O Mundo do Software Livre muito além do Linux! (Notícias e Dicas)

Aúncio


sábado, dezembro 31, 2011

PSL-Brasil - WebSockets se torna um padrão - Software Livre

Viewed 227 times
 Go back to Geral

WebSockets e o protocolo WebSocket galgaram o posto de especificações propostas. O WebSocket Protocol está agora proposto como o RFC 6455 da Internet Engineering Task Force (IETF). O protocolo foi desenvolvido para permitir que um navegador ou outros clientes possam estabelecer uma conexão confiável para comunicação de duas vias com um servidor web sem usar múltiplos pedidos HTTP. Christopher Blizzard, Director of Web Platform na Mozilla, twitou: "O Websockets é agora um RFC. Um longo caminho percorrido." O primeiro esboço do WebSockets RFC surgiu em maio de 2010 após os resultados do trabalho realizado pelo grupo de trabalho para tecnologia de aplicativos web e hipertexto (Web Hypertext Application Technology Working Group, ou WHATWG) terem sido publicados.

http://www.linuxnewmedia.com.br/images/uploads/news/ietflogotrans.gif

Outras tecnologias web tentaram manter um canal de comunicação aberto com um servidor usando de artifícios como múltiplos pedidos XMLHttpRequests ao servidor, ou tentando manter uma conexão HTPP convencional aberta pelo maior tempo possível. Essas soluções tinham o revés de complexidade adicional, estabilidade reduzida e sobrecarga da conexão entre o servidor e o cliente. Um aplicativo WebSocket pode, em vez disso, abrir uma única conexão com o servidor e trocar informações sobre essa única conexão, reduzindo o volume de carga sobre o servidor web.

O WebSockets está disponível em algum nível na maioria dos atuais navegadores web para desktops, exceto pelo Internet Explorer, que deve oferecer suporte completo ao protocolo em sua versão 10. O Safari para iOS e o Opera Mobile também possuem suporte parcial ao WebSockets.

O RFC do WebSockets surgiu juntamente com o RFC 6454, o Web Origin Concept, que se propõe a definir o conceito de origem (origin) na web. Um conceito que já é aplicado há algum tempo, por exemplo, para impedir ataques de scripting entre sites (cross-site scripting), e para determinar e armazenar a origem como uma string. Essa nova RFC 6454 já é referida dentro do WebSockets RFC.

Fonte: h-online, em inglês.

* fonte: Linux Magazine


PSL-Brasil - WebSockets se torna um padrão - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Novidades da versão do Moodle 2.2 - Software Livre

Viewed 255 times
 Go back to Geral

O fundador do Moodle, Martin Dougiamas, anunciou o lançamento da versão 2.2 de sua plataforma aberta para ensino à distância. Sigla para Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (ambiente modular de aprendizagem dinâmica orientada a objeto), o Moodle é um sistema de gerenciamento de cursos (course management system) multiplataforma - também conhecido como o um ambiente de aprendizado virtual (virtual learning environment, ou VLE) ou sistema de gerenciamento de aprendizado (learning management system, ou LMS) - cujo objetivo é fornecer ferramentas aos educadores para gerenciar e promover o aprendizado de seus estudantes.

http://moodle.org/theme/image.php?theme=moodleofficial&image=moodle-logo&rev=623&component=theme

O Moodle 2.2 é uma atualização importante que inclui um novo subsistema de avaliação avançada. O primeiro plug-in para esse subsistema é, de acordo com os desenvolvedores, um "recurso já há muito tempo pedido": suporte a Rubrics. Esses são usados para avaliações baseadas em critérios; no momento elas funcionam apenas para trabalhos, mas esse recurso será estendido por todos os módulos em uma versão vindoura.

O suporte para o padrão IMS LTI também foi incluído nessa nova versão e permite que o Moodle embarque objetos e ferramentas de aprendizado de outros sites em seus cursos, e possa transmitir informações do usuário de e para a ferramenta. Um novo tema padrão Mymobile foi acrescentado para uso com smartphones, quando usuários acessam o Moodle via navegadores de dispositivos móveis. Além disso, usuários podem novamente importar pacotes do padrão IMS Common Cartridge (CC), até a versão 1.9. A habilidade para exportar pacotes CC será acrescentada na versão 2.3, agendada para lançamento em junho de 2012.

