrás - como Rogério Santanna - ganharam um aliado de peso. O ex-presidente da Anatel, Pedro Jaime Ziller, defendeu a presença do governo no mercado de provimento de banda larga, como forma de cobrir um hiato deixado pelas empresas de telefonia, as quais por questões comerciais não vêem atrativo algum em atender a cerca de dois mil municipios que não dispõem de acesso por banda larga.

Ziller defendeu ainda que a Telebrás opere em parceiria com Estados municípios em projetos de inclusão digital em regime público, com a Anatel destinando faixas de frequências de 450 Mhz e 2,5 Mhz para garantir o acesso na última milha, sobretudo em áreas rurais.

Luiz Queiroz
Convergência Digital


PSL-Brasil - Serpro se prontificou a operar rede nacional de banda larga - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Governo e empresas trocam farpas em audiência sobre banda larga - Software Livre

Governo e empresas trocam farpas em audiência sobre banda largaMarch 31, 2010, by Luis Henrique Silveira - No comments yet
This article's tags: Comissão de Ciência e Tencologia da CâmaratelebrásabrafixPlano Nacional Banda larga
Viewed 128 times
 Go back to Governos

Presidente da Abrafix acusou governo de fazer 'jogo de cena'. Diretrizes do plano de banda larga devem ser definidas em abril.

A audiência pública sobre o Plano Nacional de Banda Larga, que terminou no início da noite desta terça-feira (30) na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara, transformou-se numa troca de farpas entre representantes do governo e das empresas privadas de telefonia.

O presidente da Associação Brasileira de Serviço Telefônico Fixo Comutado (Abrafix), José Fernandes Pauletti, acusou o governo de estar fazendo "jogo de cena" e o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, afirmou que as teles só agem quando são provocadas.

Santanna, que é um dos idealizadores do plano em estudo no governo e defensor da revitalização da Telebrás para ser a gestora do programa, lembrou que as empresas de telefonia são campeãs em reclamações nos Procons e que estão acomodadas pela falta de competição. "Toda vez que a fênix da Telebrás bate suas asas, as empresas fazem concessão", disse Santanna, citando como exemplo o programa de banda larga nas escolas, que começou em 2008, numa parceria entre o governo e iniciativa privada para levar internet de graça às escolas públicas. "As empresas não farão concessão se não houver pressão. Se acharem que o governo é um leão sem dentes, não farão nada", provocou.

Pauletti retrucou dizendo que o governo tem de apresentar o seu plano e que este programa tem de ter metas, uma definição clara da forma de implantação e fontes de financiamento. "Ou então, estão querendo fazer jogo de cena, colocando dificuldades para ver se há facilidades", afirmou.

Ele defendeu a competição, mas disse que há lugares hoje onde há só uma empresa oferecendo os serviços porque não há atrativos econômicos. Neste caso, defende Pauletti, ou o governo financia a demanda ou presta o serviço diretamente. "Só não dá para dizer que essa empresa será rentável", disse Pauletti, rebatendo a opinião manifestada por Santanna de que a estatal da banda larga, que vem sendo planejada pelo governo, será lucrativa, porque poderá alugar sua rede principal para pequenos provedores.

O Plano Nacional de Banda Larga está sendo discutido no governo desde meados do ano passado. No final de 2009, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu estudos mais detalhados para ver quanto custaria ao governo montar uma estatal para atender também ao consumidor final, com o objetivo de baixar o preço da banda larga. Os estudos técnicos do governo apontam para a necessidade de investimentos de até R$ 15 bilhões. Mas o formato do programa ainda não foi decidido.

O Ministério das Comunicações apresentou em novembro de 2009 um programa para ser executado pelas teles, com financiamento privado e público, através de desoneração tributária e utilização de recursos de fundos setoriais retidos nos cofres do Tesouro. A meta desse programa é chegar a 2014 com 90 milhões de acessos à banda larga. A previsão é de que o governo defina as diretrizes do plano no mês de abril.


PSL-Brasil - Governo e empresas trocam farpas em audiência sobre banda larga - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,