Ao mesmo tempo, os desenvolvedores publicaram atualizações para os ramos 2.1.x, 2.0.x e 1.9.x do Moodle. As versões 2.1.3, 2.0.6 e 1.9.15 resolvem um total de 13 vulnerabilidades de segurança. Essas incluem as sérias falhas de injeção em ip_in_range, authentication e CRLF, assim como um problema de divulgação de informação. Um número de outros falhas encontradas nas versões anteriores também foi corrigida. Mais informações, incluindo uma lista completa de correções, é fornecida nas notas de lançamento das versões 2.1.3, 2.0.6 e 1.9.15; recomenda-se que todos os usuários usando a plataforma atualizem os sistemas para as últimas versões assim que possível.

Mais detalhes sobre a versão 2.2, incluindo uma lista completa de aprimoramentos, pode ser encontrado nas notas de lançamento. O Moodle 2.2 está disponível para download para Windows, Mac OS X e Linux no site do projeto; o código-fonte da solução está licenciado sob a GPLv3.

* Notas de lançamento, clique aqui...

Fonte: h-online, em inglês.

* fonte: Linux Magazine

* fonte: Moodle 2.2

 


PSL-Brasil - Novidades da versão do Moodle 2.2 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Acessibilidade no Ubuntu 12.04 - Software Livre

Viewed 497 times
 Go back to Geral

O diretor da comunidade Ubuntu, Jono Bacon, detalhou recentemente os planos de desenvolvimento para o suporte à acessibilidade da próxima versão LTS (12.04) do Ubuntu. Eles parecem ter sido desenvolvidos tendo em mente os problemas de acessibilidade que surgiram durante o ciclo de desenvolvimento do Ubuntu 11.10. Durante o desenvolvimento do Oneiric os recursos de acessibilidade permaneceram quebrados por grande parte do ciclo e o teste da instalação acessível só foi possível depois do lançamento da versão beta 2 do 11.10.

http://www.linuxnewmedia.com.br/images/uploads/news/accessibilityteam.png

Com isso em mente, os planos incluem expandir os testes, para permitir que mais usuários, sem necessidades de acessibilidade, possam facilmente testar os recursos, que não devem ser alvo de grandes alterações considerando o desenvolvimento de uma versão com tempo de suporte estendido. Um novo recurso que deve ser incluído na versão 12.04 é o suporte para ampliação de tela, que deve estar pronto para o Unity 2D e possivelmente para o Unity 3D. Os planos também incluem um esforço dos desenvolvedores do Kubuntu para integrar mais ferramentas de acessibilidade ao ambiente de trabalho KDE.

A comunidade do Ubuntu está presente nos planos, pede-se a ela que ajude no processo de limpeza da documentação como parte do desenvolvimento, e também pesquise formas de como o suporte à acessibilidade pode ser expandido para atender pessoas com problemas de aprendizagem, como déficit de atenção, autismo e dislexia.

A equipe de acessibilidade para o Ubuntu tem um blog e um wiki com mais informações e está sempre buscando mais usuários, desenvolvedores e interessados em realizar testes para auxiliar nos esforços do projeto.

Fonte: h-online, em inglês.

* fonte: Linux Magazine


PSL-Brasil - Acessibilidade no Ubuntu 12.04 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Chegou o novo CentOS, a Versão 6.1 - Software Livre

Viewed 366 times
 Go back to Geral

A equipe de desenvolvimento do CentOS anunciou o lançamento da versão 6.1 do seu clone do Red Hat Enterprise Linux (RHEL). Assim como a versão 6.0, os desenvolvedores demoraram mais para atualizar seu código do que a Red Hat precisou para lançar a próxima versão do seu sistema, 6.2, que foi disponibilizada na última semana.

Contudo, a equipe CentOS está alcançando os engenheiros da Red Hat: durante o inverno, o espaço de tempo entre os lançamentos era de quase dois meses, e agora foi reduzido para apenas alguns dias.

http://www.linuxnewmedia.com.br/images/uploads/news/centos.png

Os recursos no CentOS 6.1 são equivalentes aos do RHEL 6.1, que foi apresentado em maio desse ano. Como é de costume para o CentOS, todos os logos da Red Hat e outros elementos com marcas foram removidos e os desenvolvedores fundiram todos os repositórios da Red Hat para criar um repositório de upstream.

Esse recém-criado repositório de lançamento contínuo (Continuous Release, ou CR) foi desenvolvido para oferecer mais flexibilidade com novos pacotes de software. Nesse repositório, os desenvolvedores do projeto podem fornecer RPMs atualizados de pacotes de software que serão parte do novo lançamento, antes que ele seja disponibilizado; essas atualizações incluem principalmente correções de falhas e atualizações de segurança.

Mais detalhes sobre a atualização podem ser encontrados nas notas de lançamento. O CentOS 6.1 está disponível para download nos espelhos do projeto.

Os desenvolvedores recomendam que usuários que desejam atualizar instalações com versões antigas que reinstalem seus sistemas, ao invés de tentar uma atualização do CentOS 4 ou CentOS 5.

Fonte: h-online, em inglês.

* fonte: Linux Magazine


PSL-Brasil - Chegou o novo CentOS, a Versão 6.1 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - HP anunciou que liberará o código-fonte do webOS, e será um projeto em Open Source - Software Livre

Viewed 388 times
 Go back to Geral

http://www.linuxnewmedia.com.br/images/uploads/news/webos.jpgA Hewlett-Packard anunciou que liberará o código-fonte do webOS, o sistema operacional do smartphone Palm Pre e do tablet TouchPad (ambos descontinuados), como um projeto em código aberto. A HP não deu detalhes se cederá o webOS a uma fundação existente, ou se criará uma nova organização para gerir o projeto. A empresa afirmou que planeja ser uma participante ativa e investidora no projeto que buscaria "uma governança boa, transparente e inclusiva, para evitar fragmentação".

A HP também não ofereceu detalhes sobre qual licença planeja liberar o código do webOS, afirmando apenas que será uma "licença de código aberto". No anúncio, a empresa também afirma que planeja abrir o código do framework de aplicativos ENYO em um "futuro próximo" e vai apresentar um plano para os "componentes restantes do espaço de usuário" no mesmo período.

Atualmente, não existem fabricantes ou fornecedores de hardware vendendo dispositivos operando com o webOS. A HP descontinuou todo o seu hardware operando com webOS ainda no começo desse ano, e e seus planos para usar o sistema em impressoras ou como um sistema operacional alternativo de "quick boot" para PCs não resultou em nada.

O sistema operacional baseado em Linux usa HTML, CSS e JavaScript extensivamente em sua camada de aplicativos e já integra contatos do Gmail, Yahoo, Facebook, LinkedIn e outros sistemas de mensagens através do sistema Synergy. A CEO da HP, Meg Whitman, afirmou que o "webOS é a única plataforma desenvolvida desde o princípio para dispositivos móveis, conectada à nuvem e escalonável", quando anunciou os novos planos da empresa para o sistema.

A HP adquiriu os criadores do webOS, a empresa Palm, em abril de 2010 por 1,2 bilhões de dólares, e anunciou o HP TouchPad nos meses seguintes. O tablet HP TouchPad é ironicamente um tablet muito popular, mas só conseguiu essa façanha após vender os dispositivos a preços baixíssimos, para limpar seu estoque do produto, que anunciou em agosto desse ano que seria descontinuado. Até o momento uma série de hackers e modders vem se concentrando em portar o sistema operacional Android para o aparelho, uma vez que o webOS estava sob licenças proprietárias (apesar de possuir componentes GPL).

Fonte: h-online, em inglês.

* fonte: Linux Magazine


PSL-Brasil - HP anunciou que liberará o código-fonte do webOS, e será um projeto em Open Source - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Municipios Cubanos ya utilizan herramientas de Software Libre - Software Livre

Viewed 397 times
 Go back to Geral

La implementación en más de 100 municipios cubanos del sistema Garux para el control de multas –desarrollado en Villa Clara-, constituye ejemplo del avance en el país de herramientas basadas en software libre.

Diosmany Meriño, subgerente de la división de desarrollo de software (DESOFT) en el territorio, afirmó que este es uno de los programas informáticos más importantes creados aquí a partir del PostgreSQL, potente gestor de bases de datos con su código fuente disponible libremente a escala global.

A propósito de efectuarse en Santa Clara el VI Taller Nacional sobre uso y desarrollo de sistemas y plataformas abiertas, Meriño explicó a la AIN que el Garux se ha extendido de forma progresiva desde 2010, con el objetivo de la creación de una red para viabilizar el pago y control de las multas en Cuba.

http://www.somoslibres.org/imagenes/libre1.jpg

Con la utilización del gestor de base de datos PostgreSQL trabajamos actualmente en el desarrollo de un sistema denominado Energux, destinado al registro y supervisión de los portadores energéticos en organismos de diversa índole, desde la perspectiva de potenciar el uso del software libre, señaló.

María Deulofeu, directora del Centro coordinador para la formación del capital humano del Ministerio de la Informática y las Comunicaciones, precisó posee inmensas potencialidades dentro de la estrategia del país en la migración hacia plataformas de código abierto.

La realización de este Taller Nacional aquí –entre hoy y mañana 14 de diciembre- forma parte de las acciones que se realizan en Cuba para garantizar la independencia informática, en un contexto internacional marcado por el dominio de sistemas operativos y aplicaciones propietarias, significó.

El proceso de migración hacia el software libre se encuentra en una primera etapa que involucra al propio MIC, además de organismos del sistema nacional de salud pública, educación, cultura y otras instancias de la administración central del Estado.

Fuente: Agencias

* fonte: Somos Libres


PSL-Brasil - Municipios Cubanos ya utilizan herramientas de Software Libre - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - O Android não é tão aberto quanto você pensa - Software Livre

Viewed 632 times
 Go back to Geral

Empresa analisa 13 projetos open source quanto ao grau de transparência e coloca SO na lanterna. Eclipse, Linux e Mozilla, por outro lado, lideram.

Embora construído sobre o Linux, um sistema open source, a transparência do Android tem sido alvo de um intenso debate. A plataforma, naturalmente, é bem mais aberta que o iOS, da Apple, mas pode não ser tanto quanto ativistas do software livre gostariam.

http://thebiblescholar.com/android_awesome.jpg

Na última segunda-feira (12/12) alguns comparativos surgirem para contribuir com a discussão. Um estudo da Vision Mobile, empresa de análise de mercado, elegeu o Android o mais “fechado” de oito projetos de código aberto.

O SO da Google ficou em último de uma lista formada por MeeGo, Linux, Qt, WebKit, Mozilla, Eclipse e Symbian. Para analisar cada um deles, a companhia criou o que chama de Open Governance Index (Índice da Governança Aberta), que inclui 13 métricas divididas por quatro áreas principais:

  • Acesso ou disponibilidade do código fonte junto ao suporte a desenvolvedores e transparência na tomada de decisões.

  • Medição da influência dos desenvolvedores.

  • A habilidade dos desenvolvedores em criar e distribuir derivados do código fonte.

  • Comunidade, no sentido de construir uma estrutura não discriminatória que a valorize.

Baseada nesses critérios, a Vision Mobile avaliou os projetos em termos de percentagem de abertura. O Android, por exemplo, ficou com 23%, enquanto que o líder, o Eclipse, obteve 84%. Você pode ver um infográfico com todos os resultados nesta imagem.

 

Conclusão

Mas, afinal, o que tudo isso significa?

Em resumo, a pesquisa sugere que “as plataformas mais abertas, provavelmente, terão vida mais longa”. Para exemplificar, a empresa cita Eclipse, Linux, WebKit e Mozilla.

O Android, no entanto, representa um paradoxo. “Seu sucesso, aparentemente, pouco tem a ver com o nível de transparência de seu código fonte”, diz o texto. “O sistema não teria decolado se não fosse o incentivo financeiro da Google e sua célebre equipe de engenharia”.

Existe também a predisposição da gigante em subsidiar o Android em troca da renda obtida com venda anúncios, além dos bilhões gastos por fabricantes e operadoras para terem algo para enfrentar os dispositivos com iOS.

É interessante observar a transparência do Android quantificada, e seus problemas nessa área, ilustrados. Outro ponto interessante á a relação traçada entre a abertura do código e o sucesso do projeto.

Não há como negar que o open source pode ser uma estratégia vitoriosa, e que ela tem se disseminado cada vez mais. No caso do Android, porém, sua importância é de certa forma relevada.

(Katherine Noyes)

* fonte: IDGNow!

Leia mais: "Você é um idiota se não retribui o código aberto", diz Fundação Linux


PSL-Brasil - O Android não é tão aberto quanto você pensa - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Software Livre em breve, será adotado pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios - Software Livre

Viewed 723 times
 Go back to Governos

A manhã desta quarta-feira, dia 14, foi movimentada em Brasília. Especialmente para a deputada Manuela d'Ávila, que teve três projetos aprovados na Comissão de Desenvolvimento Econômico. Os projetos, após serem aprovados em todas as Comissões, serão publicados e entrarão em vigor.

http://www.manuela.org.br/uploads/noticias/laIznm.jpg

Software Livre

Outra vitória da parlamentar foi a aprovação de seu relatório sobre a utilização de Software Livre. Manuela relatou o PL 2269/1999 e indicou em seu texto a adoção - por parte da administração pública e pelas empresas com controle acionário da União, Estados, Distrito Federal e Municípios - de programas de computador livres, conhecidos como Software Livre.

“Com a aprovação do relatório na CTASP, promoveremos o aumento da competitividade da indústria nacional de software, o oferecimento de capacitação para trabalhadores do setor e a diminuição do gasto público com o licenciamento de programas de computador”, explicou Manuela.

* fonte: site da Deputada Manuela

*****************************************************

CTASP: Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público

Aprovado por Unanimidade o Parecer.. Parecer da Relatora, Dep. Manuela D'ávila (PCdoB-RS), pela aprovação deste, dos PLs nºs 3.051/20, 4.275/01, 2.152/03, 3.280/04 e 3.070/08, apensados, na forma do substitutivo adotado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Infomática, com emenda, e pela rejeição do PL nº 7.120/02, apensado, e da emenda apresentada na CCTCI . Inteiro teor, segue abaixo o Parecer da Comissão

 

*****************************************************

 

CÂMARA DOS DEPUTADOS

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

PROJETO DE LEI Nº 2.269, DE 1999

III - PARECER DA COMISSÃO


A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, em reunião ordinária realizada hoje, aprovou unanimemente o Projeto de Lei nº 2.269/99 e os Projetos de Lei nºs 3.051/00, 4.275/01, 2.152/03, 3.280/04 e 3.070/08, apensados, nos termos do substitutivo adotado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, com subemenda, e rejeitou o Projeto de Lei nº 7.120/02, apensado, e a emenda apresentada naquela Comissão, nos termos do parecer da relatora, Deputada Manuela d'Ávila.

Estiveram presentes os Senhores Deputados:

Silvio Costa - Presidente, Eros Biondini e Augusto Coutinho - Vice-Presidentes, Andreia Zito, Assis Melo, Daniel Almeida, Erivelton Santana, Eudes Xavier, Fátima Pelaes, Gorete Pereira, Laercio Oliveira, Luciano Castro, Mauro Nazif, Policarpo, Roberto Balestra, Ronaldo Nogueira, Vicentinho, Walney Rocha, André Figueiredo, Edinho Bez, Leonardo Quintão, Manuela d'Ávila e Sebastião Bala Rocha.

Sala da Comissão, em 14 de dezembro de 2011

Deputado SILVIO COSTA

Presidente

* fonte: Câmara dos Deputados
*****************************************************


PSL-Brasil - Software Livre em breve, será adotado pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Software Livre em breve, será adotado pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios - Software Livre

Viewed 723 times
 Go back to Governos

A manhã desta quarta-feira, dia 14, foi movimentada em Brasília. Especialmente para a deputada Manuela d'Ávila, que teve três projetos aprovados na Comissão de Desenvolvimento Econômico. Os projetos, após serem aprovados em todas as Comissões, serão publicados e entrarão em vigor.

http://www.manuela.org.br/uploads/noticias/laIznm.jpg

Software Livre

Outra vitória da parlamentar foi a aprovação de seu relatório sobre a utilização de Software Livre. Manuela relatou o PL 2269/1999 e indicou em seu texto a adoção - por parte da administração pública e pelas empresas com controle acionário da União, Estados, Distrito Federal e Municípios - de programas de computador livres, conhecidos como Software Livre.

“Com a aprovação do relatório na CTASP, promoveremos o aumento da competitividade da indústria nacional de software, o oferecimento de capacitação para trabalhadores do setor e a diminuição do gasto público com o licenciamento de programas de computador”, explicou Manuela.

* fonte: site da Deputada Manuela

*****************************************************

CTASP: Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público

Aprovado por Unanimidade o Parecer.. Parecer da Relatora, Dep. Manuela D'ávila (PCdoB-RS), pela aprovação deste, dos PLs nºs 3.051/20, 4.275/01, 2.152/03, 3.280/04 e 3.070/08, apensados, na forma do substitutivo adotado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Infomática, com emenda, e pela rejeição do PL nº 7.120/02, apensado, e da emenda apresentada na CCTCI . Inteiro teor, segue abaixo o Parecer da Comissão

 

*****************************************************

 

CÂMARA DOS DEPUTADOS

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

PROJETO DE LEI Nº 2.269, DE 1999

III - PARECER DA COMISSÃO


A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, em reunião ordinária realizada hoje, aprovou unanimemente o Projeto de Lei nº 2.269/99 e os Projetos de Lei nºs 3.051/00, 4.275/01, 2.152/03, 3.280/04 e 3.070/08, apensados, nos termos do substitutivo adotado pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, com subemenda, e rejeitou o Projeto de Lei nº 7.120/02, apensado, e a emenda apresentada naquela Comissão, nos termos do parecer da relatora, Deputada Manuela d'Ávila.

Estiveram presentes os Senhores Deputados:

Silvio Costa - Presidente, Eros Biondini e Augusto Coutinho - Vice-Presidentes, Andreia Zito, Assis Melo, Daniel Almeida, Erivelton Santana, Eudes Xavier, Fátima Pelaes, Gorete Pereira, Laercio Oliveira, Luciano Castro, Mauro Nazif, Policarpo, Roberto Balestra, Ronaldo Nogueira, Vicentinho, Walney Rocha, André Figueiredo, Edinho Bez, Leonardo Quintão, Manuela d'Ávila e Sebastião Bala Rocha.

Sala da Comissão, em 14 de dezembro de 2011

Deputado SILVIO COSTA

Presidente

* fonte: Câmara dos Deputados
*****************************************************


PSL-Brasil - Software Livre em breve, será adotado pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Motorola lança nova versão do tablet Xoom no Brasil - Software Livre

Viewed 433 times
 Go back to Geral

A Motorola lançou nesta quarta-feira no Brasil o tablet Xoom 2 Media Edition, com tela de 8,2 polegadas, um pouco menor em comparação com a primeira versão lançada.

O tablet é voltado para o consumo de mídia, como o próprio nome diz. Modelos de teclados Bluetooth e docks multimídia podem ser comprados como acessórios e o Xoom 2 pode ser usado como controle remoto universal. Um aplicativo chamado MotoCast permite usar alguns computadores como servidores de mídia, para que você possa acessar músicas e vídeos pelo aparelho.

  Divulgação   Xoom 2 Media Editon, novo tablet da Motorola lançado no Brasil Xoom 2 Media Editon, novo tablet da Motorola lançado no Brasil

O dispositivo é equipado com processador dual-core de 1,2 GHz, 1 Gbyte de memória RAM e armazenamento interno de 32 Gbytes. As câmeras têm 1,3 Mpixels (frontal) em 5 Mpixels, com gravação de vídeo em full HD (1080p) e flash LED. Pesa 386 gramas e chega ao país com o preço sugerido de R$ 1.299.

O sistema do novo Xoom é o Android 3.2. A Motorola diz não ter previsão para atualização para a versão mais recente, o 4.0

* fonte: Folha Tec


PSL-Brasil - Motorola lança nova versão do tablet Xoom no Brasil - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Consulta pública para o programa Cidades Digitais vai até 10 de janeiro - Software Livre

Viewed 423 times
 Go back to Geral

O Ministério das Comunicações abriu consulta pública para que a população possa dar sugestões ao projeto Cidades Digitais. A proposta foi apresentada pela Secretaria de Inclusão Digital nesta semana ao ministro Paulo Bernardo, que aprovou o projeto básico. A consulta pública fica aberta a contribuições até o dia 10 de janeiro.

O projeto Cidades Digitais prevê que, em cada município beneficiado, a população possa se conectar à internet de forma livre e gratuita em locais públicos, como praças e rodoviárias. Para isso, no entanto, o município precisa ter serviços de governo eletrônico, como marcação de consultas em hospitais públicos ou iniciativas da área educacional da cidade disponíveis na rede mundial de computadores. A ideia é que o projeto do Ministério das Comunicações seja integrado a serviços de outros órgãos de governo. Tanto é que a Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento trabalha no desenvolvimento de aplicativos de saúde, educação, finanças e tributação para as cidades que aderirem ao programa.

O projeto será implantado, inicialmente, em 80 municípios, como uma experiência piloto. “A prefeitura precisa manifestar interesse em se tornar uma cidade digital e encaminhar um projeto ao Ministério das Comunicações. Por isso, após receber as sugestões da sociedade, vamos abrir uma chamada pública para selecionar propostas dos governos municipais”, explicou a secretária de Inclusão Digital, Lygia Pupatto.

A seleção das cidades será feita de acordo com critérios estabelecidos no programa. Municípios das regiões Norte e Nordeste terão prioridade, assim como cidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano, população de até 50 mil habitantes e localidades que estiverem a até 50 quilômetros do backbone (espinha dorsal da rede de fibras ópticas) da Telebras. A expectativa é selecionar os primeiros 80 projetos de prefeituras em abril do ano que vem.

Além disso, o Ministério das Comunicações vai escolher, por meio de registro de preços, empresas para fornecer material, instalar equipamentos e dar suporte técnico às prefeituras. A ideia é que as cidades tenham um anel de fibra óptica que interligue pontos de acesso governamentais a pontos de conexão públicos. A proposta de orçamento para 2012 prevê R$ 40 milhões para a infraestrutura inicial do projeto.

O Governo Federal também vai capacitar servidores municipais para que eles possam lidar com as tecnologias da informação. Isso porque, ao elaborar o projeto Cidades Digitais, a equipe técnica do MiniCom constatou que cerca de 70% das prefeituras brasileiras não têm funcionários treinados nessa área. Os governos municipais que quiserem ampliar o modelo básico do projeto Cidades Digitais poderão buscar apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O Ministério das Comunicações vai estudar, também, outras possíveis parcerias que possam atuar como novas fontes de financiamentos.

por Ascom Ministério das Comunicações

Texto original de:

http://aquiacontece.com.br/noticia/2011/12/17/aberta-consulta-publica-para-programa-cidades-digitais


PSL-Brasil - Consulta pública para o programa Cidades Digitais vai até 10 de janeiro - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Poonya Studio 2 - Software Livre

Viewed 431 times
 Go back to Geral

Publicamos a nova versão do Poonya Studio e a publicação do código com suas correções incluindo ferramentas para edição de cena 2D, script editor, assistente de código e compilador ActionScript3 em Java.

Poonya Studio 2

Poonya Studio é um ambiente de desenvolvimento integrado focado para o desenvolvimento de aplicativos e games online.

Código-fonte
http://code.google.com/p/poonyastudio/


PSL-Brasil - Poonya Studio 2 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Área de Software Livre define temas para a CPBR5 - Software Livre

Viewed 514 times
 Go back to Geral

Programadas 33 palestras e 18 oficinas em dois palcos na Área de Software Livre da Campus Party Brasil 2012

A equipe responsável por organizar a Área de Software Livre (SL) da Campus Party Brasil, que será realizada no Anhembi Parque, em São Paulo, de 6 a 12 de fevereiro de 2012, disponibiliza a maioria dos conteúdos que serão discutidos em dois palcos, através do site do evento. No endereço, você pode conferir a descrição de cada uma das 33 palestras e 18 oficinas que já estão confirmadas; toda a programação é debatida com a comunidade antes de ir para a grade final.

No Palco 1, palestras e mesas redondas com temas diversos que vão atrair todos os públicos. Os assuntos vão desde o debate do governo mexicano sobre o Projeto de Software Livre desenvolvido em instituições de educação e empresas, a palestras sobre sistemas de gerenciamento de sites, realidade aumentada, o Kinect para todos, a gestão e monitoramento de redes e dispositivos com Software Livre, o cyberativismo político. Os visitantes, os 'campuseiros', poderão ainda aprender métodos para captura de imagens na plataforma Android e aprender um pouco mais sobre a cultura do Software Livre, sobre o futuro da web e conhecer o padrão aberto para livros eletrônicos.

A Área de Software Livre reserva uma palestra especial para as mulheres. Num ambiente tradicionalmente masculino, a área de Tecnologia da Informação (TI) tem espaço especial nos projetos de SL. Três representantes femininas estarão em uma mesa redonda discutindo sistemas operacionais, de interface com o usuário e desenvolvimento de software livre.

Outra palestra que traz junto uma oficina é a de Open Cobalt, um software gratuito e de código aberto que permite criar um ambiente de trabalho e aprendizado virtual em 3D, ele permite a construção, acesso e compartilhamento de um mundo virtual. O objetivo do aplicativo é estimular e ampliar a colaboração na pesquisa, no ensino e no entretenimento.

No Palco 2, foram programadas oficinas que ensinam a fazer um Vídeo Blog com Software Livre, a produção gráfica com o Gimp, o WordPress para o desenvolvimento de sites, como criar documentos normatizados pela ABNT com o LibreOffice Writer. Para os recém chegados ao mundo do Software Livre, uma oficina dedicada ao Ubuntu, a distribuição mais amigável do Linux, como sistema operacional para notebooks e desktops.

Para os usuários que gostam de segurança e querem aprender a criptografar, proteger, seus documentos, e-mails, senhas e dispositivos, uma oficina "mão na massa" está programada como "Criptografia para todos". Além dessas oficinas, muitas outras estão disponíveis no site, confira!

O curador da Área de Software Livre da Campus Party 2012, Pablo Lorenzzoni, diz que o mais importante é a participação de cada um. "Na edição 2012, estamos preparando diversas atividades para desde quem está começando a descobrir o software livre até os mais veteranos. Palestras, mesas redondas, oficinas e minicursos dos mais variados assuntos. Queremos uma Área Software Livre na Campus Party Brasil feita pela comunidade", conta.

Software Livre e Campus Party Brasil
O Brasil conta com uma das mais importantes e ativas comunidades de software livre de todo o planeta. A Campus Party Brasil, por sua vez, é o maior acontecimento tecnológico do mundo. O que acontece quando juntamos as duas coisas em um mesmo lugar? OpenColbalt, OpenKinect, Epub, Android, Inkscape, realidade aumentada, os assuntos mais inovadores e muito conhecimento compartilhado. É justamente o que os campuseiros encontram nesta área.


PSL-Brasil - Área de Software Livre define temas para a CPBR5 - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Oracle desinstalará Java de máquinas equipadas com Ubuntu - Software Livre

Viewed 794 times

Usuários do Ubuntu que têm em seu sistema instalada a plataforma Java Sun 6 poderão se surpreender em alguns dias ao perceberem que ela não está mais disponível em seus PCs. O motivo é a decisão da fabricante do sistema, a Oracle, em removê-la tanto dos repósitórios Ubuntu quanto das máquinas em si, por meio de atualizações do software. A postura advém da decisão da marca em excluir da empresa desenvolvedora do Ubuntu – Canonical -, a licença para a distribuição do pacote Java.

Uma notícia contundente deste gênero pode desanimar aqueles que fazem uso extensivo da plataforma Java no Ubuntu, mas felizmente, alternativas e soluções começaram a ser sugeridas. Em ambiente Linux, nada seria mais imediato do que pensar em vias alternativas e open source para o sistema – inclusive, já disponíveis no repositório Synaptic do Ubuntu -. Até o momento, a Open JDK se tornará a alternativa oficial adotada pelas novas versões do Ubuntu; sendo, inclusive uma plataforma utilizada pela Oracle como base de estudos e implementações para seus lançamentos futuros.

Pode-se ainda tentar utilizar o Java Sun 6, por meio de instalação “manual”; baixando o arquivo diretamente do site da Oracle. O que ainda não é sabido é se realizando essa instalação alternativa, ela será excluída pela Oracle na primeira atualização feita pelo seu sistema.

Risco e atualização de segurança

Com a saída de cena do Java Sun 6, a Canonical preocupou-se imediatamente com a segurança de seus usuários, que poderiam ter sua máquinas em risco graças à remoção. Logo, a empresa disponibilizou uma atualização do plugin do Sun JDK para navegadores, que evitará que sites com códigos maliciosos tirem proveito da vulnerabilidade causada por essa mudança.

O Java Sun 6 não estará funcional em sistemas Ubuntu 10.04 LTs, Ubuntu 10.10 e 11.04 somente.

Fonte: http://goo.gl/KeFXD


PSL-Brasil - Oracle desinstalará Java de máquinas equipadas com Ubuntu - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,

 







PSL-Brasil - Ubuntu ganha prêmio de melhor distribuição Linux pelo sétimo ano consecutivo - Software Livre

Viewed 246 times

Responsável por mostrar a muitos usuários que é possível usar o sistema operacional Linux sem as necessárias complexidades de outros tempos, o Ubuntu acaba de ganhar pela sétima vez consecutiva o prêmio de melhor distro da revista digital Linux Journal.

O Ubuntu conseguiu mais esta vitória, apesar de muitos usuários terem criticado sua nova versão 11.10 Oneric Ocelot e do crescimento de outras distros, como a Linux Mint. Dentre as 30 categorias, o remodelado ambiente de trabalho GNOME 3 recebeu a estatueta de melhor produto do ano graças à mudança de uso em desktop implementada, que também sofreu contestações.

Outros vencedores foram o cliente para microblogging Gwibber, o jogo quebra-cabeças produzido pela 2D Boy, World of Goo, e mais uma vitória do Ubuntu, desta vez como melhor opção para quem usa netbook, com a distro Ubuntu Netbook Remix. O navegador Firefox figurou como o preferido dos usuários, assim como o cliente de e-mails Thunderbird.Em relação aos mensageiros instantâneos e para IRC, o multiplataforma Pidgin foi o grande vencedor, superando seus colegas Emesene, aMSN e X-Chat (para IRC). A suíte de programas de escritórios Libre Office também demonstrou ganhar terreno este ano, mesmo com a reclamação de muitos usuários em relação a seu visual um pouco datado. O editor de imagens Gimp ainda é o favorito de quem utiliza Linux.

Demais vencedores:

Melhor programa simples de escritório: OOWriterMelhor programa para organização de fotos: digiKamMelhor editor de áudio: AudacityMelhor player de áudio: AmarokMelhor player de mídias: VLCMelhor ferramenta de sincronia de favoritos: Firefox SyncMelhor ferramenta colaborativa on line: Google DocsMelhor hospedagem de dados em nuvem: Dropbox (Ubuntu One vindo logo atrás)Melhor aplicativo para crianças: Tux PaintMelhor ferramenta de monitoramento: NagiosMelhor database: MySQLMelhor ferramenta de backup: rsyncMelhor ferramenta de vitualização de SO: Virtual Box

Fonte: http://goo.gl/RsvuX


PSL-Brasil - Ubuntu ganha prêmio de melhor distribuição Linux pelo sétimo ano consecutivo - Software Livre

 



 

Technorati Marcas: : , , , , ,

 

 

BlogBlogs Marcas: : , , , , ,